Quando pergunto às minhas turmas “Quais de vocês fazem um hambúrguer melhor do que o do McDonald’s?” quase todos levantam a mão. Então pergunto: “Se a maioria de vocês faz um hambúrguer melhor do que o do McDonald’s, como pode ser que o McDonald’s ganhe mais dinheiro do que vocês? – Robert Kiyosaki”

Essa é uma questão que aparece no livro Pai Rico Pai Pobre, do autor Robert Kiyosaki. Até que ponto é realmente importante para o seu sucesso profissional e financeiro ser apenas o melhor especialista na sua área profissional? Será que não existem outras coisas que você deveria aprender e que fazem a diferença? São essas coisas que tornam muitos profissionais medianos em bem-sucedidos profissionalmente e financeiramente nas mais diversas áreas.

O fato de você ser capaz de fazer um hambúrguer mais gostoso e de melhor qualidade que os hambúrgueres vendidos aos milhões pelas diversas marcas de fast-foods, não significa nada. Os donos dessas redes mundiais de lanchonetes não multiplicam suas fortunas todos os dias por fazerem os melhores lanches do planeta. Eles constroem e multiplicam fortunas fazendo negócios. Produzir e vender lanches é apenas um dos muitos tipos de negócio.

Em econômica, negócio é toda e qualquer atividade econômica com o objetivo de gerar lucro.

É fácil de entender o que é o negócio do sanduíche famoso. Você só precisa sobrepor dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola, picles, num pão com gergelim. O molho nada mais é do que uma mistura de maionese, pepino, mostarda, vinagre, alho em pó, cebola em pó e páprica.

Incrível como uma coisa tão simples pode ser a base de um negócio que gera US$ 22 bilhões de faturamento anual. Mais incrível é não existir nenhum segredo, nenhuma formula especial guardada a sete chaves. A própria empresa divulga todos os passos para fazer seu sanduíche mais famoso e o seu molho especial (nesse vídeo). Ela sabe que o sanduíche é o que menos importa.

Mas e se você não quiser fazer seu próprio sanduíche? Você tem R$ 16,90 no bolso? Eles possuem mais de 30 mil lanchonetes espalhadas por 117 países e provavelmente existe uma perto da sua casa, caso você viva em uma grande cidade. Você entrega seus R$ 16,90 e em poucos minutos eles entregam o sanduíche padronizado.

Em cada país do mundo o mesmo sanduíche é vendido por preços diferentes. Quando esse artigo estava sendo escrito o Índice Bic Mac, desenvolvido pela revista The Economist indicava que o Brasil tinha o quinto Big Mac mais caro do mundo custando o equivalente a US$ 5.10 (fonte).

Eles buscam atingir o máximo lucro possível através da máxima qualidade percebida. A qualidade percebida é apenas a qualidade que você consegue perceber e que está disposto a pagar por ela. Isso significa que eles não precisam fazer o melhor sanduíche do mundo, eles só precisam fazer negócios com o sanduíche que conseguem fazer.

Saber fazer o melhor sanduíche do mundo não é garantia de sucesso profissional e financeiro. Se você é médico, advogado, engenheiro, administrador de empresas, empresário ou especialista em qualquer profissão, certamente já deve ter observado que existem profissionais na sua área que dominam as melhores técnicas, os conhecimentos mais avançados, que investiram muitos anos e muito dinheiro dominando a arte de fazer o “melhor sanduíche” de suas profissões.

A razão pela qual tantas pessoas talentosas são pobres é que elas se concentram na preparação de um melhor hambúrguer e sabem muito pouco sobre sistemas de negócios… têm dificuldades financeiras ou ganham menos do que poderiam, não pelo que sabem mas pelo que não sabem. – Livro Pai Rico Pai Pobre.

O importante não é o que você e todas as pessoas da sua área profissional sabem. O importante é o que as pessoas da sua área não sabem. Ter talentos, habilidades e conhecimentos avançados é muito importante para produzir produtos e serviços de grande qualidade, mas se você não aprender a fazer negócios, alguém que só sabe fazer um “sanduíche comum” terá mais sucesso profissional e financeiro.

Fazendo negócios

Muitas vezes não são apenas os conhecimentos da sua área que fazem a diferença. Recentemente visitei um médico cardiologista que além de ser médico certamente dedicou algum tempo aprendendo mais sobre negócios imobiliários. Quando um grande viaduto estava sendo construído em uma das avenidas mais movimentadas da cidade, toda a região próxima do viaduto em construção ficou extremamente desvalorizada. Todos sabem que viadutos desvalorizam as áreas próximas e que obras públicas são muito demoradas e prejudicam ainda mais a região. O médico aproveitou e adquiriu imóveis desvalorizados do lado do viaduto em construção. Quando as obras terminaram, ele construiu uma clínica com um grande estacionamento (algo raro em qualquer cidade grande). A clínica nada mais é do que um negócio imobiliário composto por um prédio com várias salas pequenas para alugar. Uma região que era imprestável para o uso residencial se tornou boa para o uso comercial.

Esse médico soube aproveitar uma boa oportunidade através de conhecimentos que ele não adquiriu nas aulas de medicina. Ele buscou conhecimentos que o tornaram um médico investidor, com visão de negócio, que entendia as necessidades dos outros médicos e dos clientes desses médicos. Isso permitiu “ler” a oportunidade que apareceu no ambiente onde ele vivia. Ele conseguiu desenvolver um produto (uma clínica com salas comerciais para alugar) que satisfaziam as necessidades do seu mercado local.

O próprio McDonald’s tem como seu grande negócio o aluguel de terrenos e imóveis para os franqueados de suas lojas. Foi uma “oportunidade lida” por um dos executivos da empresa logo no seu início. A operação imobiliária era tão importante no começo que o McDonald’s era visto como uma empresa imobiliária que vendia hambúrgueres apenas para que os franqueados pudessem pagar pelo aluguel das lojas (fonte).

Não seja analfabeto

Tenho certeza que oportunidades aparecem por toda parte na sua área profissional e na região onde você vive. O problema é que se você for um analfabeto do mundo dos negócios e dos investimentos, você não vai conseguir “ler o ambiente” para encontrar essas oportunidades. É como um analfabeto diante de um jornal repleto de anúncios de emprego ou alguém que nunca investiu diante dos balanços das empresas buscando oportunidade de investimento em ações. As oportunidades estão ali, mas o analfabetismo impede a leitura

O pai pobre de Robert Kiyosaki queria que ele investisse cada vez mais em especializações. Ele acreditava que era se especializando dentro de uma área profissional que seu filho conseguiria ganhar mais dinheiro. Seu pai não entendia que quanto mais especializado você se torna, mais você fica amarrado e dependente dessa especialização.

Grandes empresários costumam colocar seus filhos para trabalharem em todos os setores da empresa enquanto são jovens. Isso não torna seus filhos especialistas em um departamento da empresa, mas permite o entendimento de como todo o sistema funciona e suas inter-relações no negócio. A visão de negócio é mais importante.

O McDonald’s não é a lanchonete onde você comeu o melhor hambúrguer, mas é uma das que melhor sabem fazer marketing e vender sanduíches básicos padronizados em qualquer lugar do mundo. É isso que faz o negócio movimentar bilhões de dólares.

Se prometendo uma coisa e entregando outra eles conseguem sucesso, imagine se você resolver entregar mais do que promete sem perder o foco no negócio.

Todo profissional deveria aprender mais sobre investimentos, vendas e marketing. Não importa a área. É claro que você não precisa e nem deve produzir  algo medíocre para oferecer através de técnicas de venda e de marketing. Você deve entregar o melhor, mas aprenda a vender e a fazer o seu marketing, pois não adianta ser o melhor se você não consegue mostrar para as pessoas que é o melhor.

Como já mencionei, meu pai instruído (pai pobre) trabalhava cada vez mais arduamente quanto mais competente se tornava. Ele também se via cada vez mais encurralado quanto mais se especializava. Embora seu salário aumentasse, suas escolhas diminuíam.  Pouco depois de ter sido mandado embora do trabalho no governo, descobriu como era vulnerável profissionalmente – Livro Pai Rico Pai Pobre.

 

Uma vez tive contato com um engenheiro que eram tão qualificados, mas tão qualificados que diante de uma crise no setor onde trabalhava enfrentou sérias dificuldades para conseguir um emprego equivalente. Seu nível de especialização era tão grande que existiam apenas algumas empresas no Brasil que poderiam se interessar por ele, pagando o salário que ele recebia no passado. Sua qualificação e o seu salário anterior assustavam as empresas que olhavam seu currículo. Níveis elevados de especialização podem ser um sinônimo de habilidades limitadas e menos oportunidades.

É muito comum encontrar pessoas que não possuem grande especialização ganhando mais e liderando pessoas especialistas. É comum encontrar pequenas empresas que oferecem produtos e serviços de qualidade superior, mas que não conseguem crescer e se manter no mercado por muito tempo.

Se você é o melhor no que faz, mas não sabe nada sobre negócios (investimentos, vendas, marketing, gestão, liderança, etc.) correrá o risco ser superado por pessoas medianas, que fazem apenas o básico bem feito, mas que investem nos conhecimentos sobre o mundo dos negócios.

Quantas pessoas você conhece que são talentosas e altamente qualificadas que não conseguem transformar isso em sucesso profissional e financeiros? Quando foi a última vez que essas pessoas investiram em um livro, curso, treinamento ou evento que fosse capaz de melhorar suas habilidades de investimento, comunicação, vendas e marketing?

Esse é mais um artigo da série que estou produzindo sobre ideias do autor Robert Kiyosaki. Ele estará em um evento no Brasil e será uma boa oportunidade para aqueles que querem ter contato com ideias fora do senso comum. Para saber como participar do evento clique aqui.

Também quero convidar você a participar da área Premium do Clube dos Poupadores onde estou publicando uma série de artigos no formato de um curso sobre Independência Financeira.