Como melhorar de vida mudando seus hábitos

Um levantamento da ONU mostrou que o 1% mais rico da população mundial detém cerca de 40% dos bens globais, enquanto a metade mais pobre é dona de apenas 1% (fonte).

Muitas pessoas ricas nasceram em famílias pobres ou de classe média e ao longo da vida acabam formando grandes fortunas. Já aqueles que já nascem ricos possuem pais ou avós que tiveram um inicio humilde e aos poucos foram construindo fortunas que se propagam até hoje entre seus descendentes.

Será que existe alguma coisa que os mais ricos sabem que os mais pobres desconhecem? Será que o segredo está no comportamento das pessoas diante do trabalho, do dinheiro e da capacidade de identificar oportunidades (educação)? Ou será que as pessoas não conseguem poupar, investir e empreender porque não sabem matemática financeira, não sabem organizar suas finanças no Excel, não fazem o orçamento familiar, não tem disciplina para poupar?

Leia também

Se você já leu algum livro sobre educação financeira, já percebeu que o foco de muitos autores esta no controle de despesas, matemática e planilhas. Eu acredito que estas ferramentas são muito úteis, mas só servem para remediar o problema. A origem do desequilíbrio financeiro ou da falta de crescimento está nos nossos hábitos, nas nossas crenças e nos nossos valores. E isto você só conserta com outro tipo de educação.

Existem muitas pesquisas sobre o tema. Já se comprovou que as pessoas bem sucedidas financeiramente possuem hábitos diferentes que colaboram com seu sucesso profissional e construção de riqueza. Já as pessoas de classe média e as mais pobres possuem hábitos que contribuem para a manutenção do seu estado financeiro.

Usar o tempo com qualidade enriquece

Um autor chamado Thomas C. Corley é um estudioso dos hábitos das pessoas mais ricas e das pessoas mais pobres. Ele descobriu coisas muito interessantes que vou compartilhar com você agora.

Thomas fez um estudo com centenas de pessoas bem sucedidas para descobrir o que cada um fazia de diferente no seu dia a dia e que interferia na sua situação financeira. Segundo ele, nossos hábitos diários interferem diretamente no nosso sucesso. O gráfico abaixo mostra os hábitos que colaboram com o desenvolvimento financeiro das pessoas. A linha verde indica o percentual de pessoas mais bem sucedidas que possuem este determinado hábito. A linha marrom indica as pessoas mais pobres.

As pessoas que criam listas de tarefas perdem menos tempo fazendo coisas sem importância. Elas se dispersam menos. São pessoas que aproveitam melhor as 24 horas de tempo que possuem para fazer coisas importantes para seu desenvolvimento pessoal e profissional. Ele também percebeu que as pessoas são mais bem sucedidas quando dedicam mais tempo para a leitura, estudo e ampliam sua rede de contatos profissionais. Um exemplo é o tempo que as pessoas gastam assistindo televisão:

O tempo que as pessoas mais bem sucedidas gastam assistindo televisão é muito menor que as demais. São poucas as pessoas bem sucedidas que gastam seu tempo assistindo programas de Reality Shows. Os outros gráficos da pesquisa você pode ver acessando aqui.

Você precisa ser diferente

As pessoas que dedicam mais tempo consumindo informações e conhecimentos úteis conseguem enxergar oportunidades que as outras não conseguem. Quanto mais estudam, mais seus valores, comportamentos e seus hábitos começam a se distanciar do senso comum. Não é porque todo mundo só investe na Caderneta de Poupança que você vai adotar este hábito, mesmo sabendo que existem outras possibilidades mais rentáveis, mas que exigem um pouco mais de estudo.

Não é porque todo mundo faz planos de previdência privada (perdendo dinheiro) que você vai cometer o mesmo erro pelo simples comodismo de seguir o hábito das massas. Não é porque seus amigos e parentes gastam tudo que ganham comprando signos de status (produtos de marca e supérfluos de luxo) para se sentirem ricos, que você tenha que gastar também. A maioria se contenta em “exibir a riqueza que não possuem” enquanto sofrem para pagar dívidas acumuladas. Se todo mundo compra carro mais caro através de financiamento, você não precisa fazer o mesmo. Se todo mundo passa a vida toda pagando prestação da casa própria, você não precisa ser igual.

Quando você começar a mudar seus hábitos não tenha dúvida que todas as outras pessoas vão começar a te criticar e questionar. E as coisas já são assim desde o tempo das cavernas. O bom é que sempre existe uma minoria que não escuta o que os outros dizem.

E não importa sua profissão. Quando você esta comprometido em fazer bem feito, superar as pessoas comuns, entregar valor e qualidade em tudo que faz na sua profissão e na sua vida pessoal, o reconhecimento e os resultados positivos na sua vida financeira são inevitáveis.

Gosto muito do exemplo do pipoqueiro empreendedor. Quantos pobres vendedores de pipoca você já encontrou nas ruas da sua cidade? Aparentemente vender pipoca não deixa ninguém em boa situação financeira. Mas as coisas são diferentes quando o pipoqueiro é uma pessoa que pensa diferente dos outros pipoqueiros.

Pipoca é o negócio mais lucrativo do mundo

Vender pipoca é o negócio lícito mais lucrativo do mundo. Os lucros podem chegar até 10.000% em cada panela de pipoca. Uma saca de 25 quilos custa 36 reais e dá para fazer milhares de pacotes de pipoca. São poucos os produtos no mundo que você compra a matéria prima pelo peso e vende pelo volume. E existem tipos de milho especialmente desenvolvidos para proporcionar a pipoca mais volumosa possível. Um saquinho de pipoca pode custar mais de R$ 2,00 e dentro dos cinemas mais de R$ 10,00. Os cinemas de todo mundo lucram mais vendendo pipoca do que ingressos. Na verdade exibir o filme é apenas uma forma de atrair pessoas para comer pipoca.

Mesmo sendo o negócio mais lucrativo do mundo é difícil ver um pipoqueiro bem sucedido. O problema é que para vender a pipoca você precisa fazer isto de uma forma diferente, como os donos dos cinemas fazem. O segredo não está na venda da pipoca mas no valor que você vai agregar na sua pipoca para que ela se torne uma pipoca diferente e especial.

Vou mostrar no vídeo abaixo o exemplo de um pipoqueiro que faz uma pipoca diferente e esta diferença garante para ele sucesso profissional e financeiro. Eu não quero convencer você a vender pipoca. O objetivo não é este. Perceba que este é o exemplo do pipoqueiro que faz bem feito. Esta filosofia pode se aplicar na sua atividade profissional. Você pode ser um profissional diferente, pode ser um empreendedor diferente, pode ser um professor, um médico, um engenheiro, um contador, um trabalhador diferente do comum. Você pode ser o melhor naquilo que você faz. É fácil ser o melhor em um mundo onde todo mundo faz mais do mesmo. As pessoas se esforçam pouco para serem diferentes e por isto é fácil se destacar.

Assista o exemplo do pipoqueiro que faz a diferença:



Para que a sua vida mude, para que você possa ter resultados diferentes é obrigatório que você creia, pense e faça as coisas de uma forma diferente. Se você sempre fizer o mesmo continuará sendo igual a todos os demais que fazem o mesmo. 

 

By |17/02/2014|Categories: Enriquecimento|102 Comments

About the Author:

Leandro Ávila é administrador de empresas, educador independente especializado em Educação Financeira. Além de editor do Clube dos Poupadores é autor dos livros: Reeducação Financeira, Investidor Consciente, Investimentos que rendem mais, e livros sobre Como comprar e investir em imóveis.

102 Comments

  1. Hamurabi 17 de fevereiro de 2014 at 18:29 - Reply

    Faz toda a diferença ser diferente! Que belo exemplo esse do pipoqueiro. Conheço uma amiga que é dona de uma banca de revistas e ela faz muito por merecer, a preferencia sao os clientes, trata cada um com muita dedicação e cada um com sua exclusividade! É dificil pensar diferente e é bem mais facil ser maria vai com as outras, infelizmente! Muitas pessoas se endividam assim, por achar que é “normal” pegar um empréstimo no banco ou estourar o limite do cartão! Parabens pelo texto, como sempre bem escrito e útil

    • Leandro Ávila 17 de fevereiro de 2014 at 19:13 - Reply

      Obrigado por compartilhar o exemplo da sua amiga. 🙂

  2. Marcos Sales 17 de fevereiro de 2014 at 20:16 - Reply

    Leandro, obrigado pelo texto, sempre muito esclarecedor.

  3. everaldo 17 de fevereiro de 2014 at 20:42 - Reply

    Boa noite .tenho acompanhadoseus comentarios e blogs e tenho analizado que tenho mudado me perfil de poupador ate por que estou investindo em lca que me da um rendimento hoje de 180000 reais ao mes mais um aporte de 1500000 totalizando 3.300.todo mes quero chegar ao meu primeiro milhao e sei que conseguirei so que tenho que mudar minhas mudanças de habito por tenho aompanhado muito seus comentario e estudos sobre finanças um grande abraço e fik com Deus

  4. sara 17 de fevereiro de 2014 at 23:03 - Reply

    Urgente, presciso mudar minha vida, porque cada dia ta pior e o financeiro e sem comentários. Presciso de ajuda.

  5. José Ferreira dos Anjos 17 de fevereiro de 2014 at 23:37 - Reply

    Grandes comentários teacher! seus argumentos são ótimos, pois estimula sem dúvidas as pessoas, sobre regrar ou podar-se a maneira de conviver com avalanches financeira do momento. Eu aprendí com meu avô, uma outra disciplina: Tudo que sobrar, jogue no tijolo…o professor conhece? Pois bem, eu
    tenho setenta anos e até hoje sigo esse ditado, pois compro terrenos e construo casas pra vendas, agora estou investindo em tijolos ecológicos, mas gostei das dicas de investir no Tesouro Federal…Obrigado pelas sábias palavras e que Jesus te abençõe seu empreendimento. Obrigado!
    Cariogucho, tchê!

    • Leandro Ávila 18 de fevereiro de 2014 at 9:39 - Reply

      Olá José Ferreira, eu agradeço por compartilhar conosco o ensinamento do seu avô e sua experiência. Um abraço!

  6. Breno 19 de fevereiro de 2014 at 8:36 - Reply

    Bom dia!

    Leandro, estou interessado em realizar uma Pós-graduação em Finanças Pessoais, você saberia indicar alguma instituição de ensino? Caso negativo, existe alguma outra Pós-graduação que me atenderia nesse sentido?

    Obrigado,

    Breno

    • Leandro Ávila 25 de fevereiro de 2014 at 9:55 - Reply

      Olá Breno, não saberei indicar uma pós-graduação específica, mas já existem cursos disponíveis nesta área.

  7. Marcos 19 de fevereiro de 2014 at 11:27 - Reply

    Parabéns Leandro pelo excelente artigo, estou aprendendo muito aqui. Os 2 últimos parágrafos, explicam a triste realidade do nosso país.
    Um abraço!

    • Leandro Ávila 25 de fevereiro de 2014 at 9:48 - Reply

      Obrigado Marcos. Um dia essa realidade vai mudar. Um abraço.

  8. ana virgínia 20 de fevereiro de 2014 at 8:56 - Reply

    Tenho lido seus artigos gratuitos através do meu e-mail e aprecio muito. Como sou muito conservadora, gostaria de saber mais sobre investimento de baixo risco , melhor que poupança pois como já perdi dinheiro em açoes e não entendo muito, fico receosa. Obrigada e parabéns pelas suas dicas maravilhosas. Abraço

    • Leandro Ávila 25 de fevereiro de 2014 at 9:46 - Reply

      Olá Ana, investimento em ações é muito arriscado para quem não tem tempo para estudar muito. Atualmente estou escrevendo uma série de artigos sobre tesouro direto e em breve vou falar sobre outras aplicações de renda fixa e baixo risco. Acompanhe sobre o Tesouro Direto em http://www.clubedospoupadores.com/tesouro-direto

  9. Priscila Cruz 20 de fevereiro de 2014 at 11:31 - Reply

    Olá Leandro Ávila! preciso dizer que adoro as matérias do “clube dos poupadores”!! tem acrescentado muito à minha vida profissional,e vai melhorar cada vez mais!Parabéns pela QUALIDADE do conteúdo!! abraço!

    • Leandro Ávila 25 de fevereiro de 2014 at 9:44 - Reply

      Muito obrigado, fico muito feliz quando posso ajudar. 🙂

  10. J Gabriel Bach 7 de março de 2014 at 15:50 - Reply

    muito bom o texto e util….ja lii muitos textos na net e esse fez a diferença

  11. Cynthia 8 de março de 2014 at 16:37 - Reply

    Oi Leandro
    Obrigada por compartilhar seu conhecimento.Nós brasileiros precisamos muito de educação financeira para nos livrarmos dessa forma moderna de escravidão .

  12. Lívia 17 de maio de 2014 at 13:34 - Reply

    Ótima indicação Leandro, tudo que estou precisando no momento e trabalhando para isso: Mudança de hábito, pois o meu problema não é não saber a importância de investir, poupar, controlar as finanças e etc e sim falta de disciplina, planejamento e bons hábitos. Estou levando tão a sério que resolvi mudar meus hábitos em vários aspectos, financeiro, alimentares, leitura, exercícios,etc. A mudança não acontece do dia para noite, mas aos poucos dá resultado sim. Posso dizer com orgulho que hoje consigo entrar em uma loja e comprar apenas o que fui determinada a comprar ou simplesmente sair sem comprar nada, isso já é um enorme avanço para mim e com certeza alcançarei muito mais. Obrigada por compartilhar conosco leitura de qualidade!

    • Leandro Ávila 17 de maio de 2014 at 13:52 - Reply

      Olá Lívia, parabéns! Tenha paciência pois mudança de hábitos realmente é um processo lento. Um abraço!

  13. Cristina 18 de maio de 2014 at 10:13 - Reply

    Adorei seu texto e quero cadastrar meu e-mail p/ receber seus e-mails mas meu e-mail está sendo considerado inválido. Acredito que por ser domínio próprio. Como resolvo?
    Att,
    Cristina.

    • Leandro Ávila 18 de maio de 2014 at 18:02 - Reply

      Olá Cristina, consegui cadastrar seu e-mail manualmente, agora basta você confirmar através do e-mail que receberá. Seja bem-vinda.

  14. Daniel Kersting 27 de maio de 2014 at 13:42 - Reply

    Seu texto foi feliz até o fim meu caro. Concordo que existem gastos que podem ser melhor avaliados. Por outro lado grandes nações além de investir em educação investem em defesa. Pesquise sobre como países como Coréia do Sul, India, e outros investem.

    De que adianta você ser incapaz de garantir os investimentos em um país?

  15. Ana 14 de junho de 2014 at 14:59 - Reply

    Olá Leandro.

    De fato há muita clareza nos seus comentários e facilmente entendemos sobre a mudança de hábitos e pensamentos rumo a uma vida próspera. A minha questão é a seguinte: já me encontro num financiamento bancário de 35 anos da minha casa.Já perdi dinheiro para o INCC e agora para o Banco.Lógico que usufruo de um imóvel que me dá qualidade de vida e que do ponto de vista do investimento ele valoriza por estar numa região nobre, mas tenho a sensação de que nunca mais conseguirei poupar e investir, já que toda a minha renda se tornou comprometida neste financiamento. Qual o conselho que me daria?

    • Leandro Ávila 14 de junho de 2014 at 22:39 - Reply

      Olá Ana. Não existe muito o que fazer. Você precisa devolver o dinheiro que o banco emprestou + o aluguel do dinheiro (juros). Na prática é como se você morasse de aluguel. Os juros é o aluguel do dinheiro. O imóvel efetivamente não é seu ainda, ele só será realmente seu quando quitar a dívida. O que você pode fazer é encontrar maneiras de aumentar sua renda para quitar esta dívida de 35 anos o mais rápido possível. Quanto maior o prazo de pagamento da dívida mais dinheiro você irá transferir para o banco como pagamento de juros e taxas. Infelizmente existem muitas pessoas que passam a vida produtiva toda trabalhando para pagar juros.

  16. Frederico 30 de junho de 2014 at 16:15 - Reply

    Prezado Leandro, primeiramente parabéns pelos trabalhos que você divulga… Pegando um gancho no questionamento da Ana sobre financiamento imobiliário tenho a seguinte dúvida.
    Eu e minha esposa temos um apartamento financiado pela CEF e ainda resta um saldo devedor de a ser pago de R$ 150.000,00.
    Contudo conseguimos juntar esse dinheiro que daria para quitar o saldo devedor, mas apareceu uma oportunidade de comprarmos uma kitnete, por esses mesmos R$ 150.000,00 e que daria aproximadamente 0,5% de renda de aluguel.
    Assim te pergunto se o melhor seria quitar o apartamento ou adquirir outro imóvel? abraço.

    • Leandro Ávila 1 de julho de 2014 at 9:58 - Reply

      Olá Frederico, a questão é muito pessoal e depende do potencial do seu kitnet, além de outras questões que só você pode avaliar de perto. Hoje existem investimentos que pagam mais de 0,5% ao mês para R$ 150 mil como é o caso das LCI e LCA. Já escrevi sobre LCI. Os 0,5% pode não ser tão atrativo se a região onde fica o kitnet não se valorizar no futuro. Você precisa verificar se realmente será fácil locar este kitnet ou se existe risco dele ficar muito tempo vazio esperando locador. Se você não conseguir locar e se quem alugar gerar problemas isto vai te gerar despesas extras. Também tem que ver a questão de ficar sem nenhum recurso guardado para emergências, ainda mais quando se tem dívida. Quem é funcionário de empresa privada, autônomo ou comerciante precisa tomar cuidado com a situação econômica dos próximos anos, não pode se dar ao luxo de ficar com uma dívida e sem nenhum dinheiro guardado para emergências. Você também precisa ver se os juros que você paga para a Caixa são maiores que os juros que você ganhará com estes R$ 150 mil. Poderia listar aqui dezenas de pontos que só você pode avaliar pois só você conhece a sua própria realidade. Por isto meu esforço aqui no Clube é transmitir conhecimentos para que as próprias pessoas possam tomar decisões sobre o que fazer sem da opinião de terceiros, nem mesmo das minhas opiniões 🙂

  17. lecticia 16 de julho de 2014 at 15:49 - Reply

    seus textos são excelentes! muito obrigada!

  18. Fernando 4 de agosto de 2014 at 14:36 - Reply

    Boa Tarde Leandro,

    Gostaria de parabeniza-lo pelos seus artigos, cada vez me surpreendo mais.
    Gostei muito deste artigo e o exemplo do vídeo, tive outra visão sobre empreendedorismo.
    Atitudes simples que fazem uma enorme diferença.

    Muito obrigado.

    Att.

    Fernando

  19. Eliane 12 de agosto de 2014 at 17:42 - Reply

    Gostei muito do artigo, como sempre em linguagem simples e direta.
    Depois que comecei a lê-los estou começando a mudar os meus hábitos de consumo.
    Muito obrigado por compartilhar essas informações valiosas com a gente.
    Um grande abraço.

    • Leandro Ávila 12 de agosto de 2014 at 21:53 - Reply

      Olá Eliane, eu que agradeço por confiar neste trabalho que realizo.

  20. Felipe Leão de Araújo 12 de outubro de 2014 at 14:38 - Reply

    Parabéns professor, seu texto simples e direto atinge muito eficazmente o objetivo: tentar transformar chumbo em ouro; ou um gastador perdulário como eu fui, num poupador/investidor.
    Sou artista por vocação, funcionário público por necessidade e frustrado em consequência de viver esta inversão vocacional (arte X burocracia pública). Acho que essa frustração foi uma das causas de meu desequilíbrio financeiro. Procurando ajuda para minha crise financeira, encontrei seu texto, que me inspirou a buscar um pouco mais de conhecimento, a garimpar ainda mais informação, a me disciplinar e me esforçar para alcançar minhas metas.

    • Leandro Ávila 13 de outubro de 2014 at 16:10 - Reply

      Parabéns Felipe! Este é o primeiro e mais importante passo.

  21. José Rodriguez 14 de outubro de 2014 at 10:49 - Reply

    Bom dia
    Caro Leandro

    os aviões de guerra são importantes e já estavam programados para serem comprados na gestão FHC .

    • Leandro Ávila 14 de outubro de 2014 at 14:34 - Reply

      Olá José Rodriguez, obrigado por compartilhar sua opinião.

  22. Alexandre 22 de novembro de 2014 at 15:02 - Reply

    Só um adendo sobre o vídeo do pipoqueiro empresário porque informação correta não custa nada.
    Não adianta trocar o óleo de soja por óleo de girassol, canola, etc. por causa do colesterol. O colesterol é um tipo de lipídeo (gordura) presente em valores significativos apenas em alimentos de origem animal. Nenhum óleo vegetal tem colesterol.
    Abraço!

    • Leandro Ávila 23 de novembro de 2014 at 22:25 - Reply

      Olá Alexandre, acho que a diferença esta na gordura saturada e não no colesterol. O óleo de canola tem menos gordura saturada (que chamam de gordura ruim) do que o óleo de soja. Um abraço e obrigado!

  23. Anderson 6 de dezembro de 2014 at 0:48 - Reply

    O mais triste e ver que as pessoas que nascem ricas se tornam mais ricas pela desigualdade de educação, que deixa as pessoas mais pobres em desvantagem, e o governo gastando todo este dinheiro com estádios.

    • Leandro Ávila 6 de dezembro de 2014 at 7:01 - Reply

      Olá Anderson, igualdade de oportunidade é importante. As pessoas deveriam ter acesso a uma boa educação para que pudessem desenvolver seu potencial. Seria papel do estado oferecer oportunidades iguais, para isto servem os impostos.

  24. Isaac 10 de dezembro de 2014 at 20:57 - Reply

    Leandro, primeiro gostaria de parabenizá-lo por mais um excelente artigo. Além disso, quero lhe agradecer pois, depois que comecei a ler seus artigos deixei a preguiça de lado e comecei a estudar com afinco sobre educação financeira. Li também seu e-book sobre o Tesouro Direto e comecei a investir em outras opções além da poupança, principalmente o Tesouro, LCI e LCA. Mas, o mais importante, hoje me sinto seguro pra tomar decisões de investimentos sem depender de ninguém. Mais uma vez, obrigado e parabéns pelo excelente trabalho que faz aqui no CP.

  25. Thiago 19 de dezembro de 2014 at 8:33 - Reply

    Enquanto respondia as perguntas sobre os hábitos financeiros, lembrei-me das perguntas que os amigos e parentes mais próximos geralmente fazem, tais como:
    Quando vai comprar um carro?
    Quando vai comprar um apartamento?
    Quando vai casar? (E depois que casa: Quando vai ter filho? )

    Lembro que tudo isso está em meus planos. Mas tudo tem uma ordem e hora certa de acontecer, com o devido planejamento. As pessoas parece que pulam na piscina gelada depois chamam a gente dizendo que tá quentinha.

    • Leandro Ávila 22 de dezembro de 2014 at 0:35 - Reply

      Oi Thiago. É importante não dar ouvidos para os parentes. Quando você tiver o primeiro filho vai aparecer um parente perguntando pelo segundo. Quando você tiver o segundo, certamente vai aparecer alguém falando no terceiro e se você tiver o terceiro com certeza muitos vão falar que você está louco por querer ter 3 filhos no mundo de hoje, enquanto alguns vão te questionar pelo quarto. Durante todo esse tempo vão querer opinar sobre o tamanho do seu carro para 2 ou 3 filhos, o tamanho da sua casa, número de quartos, etc. O importante é não dar atenção para o que os outros dizem.

  26. Cirillo Borges 26 de janeiro de 2015 at 16:33 - Reply

    Leandro. Excelente artigo. Parabéns pelo seu trabalho. Concordo plenamente com você.

  27. Helaine 28 de janeiro de 2015 at 18:41 - Reply

    Parabéns Leandro!
    Matéria maravilhosa e surtiu um efeito muito grande em minha pessoa assim que li. Consegui reconhecer os erros que tanto eu e meu marido estávamos cometendo. Temos realmente que pensar e agir diferentes.

    Curto muito receber seus emails.
    Abraços!

  28. eliana 2 de fevereiro de 2015 at 18:00 - Reply

    muito bons seus textos,esclarecedores…obrigado

  29. David 24 de março de 2015 at 12:10 - Reply

    Leandro acompanho o site a algum tempo e todos os textos são claros e de muita qualidade!

    Agradeço pela sua boa vontade em ajudar as pessoas com ricas informações!!!!

    Obrigado!!!!

  30. winicius alves 10 de abril de 2015 at 20:47 - Reply

    Parabéns ,ótimo artigo!!

  31. Thales 14 de abril de 2015 at 9:33 - Reply

    Eu incluiria nessa lista do SER DIFERENTE os ovos de páscoa. Fiquei impressionado com o espanto das pessoas em saber que não, eu não vou comprar ovos de páscoa nesta ano assim como no anterior por causa dos preços. Vou de barra, se quiser!

    • Leandro Ávila 14 de abril de 2015 at 15:55 - Reply

      Olá Thales, parabéns. A páscoa é um bom momento para mostrar para a criança o valor das coisas. Mostrar a diferença de preço entre o chocolate em forma de ovo e o chocolate em forma de barra. Mostrar a péssima qualidade dos brinquedos que estão dentro do ovo e que tipo de brinquedo poderia ser comprado em lojas de brinquedo com o mesmo dinheiro. É importante que a criança desenvolva um senso crítico com relação aos apelos de consumo e ao próprio valor do dinheiro. Já quem é religioso pode mostrar para a criança o verdadeiro sentido da Páscoa.

  32. VINÍCIUS JORDAO 21 de abril de 2015 at 9:52 - Reply

    Bom dia!

    Um dos melhores artigos que já li neste site! Acompanho seu trabalho há alguns meses, e procuro aplicar os conhecimentos em minha vida pessoal/profissional. Além de passar o conhecimento a familiares. Meus parabéns pelos artigos!

  33. ana carolina 14 de maio de 2015 at 13:12 - Reply

    Muito bom esse artigo preciso me adaptar e começar a mudar os hábitos. Como faço para receber seus artigos?

  34. Paulo César Tobias 3 de junho de 2015 at 9:17 - Reply

    Simplesmente incrível esta matéria ! Após minha demissão de um grande banco aqui de Curitiba, em fevereiro de 2015, voltei minhas atenções a tocar um negócios dentro daquilo que aprendi em 15 anos como empregado ! Estou plenamente confiante e o clube dos poupadores está me ajudando muito, pois estou eliminando minhas dividas que com maus hábitos contraia, para começar a aprender a investir ! E da forma que trabalho com a excelência que sempre dediquei as empresas que trabalhei tenho absoluta certeza que estou no caminho certo !
    Leandro sua matérias são realmente sensacionais, estou aprendendo muito ! Obrigado
    Abraço Paulo César

    • Leandro Ávila 3 de junho de 2015 at 13:30 - Reply

      Obrigado Paulo, parabéns por dedicar seu tempo eliminando maus hábitos e acabando com as dívidas.

  35. Juliana Ribeiro 3 de junho de 2015 at 16:21 - Reply

    Leandro, é redundante mas parabéns pelo texto, realmente temos que aprender e muito com você, sobre educação financeira. Estou mudando meus hábitos, tentando gastar somente o necessário, reduzi os custos fixos e estou com um valor significativo investido em LCA, pretendo trabalhar e juntar até conseguir um valor razoável. Estava pensando também em investir em um imóvel em Orlando ou MIAMI, pois há valores atrativos para imóveis bem melhores e maiores, e ainda com a possibilidade de deixar locado para alugueis de temporada, você acha um bom investimento. mais uma vez parabéns e continue nos orientando com seus maravilhosos textos educativos. Muito Obrigada!
    Att, Juliana.

    • Leandro Ávila 3 de junho de 2015 at 17:11 - Reply

      Oi Juliana, eu não conheço profundamente o mercado imobiliário de Orlando, por isto é difícil dizer se é um bom investimento. Pode ser um bom investimento para você, mas pode não ser para outras pessoas. Cada pessoa tem uma realidade totalmente diferente da outra. Se você vai investir todo dinheiro que você possui em um imóvel no exterior e não tem familiaridade com o exterior, não costuma viajar para Orlando, não conhece a cidade, não domina a língua, não conhece as leis locais, certamente é um investimento ruim. Se você é o contrário de tudo isso que falei e o imóvel representa só uma parcela do seu patrimônio que você deseja manter longe do Brasil e com valor em dólar, pode ser uma boa opção.

  36. Antonio 21 de junho de 2015 at 21:22 - Reply

    Gostei do incentivos muito bom o testo obrigado Leandro. abraço Antonio

  37. Janete Clara 30 de junho de 2015 at 14:42 - Reply

    Adorei o exemplo do pipoqueiro. Quando estava desempregada muitos riram de mim sobre minha história de abrir um carrinho de pipoca, eu nutricionista ia abrir um carrinho de pipoca? E sempre comentava, depende o local onde você irá abrir e como vai entregar a pipoca. Não desisti ainda de abrir meu carrinho de pipoca, penso para o futuro, principalmente quando me aposentar ou a família aumentar, atualmente estou muito feliz no meu trabalho, ganhei estabilidade, um bom salário e tempo livre para saber investir. Obrigada pelo seu site, abriu muito minha mente para como gerir o dinheiro. E vamos lá, em busca do 1° Milhão, sem ser de pipoca no momento 😛

  38. Marcello 19 de julho de 2015 at 21:17 - Reply

    Boa noite Leandro!mais uma vez um excelente artigo e gostaria de deixar aqui registrado que este seu site realmente mudou meus hábitos e minha forma de investir.Hoje graças ao conteúdo do clube dos poupadores e mais uns cursos que fiz(indicados aqui no clube dos poupadores),consigo analisar e saber distinguir um investimento ruim de um bom.Hoje já tenho investimentos até para a faculdade da minha filha que tem apenas 3 anos de idade.Forte abraço e obrigado por ser nosso professor .

    • Leandro Ávila 20 de julho de 2015 at 3:02 - Reply

      Oi Marcello, fico muito feliz por ter colaborado com sua educação financeira. Obrigado por deixar seu depoimento. Isto certamente vai motivar outras pessoas a seguirem o mesmo caminho.

  39. Márcio Lobão 20 de julho de 2015 at 23:47 - Reply

    “Chovendo no molhado”, gostaria de parabenizá-lo pela iniciativa de disseminar a importância da educação financeira como ferramenta de mudança na vida das pessoas. Muito bacana!

  40. Eduardo 23 de julho de 2015 at 20:01 - Reply

    Ola Leandro, mais uma vez um ótimo artigo, eu conheci o seu blog através de uma artigo sobre comprar ou alugar imóveis, na época eu estava pensando em fazer a besteira de financiar um, mas graças ao seu artigo eu desisti, mudei meus hábitos de consumo e passei a investir de forma adequada, Obrigado por compartilhar todo esse conteúdo conosco.

  41. Neia Oliveira 6 de agosto de 2015 at 8:25 - Reply

    Leandro, parabéns por transmitir uma educação financeira bem explicativa, quero que saiba que você é um dos meus “professores” preferidos nesta área. E olha que são só dois professores kkkk. Obrigada por seus artigos que são escritos embasados e otimizados. Seus conselhos estão mudando minha vida financeira, até meu marido está agradecido a vc por este acontecimento hehehehe Abçs.

    • Leandro Ávila 6 de agosto de 2015 at 10:17 - Reply

      Olá Neia, fico muito feliz por ter motivado mudanças na vida da sua família. Parabéns por se interessar pelo assunto e por buscar mais conhecimento.

  42. Heitor Andrade 14 de agosto de 2015 at 14:39 - Reply

    Olá, Leandro!

    Todos os dias da minha vida me nego a olhar para o mesmo lado que todos estão olhando, nem que seja ao menos para ter certeza de que não existe um caminho melhor do que estou tomando. Todos os dias sofro por isso, as vezes comentários ou indiretas, algumas vezes fica até pesado. Sou conhecido por ser “o do contra”, e de vez em quando fica difícil me manter diferente, procurando inovar e melhorar, e ler seus texto ou textos como os do Café Brasil, me motivam a continuar.

    Muito obrigado, hoje seu texto fez uma diferença incrível no meu dia, quiçá na minha vida.

    • Leandro Ávila 29 de agosto de 2015 at 10:36 - Reply

      Olá Heitor. Existem muitos caminhos. Você só não pode obrigar ninguém a seguir o seu caminho. Por isto, muitas vezes, é melhor seguir o seu caminho em silêncio para evitar muitas críticas.

  43. Melchiades Ferreira 28 de agosto de 2015 at 17:42 - Reply

    Leandro, Tenho acompanhados as suas publicações e abordagens das metodologias para aperfeiçoar a produtividade financeira e explorar melhorar nosso tempo no dia a dia. Estarei acompanhando mais de perto os seus conhecimentos, que por sinal, tem sido de grande valia. Parabéns por seu grande domínio em Educação Financeira, e por proporcionar a todos nós essa visão holística do mundo financeiro. Um grande abraço!

  44. SÓCRATES 9 de setembro de 2015 at 23:49 - Reply

    Olá Leandro!
    Tornei-me um fã do seu trabalho e hoje tenho conseguido através da leitura dos seus artigos mudar gradualmente minha vida.Não quero me precipitar…estou desfrutando de cada artigo, de cada ideia e isso me deixa mais feliz..Reconheço que estava triste e sem esperanças apesar de não sofrer de problemas financeiros mas sempre achei a vida meio sem graça e repetitiva.As coisas estão mudando pra mim.Hoje passo a maior parte do meu tempo lendo e investindo em conhecimento e a outra parte cuidando da minha saúde e ficando com minha família.Tenho certeza que em breve terminarei de ler todos os artigos do clube dos poupadores e tornarei minha vida muito melhor.Esse trabalho é extremamente agregador e multiplicador.Estou tendo a real noção de que é possível mudar, não acreditando em promessas políticas,crenças, propagandas ou em coisas do gênero…Acreditando na educação em agregar valor a nossa vida.Sempre fui assim, nossa alma é profunda cheia de vontade de alçar voos maiores…Liberdade é a melhor coisa, poder decidir é muito bom… eu escolho ser livre eu escolho ser feliz.!
    Muito obrigado meu amigo!

    • Leandro Ávila 8 de junho de 2016 at 14:40 - Reply

      Oi Sócrates. Muito obrigado por deixar suas palavras aqui. Certamente muitos leitores passam por esse processo de educação e crescimento como você. Parabéns por escolher ser livre.

  45. Ricardo 1 de outubro de 2015 at 15:29 - Reply

    Olá Leandro,

    Quanto mais eu acompanho o seu trabalho mais eu me impressiono com a qualidade dos materiais que você publica. São artigos como este que me motivam a querer sempre crescer, tanto pessoalmente como profissionalmente. E quando vejo suas dicas sempre faço uma reflexão se as minhas atitudes vão ao encontro com atitudes de pessoas que querem serem diferentes das demais. Não quero ser apenas mais um número no meio de uma multidão. E você vêem contribuindo muito com a minha formação.

    Maravilhoso o trabalho que você desempenha com o Clube dos Poupadores. Já recomendei seus artigos a outras pessoas. Muito bom.

    Abraços.

    • Leandro Ávila 3 de outubro de 2015 at 3:11 - Reply

      Oi Ricardo, muito obrigado por recomendar. Parabéns por dedicar tempo lendo os artigos, refletindo sobre como você pode melhorar. O mundo seria muito melhor se todo mundo entendesse a importância de melhorar sempre.

  46. Carlos Dutra 29 de outubro de 2015 at 7:40 - Reply

    Muito rico este conteúdo, parabéns.

  47. Fred 29 de março de 2016 at 20:32 - Reply

    Olá Leandro,

    Gostei bastante da história do pipoqueiro, mesmo pra mim que não tenho uma veia empreendedora forte, me inspirou bastante. Obrigado por compartilhar mais um pouco do seu conhecimento.

    Abraço,

  48. Mauro russo 8 de junho de 2016 at 14:00 - Reply

    Leandro, muito obrigado por compartilhar seu conhecimento. Texto simples e esclarecedor, na medida certa. Você contribui de verdade para mudar as pessoas, mudando assim a nação. Mais uma vez obrigado.

  49. Paulo Dardda 30 de setembro de 2016 at 17:40 - Reply

    Leandro, boa tarde.
    Venho lendo seus artigos a algum tempo, mas até então não havia deixado meu comentário, hoje me senti na obrigação de te agradecer por destinar parte do seu tempo em criar materiais de tamanha qualidade e os disponibilizar a todos. Meus parabéns e muito obrigado….

  50. Wiviane Sales 22 de novembro de 2016 at 12:11 - Reply

    Fantástico! Parabéns e obrigada pela oportunidade de ler seus artigos…

  51. Alana 17 de janeiro de 2017 at 16:19 - Reply

    Comecei a ser assinante há pouco tempo. Li pouco ainda, mas, do pouco que li, aprendi muito. Leandro, só tenho a agradecer por você compartilhar seus conhecimentos conosco. Realmente, não tem riqueza maior do que o conhecimento! Parabéns pela iniciativa!

    • Leandro Ávila 7 de abril de 2017 at 9:31 - Reply

      Oi Alana. Parabéns por investir se tempo adquirindo mais conhecimento. Isso faz uma enorme diferença.

  52. David Siqueira 20 de fevereiro de 2017 at 9:53 - Reply

    Nobre Leandro, obrigado pela abordagem tão pertinente a um assunto tão importante. O sucesso deixa rastro e se quisermos ter resultados diferentes da maioria, temos que sair da “boiada” e modelar as pessoas bem sucedidas. Viver uma vida sendo “tocado” para o matadouro não vale a pena. Já existem pessoas demais vivendo uma vida sem significado. Depois que essas verdades me libertaram, entendi que cada um de nós nasceu para um propósito e negar às pessoas as soluções que existem dentro de mim para os problemas dessa geração, é uma dívida impagável.

    • Leandro Ávila 7 de abril de 2017 at 9:31 - Reply

      Oi David. Concordo totalmente com você. Parabéns por sua visão.

  53. Gilva Rosário 6 de abril de 2017 at 17:41 - Reply

    Minha amiga me indicou um artigo seu e eu gostei tanto que estou lendo (estudando todos)…. Estou aprendendo muito com seus artigos, quero agradecer por nos passar tantas informações de forma clara, objetiva e detalhada, o brasileiro precisa mudar seus hábitos finenceiros.Parabéns pelo excelente trabalho.

    • Leandro Ávila 7 de abril de 2017 at 9:30 - Reply

      Oi Gilva. Agradeça sua amiga por mim. Sempre que possível indique o conteúdo para outros amigos. É dessa forma que podemos ajudar o maior número de pessoas.

Leave A Comment

Share this

Compartilhe com um amigo