Existe uma regra básica que muitos autores definem com a regra número 1 da riqueza. Essa regra sobre “Como Ficar Rico” é seguida por milionários de todo mundo e ignorada pela maioria das pessoas.

Regra número 1 da riqueza: “Renda ilimitada”

A riqueza que estamos falando tem relação com a quantidade de capital e patrimônio que você conseguirá acumular ao longo da vida. Sua riqueza financeira é o que sobra da sua renda depois de pagar todas as contas. Se a sua renda é pequena e limitada, você terá um padrão de vida pequeno e limitado. Dificilmente terá margem para acumular riqueza durante a vida se não fizer nada para evitar estas limitações.

Se você tem um emprego, isso significa que a sua renda é limitada de duas maneiras:

Limitação 1:

Se você trabalha para os outros, você é remunerado por tempo trabalhado. Você vende aquilo que sabe fazer durante 8 horas por dia, 44 horas por semana ou 220 horas por mês. Como você só tem 24 horas por dia, não é possível fazer milagres. O tempo que você tem para vender é limitado.

Mesmo que você quisesse vender mais horas para ganhar mais, as leis trabalhistas penalizam as empresas que querem comprar mais do seu tempo. Sua hora de trabalho adicional (hora extra) custa 50% mais caro se forem horas entre a segunda e o sábado e 100% mais caras se forem horas nos domingos ou feriados.

Mesmo que as empresas aceitassem pagar mais caro por hora extra, a lei impede que você venda mais do que 2 horas extras por dia para seu empregador. Muitas vezes as empresas preferem comprar o tempo de outras pessoas do que comprar mais do seu tempo, limitando ainda mais sua capacidade de aumentar sua renda vendendo sua força de trabalho. A quantidade de horas limitadas que você tem para vender é um limitador da sua riqueza.

Limitação 2:

Você já pensou sobre qual é o valor máximo que o seu empregador estaria disposto a pagar por uma hora do seu trabalho? Quanto seria esse teto? O que aconteceria se você resolvesse pedir um aumento de 100% do seu salário?  Mesmo que você investisse na sua qualificação para se tornar o melhor profissional na sua área, sempre existirá um valor máximo para a sua hora trabalhada. Quando o preço do seu trabalho passa deste teto ele se torna economicamente inviável para as empresas. O preço da sua hora trabalhada é um limitador da sua construção de riqueza.

Renda ilimitada:

Você não encontrará nenhum assalariado nas listas das pessoas mais ricas do Brasil e do mundo. Visitando a página da Forbes é possível constatar isso.  (clique aqui e depois clique em continuar para pular a propaganda). Você verá que todos os bilionários possuem uma coisa em comum. Todos eles possuem uma renda ilimitada. Não estão limitados pelas 24 horas que possuem e muito menos pelo preço da própria hora trabalhada.

Todos eles são empresários e administram seus negócios unindo o trabalho de milhares de pessoas em torno dos seus objetivos. São justamente eles que compram o tempo das pessoas oferecendo salário, férias, estabilidade e direitos trabalhistas que todos os trabalhadores assalariados sonham ter.

A renda destes empresários não possui limite. Uma empresa pode dobrar, triplicar ou quadruplicar seus lucros sem a necessidade do seu proprietário trabalhar duas, três ou quatro vezes mais. O empresário pode contratar quantas pessoas forem necessárias para realizar o trabalho que ele sozinho seria incapaz de fazer devido ao seu limitado tempo de 24 horas. Quando você trabalha para alguém, você é remunerado para dedicar seu tempo para realizar os sonhos e objetivos financeiros de quem está comprando o seu tempo oferecendo salário e direitos trabalhistas.

Trabalhadores ilimitados

Talvez o único limite para a renda destes empregadores esteja na falta de mão de obra qualificada. Existe um momento onde as empresas deixam de crescer na velocidade desejada por falta de profissionais qualificados. Grandes empresas precisam investir na formação de novos trabalhadores para continuar crescendo.

No futuro, não muito distante, essa limitação deixará de existir em todas as atividades que puderem ser substituídas por máquinas. Assista o vídeo abaixo. A empresa que desenvolve esses robôs é a Boston Dynamics que pertence ao Google. É muito provável que máquinas deste tipo possam ser compradas em qualquer loja de eletrodomésticos no futuro. Você poderá instalar aplicativos nestas máquinas para que possam realizar qualquer tarefa, com a mesma facilidade com que você instala aplicativos no seu smartphone.


 

Quando isto acontecer, nem mesmo a limitação gerada pela falta e custos da mão de obra será um limitador para empreendedores de todo mundo. Muitas profissões serão extintas e as pessoas que vendem tempo em troca de salário terão que voltar para a sala de aula com o objetivo de adquirir novos conhecimentos e desenvolver novas habilidades que ainda não sejam dominadas pelas máquinas.

Regra número 2: Nova Educação

Se você já tem um negócio próprio e ainda não conseguiu faturar pelo menos R$ 1 milhão por ano, você está diante de uma outra limitação. Você deve concordar que se você soubesse o que precisa ser feito para sua empresa faturar R$ 1 milhão, R$ 10 milhões ou R$ 100 milhões por ano, você certamente já teria feito. Você fatura pouco por não saber o que deve ser feito para faturar muito. O que limita seu crescimento está dentro de você. São conhecimentos e habilidades que você ainda não desenvolveu e que são fundamentais para o sucesso do seu empreendimento. Tudo que você ainda não aprendeu limita seus ganhos. A falta de conhecimento é o que separa pequenos empresários, que sempre serão pequenos, e pequenos empresários que irão crescer e prosperar financeiramente. Muitas vezes o que falta é uma mudança de mentalidade. Trocar pensamentos pequenos por pensamentos grandes.

Você não pode parar de aprender, estudar, buscar soluções para tornar sua empresa cada vez melhor. Para desenvolver produtos de alta qualidade é necessário estudo. Para aumentar o número de clientes e seus índices de satisfação é necessário estudo. Para manter seus funcionários motivados, produtivos e comprometidos é necessário estudo. Para expandir sua capacidade de gestão e liderança é necessário estudo. Você precisa ser mais criativo, precisa buscar a inovação, precisa ter iniciativa e motivação. Veremos que nada disso foi estimulado na escola. As limitações de um pequeno empresário estão nas suas limitações internas. Dificuldades e limitações externas podem ser contornadas adquirindo o conhecimento necessário para superar essas dificuldades.

O desenvolvimento de máquinas capazes de trabalhar 24 horas por dia, sem receber nenhuma remuneração e sem qualquer direito trabalhista é uma questão de tempo. Não temos somente o Google investindo em máquinas e carros autônomos (até no Brasil já existem projetos em andamento).  Existe uma verdadeira corrida mundial pelo desenvolvimento de máquinas que realizam trabalhos humanos. É um processo sem volta e revolucionário para as antigas relações do trabalho. Teremos cada vez menos empregos e cada vez mais oportunidades para empreender.

Se você é um empregado, jovem e acredita que a sua profissão está estável e que você não precisa mais aprender nada, tenha cuidado pois esse raciocínio é uma grande armadilha que irá comprometer sua vida financeira no futuro. Nenhuma profissão nos dias de hoje é totalmente estável com base nos conhecimentos que adquiriu até ontem. Você está condenado a continuar aprendendo cada vez mais para se adaptar em um mundo que muda de maneira acelerada. Se alguma máquina, um dia for capaz de realizar o trabalho que você realiza, é necessário que você esteja pronto para superar esta máquina.

Se você acredita que o seu emprego limita seu potencial de crescimento, então pode ser o momento de refletir sobre a possibilidade de ter o seu próprio negócio no futuro para acabar com as limitações que o emprego e a venda do tempo impõe a todos que trabalham vendendo tempo por dinheiro.

Para muitos a vida como empregado é apenas uma fase de acumulação de capital necessária para um dia poder empreender. Para outros o emprego que possuem é satisfatório e não existe motivação para empreender. Cada pessoa tem sua própria realidade que precisa ser respeitada.

Escola: Fábrica de pessoas limitadas

Infelizmente, faz parte da nossa cultura e educação acreditar que o cidadão comum depende de um emprego público ou um bom emprego privado para conseguir estabilidade e prosperidade financeira. Se você pensa dessa forma, a culpa não é sua.

As escolas e universidades preparam as pessoas para se tornarem funcionários exemplares. Criatividade, liderança, inovação e livre iniciativa são características que as escolas tradicionais fazem questão de retirar do comportamento das crianças. Crianças geniais são classificadas como portadoras de transtornos de aprendizagem. Hoje, quando a criança não se adapta ao sistema medieval das escolas, a culpa é da criança e não do Sistema (leia essa reportagem).

Decorar, não questionar, executar tarefas repetitivas, seguir regras, cumprir prazos e respeitar os superiores é o que as escolas nos ensinam. É isso que o sistema espera das pessoas comuns que vendem sua força de trabalho. São exatamente estas as características mais apreciadas pelo mercado de trabalho tradicional. É esse tipo de trabalhador que será substituído por máquinas nas próximas décadas.

Ainda não existem máquinas criativas e capazes de inovar. Não existem máquinas capazes de motivar outras pessoas. Não existem máquinas que consigam fazer o papel de um líder ou de um grande empreendedor. Máquinas não podem empreender. As escolas ainda não valorizam a criatividade e a inovação. Nas empresas de hoje, ainda existe pouco espaço para profissionais inovadores, criativos e com iniciativa. No futuro, só existirá espaço para pessoas capazes de fazer coisas que as máquinas não poderão fazer.

Revolução

Estamos vivendo uma transição. Estamos saindo da Era Industrial e entrando na Era da Informação, que também é conhecida como era digital ou era tecnológica. Esse processo sem volta começou entre 1970 e 1980 e infelizmente ainda temos instituições de ensino que educam as crianças como se estivéssemos na era industrial. O Estado e as leis trabalhistas foram feitas para a era industrial. Existem partidos políticos e muita gente que defende cegamente valores, ideologias e utopias do século passado. É difícil perceber uma revolução que ficará nos livros de história quando estamos vivendo no meio dela.

No topo da lista dos homens mais ricos do mundo não predominam os donos de máquinas, terras e fábricas. Existem empresas como Microsoft, Amazon, Facebook, Oracle, Google e Dell que são líderes da revolução tecnológica e por isto fazem de seus proprietários as pessoas mais ricas do mundo.

Entre os mais ricos do Brasil existem donos de fábrica de cerveja, bancos e uma grande emissora de televisão. O brasileiro segue bebendo muita cerveja, assistindo as partidas de futebol da grande emissora naquela televisão de 60 polegadas comprada com dinheiro emprestado de algum banco.

Conclusão:

Meu objetivo com este artigo não é criticar o seu estilo de vida. Meu objetivo é motivar uma reflexão sobre a maneira como você enxerga o mundo. Você ainda está na era industrial?

Dica do dia - Melhorando seu desempenho:

Sucesso é o processo contínuo do esforço para tornar-se maior e melhor. É a oportunidade de continuar crescendo emocional, intelectual e financeiramente, enquanto se contribui de alguma forma positiva para outros. Você se sente preparado(a) para atingir aquilo que você definiu como seu sucesso? Escrevi alguns livros que podem ajudar muito na sua jornada rumo ao seu sucesso financeiro e profissional. Eles já estão ajudando milhares de leitores aqui do Clube dos Poupadores. Clique aqui para saber como funciona.