Não existem duas pessoas iguais no mundo. Somos 7 bilhões de pessoas, somos 7 bilhões de diferenças em busca de um único fim que é encontrar a felicidade. Dinheiro é apenas um meio, não é um fim.

Muitos acreditam que ter muito dinheiro é sinônimo de felicidade. Estudiosos já comprovaram que o bem-estar produzido pelo dinheiro na vida das pessoas é limitado. A partir de uma determinada quantia mensal ele deixa de ser tão importante.

Os jornais destacaram nesta semana que o ex-gerente-executivo da Diretoria de Serviços da Petrobras Pedro Barusco fechou acordo de delação premiada se comprometendo a devolver US$ 100 milhões (R$ 260 milhões) roubados da Petrobras para reduzir sua pena. Isto mostra que, para algumas pessoas, R$ 260 milhões valem mais que a honestidade e menos que a liberdade.

A vida que levamos é resultado dos nossos valores.
Quais valores existem na vida que você leva?
Para onde a vida que você leva está te levando?
Será que pelo dinheiro tudo vale a pena?

É por isto que antes de buscar mais dinheiro você precisa primeiro responder para si mesmo: Para que eu quero dinheiro? Por qual motivo dedico grande parte da minha vida trabalhando em troca de dinheiro? Quanto vale o tempo que gasto correndo atrás do dinheiro? Até que ponto a minha felicidade depende das coisas que compro e carrego no meu corpo ou acumulo na minha casa? Quanto vale os valores que carrego em mim?

Não adianta passar a vida toda correndo atrás de dinheiro, gastando tudo que você ganha acumulando coisas, acreditando que isto fará você uma pessoa mais feliz. A educação financeira não faz sentido nenhum se a sua vida não tem nenhum sentido.

Quero que você dedique 1 hora do seu tempo para assistir o documentário abaixo que se chama EU MAIOR. Este documentário está completando 1 ano agora em novembro/2014 e já foi assistido por mais de 1 milhão de pessoas (só no Youtube).

É uma pena que reflexões tão elevadas não façam parte do cotidiano dos brasileiros.

Este documentário vai te ajudar a fazer uma reflexão de 1 hora sobre o autoconhecimento e a busca da felicidade. O documentário é baseado em entrevistas feitas com intelectuais, esportistas, psicólogos, filósofos, cientistas, líderes espirituais e pessoas comuns.

As perguntas são mais importantes que as respostas. Compartilhe com seus amigos. Comente o vídeo no final do artigo.