Responda: Qual é o fator que o pequeno investidor não pode ignorar na busca por mais independência financeira?

Você provavelmente pensou em fatores como a rentabilidade dos investimentos, o quanto poupar, risco dos investimentos, diversificação, custos do investimento, oportunidades geradas pelos ciclos econômicos, conhecimentos sobre estratégias de investimento, etc.

Todos esses fatores listados acima são importantes, mas existe um que se você ignorar vai acabar desistindo no meio do caminho. Talvez nem consiga começar. Lembrando que fator é qualquer elemento que contribua para a obtenção de um resultado.

Recentemente uma leitora do Clube dos Poupadores deixou o comentário abaixo em um dos artigos publicados. Ela descobriu o fator que jamais pode ser esquecido:

Caro Leandro, mais uma vez um excelente artigo. Estava com saudade dos seus textos, por simples comodismo meu. Acho que há mais de 4 meses não lia nada aqui no clube dos poupadores. Quando recebi um e-mail seu sobre a pesquisa, vi q tinha estagnado… investi em cursos para aumentar meu nível e parei… Mas estou me policiando e quero no mínimo dedicar 1h – 2h diárias de estudo. Muito obrigada por sua persistência em nos abrir os olhos para a educação financeira! Sucesso

No final do comentário a leitora me agradeceu por uma característica que luto diariamente para ter e que ela também se esforça para conseguir. É justamente o fator mais importante e que faz toda diferença na nossa vida financeira. Esse fator se chama persistência.

Persistência é uma característica daquile que não desiste fácil. Agir com persistência é ser esforçado e focado em seus objetivos, sem deixar-se abalar facilmente por quaisquer críticas, negativas ou obstáculos. Não confunda teimosia com persistência. Na teimosia você repete o que deu errado esperando colher resultados diferentes. Na persistência você aprende com o erro, encontra soluções e tenta novamente.

Se você quiser entender o poder da persistência diante de toda as adversidades da vida como um instrumento poderoso para acabar com a miséria e a ignorância assista esse trailer. O nome desse filme é “The First Grader”, mas no Netflix ele se chama “O Aluno”. Se você tem filhos na fase escolar, assista com eles.

A história do filme é baseada em fatos reais. Kimani Maruge conhecia o poder da persistência. Ele tinha um objetivo muito bem definido e diante de cada barreira ele persistia buscando soluções para contornar a dificuldade. Ele teve paciência e persistiu.

Primeiro ele sonhou com o seu país livre. O Quênia foi uma colônia britânica e só se tornou independente em 1963. Para realizar esse sonho ele persistiu até as últimas consequências. Perdeu sua esposa, foi preso e torturado por muito tempo, mas não desistiu do sonho de viver em um país livre.

Com 84 anos de idade, ele poderia ter parado de sonhar, mas resolveu lutar por outro sonho que era o de aprender a ler e escrever.  Para poder estudar ele não mediu esforços e lutou contra todos, persistindo dia após dia. Chegou a falar pessoalmente com o presidente do seu país. Teve seu nome registrado no Guinness Book como sendo a pessoa mais velha a se matricular em uma escola primária. Sua persistência ficou conhecida no mundo todo e Maruge acabou sendo convidado mais tarde para fazer um discurso sobre educação na sede da ONU em Nova York.

Dizem que o oposto do sucesso não é o fracasso. Provavelmente o oposto do sucesso é a desistência ou a falta de persistência. O fracasso é como se fosse o pedágio, as etapas que você precisa atravessar até chegar naquilo que você deseja. O Kimani Maruge poderia ter desistido na primeira vez que sua matrícula na escola primária foi negada. Ele poderia ter desistido quando viu que teria que se vestir e estudar do lado de crianças de seis anos. Ele poderia ter desistido na primeira vez que foi coagido pelos moradores do seu vilarejo a abandonar a escola. As autoridades também tentarem impedir Maruge. Tenho certeza que a maioria, por muito menos teria desistido.

Quando você tomar a decisão de se tornar um pequeno investidor vai se deparar com muitas dúvidas, pequenas e grandes dificuldades.

Existem muitos leitores aqui do Clube dos Poupadores que desistem por muito pouco. Muitos desistem quando percebem que para entender um determinado investimento precisam ler um artigo escrito por mim que se fosse impresso ocuparia 10 ou 20 páginas A4. Muitos desistem de comprar minha série de 3 livros quando descobrem que possuem 700 páginas se forem juntos.

Se você assistir o filme, verá que estamos persistindo pouco e desistindo muito. Sem desenvolver essa capacidade de persistir será muito difícil prosperar em qualquer área da vida. 

A persistência mais difícil não é contra obstáculos externos. Nossa força de vontade luta contra forças internas que eu chamo de “A Resistência“. Essa força está presente em tudo. Ela está dentro de você, dentro de mim e dentro de tudo que existe, seja animado ou inanimado.

A Resistência trabalha 24h por dia, 7 dias por semana, incansavelmente, impedindo você e todas as coisas de se movimentarem, fluírem, crescerem, evoluírem e prosperarem. Tudo que você queira fazer que dependa da sua força de vontade, disciplina, paciência, persistência, no sentido de melhorar em qualquer aspecto, enfrentará a força da sua Resistência.

Para piorar a situação, uma vez que você vence a sua própria Resistência e colhe bons resultados crescendo na vida, acaba expondo publicamente a fragilidade de todas as outras pessoas que não conseguem a mesma vitória. É comum pessoas bem-sucedidas ou que buscam o crescimento serem criticadas. O seu sucesso expõe a fragilidade dos demais, especialmente quando você começa do zero, em condições extremamente desfavoráveis como o personagem Kimani Maruge que aparece no filme. Ele tinha todas as desculpas do mundo para justificar sua situação, mas preferiu persistir e isso incomodou muita gente.

Sei que você sofrerá a tendência de subestimar o poder da persistência e certamente ignore o poder da Resistência. É o que todos fazem. São coisas que parecem muito simples e óbvias para que possamos dar atenção. 

O problema é que se você não desenvolver a capacidade de persistir, vai ficar cada vez mais estagnado e conformado com a vida que vive. O menor sinal de estabilidade financeira já será suficiente para que você finque estacas no chão e não saia mais da zona de conforto que irá se formar. O problema é que lá no fundo você sabe que parar não deveria ser um objetivo. Não é exatamente isso que você deseja, mas o que a sua Resistência impõe como uma ditadora.

Então, a coisa que eu diria é… Quando você cresce, dizem para você que o mundo é do jeito que é. Sua vida se resume a viver dentro desse mundo tentando não bater muito nas paredes. Você tenta ter uma boa vida familiar, se divertir, guardar um pouco de dinheiro. Essa é uma vida bem limitada. A vida pode ser muito mais ampla assim que você descobrir um fator simples. Isso é: tudo que há em volta de você, que chamamos de vida foi feito por pessoas que não eram mais inteligentes que você (tinham o mesmo potencial, pois eram humanos como você). E você pode mudar isso. Você pode influenciar (a vida que tem). Você pode construir suas próprias coisas que outras pessoas podem usar. No minuto que você entender que se você catucar a vida… empurrar e algo vai sair do outro lado… você pode muda-la, molda-la… (lei da causa e efeito). Essa talvez seja a coisa mais importante: sacudir essa noção errônea de que a vida está lá (estática) e você vai viver nela (sem mudar nada) no lugar de mudar, melhorar, fazer sua marca nela. Assim que você aprender isso você vai querer mudar a  vida e torná-la melhor. Assim que você aprender isso, você nunca será o mesmo. – Steve Jobs

Kimani Maruge era um analfabeto que vivia na miséria em um dos países mais pobres da África. Steve Jobs era um empresário que se tornou um dos homens mais ricos do mundo em um dos países mais poderosos do planeta. Os dois viviam realidades opostas, mas tinham certeza de que a vida não se resumia a viver dentro de um mundo estático tentando não bater nas paredes.

A vida de Maruge não estava limitada dentro da sua velhice, analfabetismo, pobreza e falta de condições do seu país. Ele compreendia que deveria “cutucar” a vida persistentemente e que alguma coisa diferente poderia sair do outro lado. Persistência e paciência… ele sabia que podia mudar, influenciar e construir sua própria realidade, mesmo com todas as condições contrárias a isso. A única coisa que realmente poderia limitar Kimani Maruge era sua Resistência interna, mas essa ele não tinha.

Se Maruge acreditasse que não era possível, não persistiria e nada aconteceria. O mesmo vale para Steve Jobs ou para qualquer pessoa pobre, rica, alfabetizada ou analfabeta, queniana ou americana, jovem, velha, etc.

Como é possível aprender o que você precisa aprender se você não entendeu o poder da persistência e da vitória diária contra a Resistência que existe dentro de você? Como poupar regularmente? Como investir? Como cuidar da própria saúde e dos seus relacionamentos pessoais para usufruir do retorno dos seus investimentos se você não desenvolve essas habilidades?

Você conseguiu compreender que precisa fazer alguma coisa sobre isso? Tente treinar seus olhos, tente observar todas as vezes que alguma coisa dentro de você resiste, mesmo contra sua força de vontade, para que você desista rapidamente de tudo que vai trazer algum benefício futuro.

Talvez você só seja alfabetizado por “livre e espontâneo pressão” dos seus pais. Eles te obrigaram a ir para a escola e depois praticamente te obrigaram a fazer uma faculdade.

O problema é que se você está na vida adulta, ninguém vai perder tempo te obrigando a fazer nada. Ninguém vai persistir por você, como seus pais fizeram todos os dias, por longos anos até você terminar seus estudos.

Eu estou desenvolvendo um projeto onde pretendo ajudar alguns leitores do Clube dos Poupadores a vencerem essa a Resistência que os impedem de crescer para os próximos níveis. O número de oportunidades será bem limitado, pois sou apenas um e além de produzir o conteúdo terei que dar atenção aos participantes que estiverem comprometidos.

Já temos mais de 2.600 pessoas cadastradas interessadas em receber informações sobre esse projeto. Se você se identificou e quer saber mais sobre o que pretendo fazer, cadastre seu e-mail aqui. Se você acredita que não precisa desse tipo de orientação, não faça seu cadastro. Como o número de vagas é limitado, se você participar do projeto sem estar realmente comprometido vai acabar tirando a oportunidade de uma pessoa que precisa.

Aproveite o fim de semana para assistir o filme “O Aluno” no Netflix. No Youtube você encontrará o mesmo filme com o nome “Uma lição de vida” (com uma qualidade muito ruim). Após assistir o filme retorne aqui e deixe seus comentários sobre como a persistência e paciência poderiam melhorar a qualidade de vida das pessoas se fossem combinadas com o conhecimento que a educação financeira pode entregar. Depois cadastre seu e-mail no projeto.