Você já percebeu que existem duas vozes dentro de você? Uma sabe o que precisa ser feito para que você consiga atingir seus objetivos. A outra voz sempre encontra um motivo para atrapalhar a primeira. É como se existisse um sabotador dentro de nós, sempre preparado para encontrar alguma justificativa, alguma desculpa para adiar seu crescimento profissional, financeiro e pessoal. Em algumas pessoas, a voz destes inimigos internos é tão alta que suprime todos os desejos de prosperar.

Já sabemos que esses inimigos internos são maneiras de pensar que já vem de fábrica. Alguns autores chamam de cérebro sobrevivente. Existe uma luta entre o cérebro sobrevivente e o cérebro inteligente. É como se nossa mente fosse pré-programada para sobreviver e não para ser feliz. Por isso é que são poucas as pessoas que saem dessa linha de conforto da sobrevivência para realizar grandes feitos, superar desafios e prosperar.

Essa programação de sobrevivência protege a nossa integridade física e mental, principalmente durante a infância. Vozes internas nos afastam dos perigos, da dor e nos aproximam do prazer, mesmo que de forma inconsciente e inconsequente. Esses padrões mentais que nos fazem ter um comportamento infantil deveriam ser perdidos com o tempo.

O ideal seria chegar na vida adulta com uma grande carga de informações e experiências para formar o que os autores chamam de cérebro inteligente ou cérebro sábio. É isso que caracteriza a maturidade. O cérebro de sobrevivência, que era útil na infância, acaba se transformando em um sabotador na vida adulta. A busca por sabedoria nada mais é do que a busca pelo controle desses inimigos internos.

Por isso é importante que as pessoas tentem observar os próprios pensamentos. Quando você tem consciência da existência dessas rotinas mentais que sabotam seus planos, você começa a ter controle sobre sua própria vida.

Seus inimigos internos

Vou comentar seis vozes ou seis inimigos internos que na minha opinião são os que mais prejudicam a vida pessoal, profissional e financeira das pessoas. Já faz alguns anos que vigio meus pensamentos na busca dessas vozes internas. Talvez se não tivesse feito isso, não teria criado o Clube dos Poupadores ou não teria dado continuidade ao projeto que é atualizado semanalmente desde 2013. Com certeza você também possui muitos projetos engavetados ou que estão pela metade. Você certamente tem muitos livros que foram comprados e não foram lidos. Muita coisa que já foi lida, mas não foi colocada em prática. Por isso é importante o autoconhecimento, mesmo quando seus propósitos são financeiros.

Inimigo Interno Crítico – Esse é o seu inimigo interno mais poderoso de todos. Ele sempre está procurando seus defeitos, os defeitos dos outros e os defeitos que existem em todas as áreas da vida. Essa voz crítica está dentro de todos nós, não existe como escapar, mas é muito importante que ela seja controlada. Nas crianças esse padrão mental se faz presente muito cedo. Na vida adulta ele é gerador de grandes sofrimentos. Ele é responsável por explosões de raiva, decepções, sentimentos de vergonha, de arrependimento, de culpa e de ingratidão. Quem é dominado pelo inimigo crítico nunca está satisfeito com si mesmo, com as pessoas e com o mundo. Seu constante estado crítico pode gerar paralisia. Não consegue fazer nada novo. Não conseguem fazer escolhas e tomar decisões. Não consegue aprender coisas novas, pois seu estado crítico fecha todas as portas. É muito difícil ser feliz no trabalho, ser feliz no casamento e ser feliz financeiramente se você não detectar e controlar esse crítico. Já vi um autor comparando essa voz crítica a uma galinha. Sempre que você toma a decisão de fazer alguma coisa, é como se existisse uma galinha dentro de você cacarejando críticas sem parar, 24h por dia, até você desistir dos seus objetivos. Quando a coisa dá errado, também surge a voz dizendo: Eu te disse que ia dar errado!

Na minha opinião todos os outros inimigos são variações do Inimigo Crítico. Veja:

Inimigo Interno Vítima – Você já deve ter ouvido aquela voz interna que diz: Ninguém me ama, ninguém me escuta, ninguém gosta de mim, ninguém me obedece, ninguém me respeita, ninguém me ajuda, ninguém me reconhece e ninguém me entende. São rotinas mentais comuns na cabeça de todos os adolescentes e que muitas vezes invade a vida adulta. A situação fica pior quando esse pensamento de vítima começa a reagir, buscando chamar a atenção das outras pessoas. Essa vitimização demonstra uma mentalidade ainda imatura que gera graves consequências na vida profissional e financeira. É uma tentativa de negar que somos responsáveis por todos os aspectos da nossa vida. É a questão da autorresponsabilidade. Na minha opinião, essa é apenas uma variação do Inimigo Interno Crítico. No caso é a manifestação de alguém que só consegue criticar o outro ou qualquer fator externo. O problema sempre está no mundo exterior e você acaba se sentindo vítima de tudo e de todos. Isso impede que você busque um aprimoramento interno, reconhecendo erros, fraquezas e a necessidade de melhorar. A pessoa que sempre atribui seus fracassos a fatores externos, não prospera.

Inimigo Interno Controlador – Também é uma variação da voz crítica. Sabe aquelas crianças birrentas que tentam controlar os pais dando um escândalo no supermercado? Tem muito adulto que cresce e continua se comportando da mesma maneira. São pessoas que querem controlar as outras e quando não conseguem são tomadas por sentimentos de ansiedade, raiva e impaciência. O controlador não escuta a opinião das outras pessoas. Em casos extremos o controlador não consegue se manter muito tempo no emprego. Quando não atingem cargos de chefia, costumam abrir o próprio negócio. As vezes prosperam financeiramente, mas isso acaba sendo feito abusando das outras pessoas (clientes, fornecedores e funcionários). Costumam buscar o poder econômico como um caminho para exercer o poder e o controle sobre os demais. O problema é que as pessoas controladoras não são felizes. Elas até podem terminar a vida com muito poder e dinheiro, mas terminam sozinhas, com um grande sentimento de vazio e alguma percepção de que não são completas.

Inimigo Interno Super Vigilante  – Sabe aquela voz que não te deixa relaxar? Ela exige que você fique sempre atento, pois sempre uma coisa ruim ou perigosa pode estar prestes a acontecer. São pessoas tensas que não conseguem fazer nada, pois sempre estão com medo do pior. Na vida financeira, deixam o dinheiro embaixo do colchão por não confiarem nos bancos. Sentem enorme receio de conhecer e experimentar outras modalidades de investimento. Estão sempre esperando um calote, um golpe, um confisco e por isso não tomam nenhuma decisão. Fica difícil prosperar profissionalmente e financeiramente se você der ouvidos a essa voz.

Inimigo Interno Esquivo/Prestativo – É aquela voz que não deixa você dizer não, mesmo quando você será prejudicado. Faz você ignorar problemas, deixar passar em branco para não gerar atritos. É a voz que sempre está com medo de magoar ou perder a amizade dos outros. Essa voz faz você acreditar que não pode defender seus interesses, pois sempre estará contrariando os outros. Quando a pessoa é dominada por esse inimigo, costuma empurrar os problemas com a barriga fugindo de qualquer conflito. O problema é que você acaba engolindo raivas, ressentimentos e outros sentimentos negativos por muitos anos. Essa voz faz você se preocupar exageradamente com o que os outros pensam de você. Infelizmente existem pessoas que identificam aquelas que possuem esse padrão de pensamento e acabam tirando proveito. Para todo aproveitador existe alguém que não sabe dizer não. Até para ser prestativo é necessário equilíbrio. Tudo isso prejudica sua vida profissional, pessoal e financeira.

Inimigo Interno Inquieto – É a voz que não permite você terminar aquilo que começou. Você perde o foco, fica distraído e perde o interesse com facilidade. Buscam o prazer e a satisfação imediata. Não possuem a paciência necessária para atingir seus objetivos. Quem dá ouvidos para essa voz se tornam pessoas que tentam fazer muitas coisas ao mesmo tempo e no final não conseguem fazer nada bem feito. Estão sempre mudando de emprego, de carro, de casa, de companheiro ou companheira.

Reflexão:

É claro que existem pessoas que conseguem atingir sucesso profissional e financeiro influenciadas pelos seus inimigos internos, sem nunca atingirem um estado mais elevado de sabedoria e de controle dessas vozes interiores. O problema está nos caminhos que trilham para atingir seus objetivos. Enquanto os sábios prosperam através da consciência, inteligência, criatividade, amor, alegria e ajuda ao próximo. Por sua vez, os outros atingem os mesmos objetivos através da raiva, medo, ódio, vingança, culpa e vergonha. Existem muitos meios para atingir o mesmo fim, mas nunca os fins justificam o uso de todos os meios.

Dica do dia - Melhorando seu desempenho:

Sucesso é o processo contínuo do esforço para tornar-se maior e melhor. É a oportunidade de continuar crescendo emocional, intelectual e financeiramente, enquanto se contribui de alguma forma positiva para outros. Você se sente preparado(a) para atingir aquilo que você definiu como seu sucesso? Escrevi alguns livros que podem ajudar muito na sua jornada rumo ao seu sucesso financeiro e profissional. Eles já estão ajudando milhares de leitores aqui do Clube dos Poupadores. Clique aqui para saber como funciona.