Planilha para Comparação de Taxa de Juros: LCI, LCA, LFT, CDB, Fundos DI e Poupança

Baixe esta nova planilha gratuita que permite calcular e comparar taxas de rentabilidade de diversos investimentos conservadores pós-fixados como LCI, LCA, LFT, CDB, Fundos DI e Poupança.

Estas modalidades de investimento são consideradas conservadoras e boas alternativas para quem só sabe investir na poupança. O problema é que para escolher uma entre todas estas opções, é necessário saber calcular a rentabilidade líquida (rentabilidade com desconto de taxas e imposto de renda). Assim você pode avaliar se compensa trocar a poupança por outro investimento e quais são mais vantajosos sem precisar perguntar para ninguém.

O objetivo da planilha não é fazer indicações de investimento, mas permitir que você entenda como os cálculos são feitos para encontrar a rentabilidade líquida e assim poder comparar as diversas opções que existem antes de investir.

Todos os cálculos foram desenvolvidos pelo Prof. Elisson de Andrade que generosamente está compartilhando seus conhecimentos conosco. A planilha está totalmente aberta, sem senhas ou qualquer limitação.

O primeiro passo é atualizar a taxa do CDI (Taxa DI). No momento em que este artigo foi escrito ela era 11,09% ao ano. Para saber a taxa atual visite www.cetip.com.br. A taxa aparece na primeira página do site. O mesmo deve ser feito para atualizar a Taxa Selic (visite aqui) e a poupança (visite aqui). Com estes dados atualizados a planilha irá calcular a rentabilidade líquida de cada modalidade dependendo do prazo de 2, 3, 6, 12, 24 e 36 meses.

Imposto de Renda x Prazo:

Quando você investe em CDB, Fundos DI e LFT precisa pagar Imposto de Renda sobre os rendimentos (só sobre os juros que irá receber). O próprio banco recolhe este imposto para você, sem que você precise se preocupar com isto. A alíquota do imposto depende do prazo. Quanto mais tempo o dinheiro ficar investido, menos IR você pagará e com isto mais vantajoso se tornará o investimento. Você pode editar os campos de meses. Exemplo: é possível trocar os 36 meses da tabela por 120 meses. A alíquota também será de 15% seguindo a regra abaixo:

No caso do fundo DI (e outros fundos de renda fixa) será importante entender o efeito do come-cotas. Já escrevi sobre isso.

Qual investimento ganha da poupança?

A planilha compara a rentabilidade de cada investimento com a rentabilidade da poupança. As células ficam verdes quando o investimento ganha da poupança e ficam brancas quando perde da poupança. No nosso exemplo acima é possível dizer que entre investir em um CDB que paga 85% do CDI durante 2 meses e manter o dinheiro na poupança, é melhor manter na poupança com base nas taxas DI e rentabilidade da poupança informados na planilha de exemplo. Se as taxas forem diferentes os resultados podem ser diferentes.

Taxas Equivalentes:

Você também pode usar a tabela para descobrir as taxas equivalentes entre LCI/LCA e CDB já que os dois rendem um percentual do CDI com uma grande diferença: LCI e LCA são isentos de IR enquanto este imposto é cobrado sobre os rendimentos do CDB. Isto faz uma LCI que paga 85% do CDI ser mais vantajosa que um CDB que paga 102% do CDI, se o dinheiro ficar investido por 1 ano. Observando e comparando, você vai perceber na prática que LCI tende a ganhar do CDB no curto prazo, já que a alíquota do IR sobre o rendimento é maior quando o dinheiro fica investido por menos de 2 anos.

Fundos DI perdem da poupança:

A planilha também permite observar que um Fundo DI pode ser uma boa opção de investimento com liquidez diária (pode ser sacado todo dia) se a taxa administrativa cobrada pela gestora do fundo for menor que 0,5%. Taxas acima de 2% podem tornar os fundos DI menos vantajosos que a poupança, podendo perder até da inflação.

LCI rende mais que LFT

Você vai perceber que a LCI e LCA podem render mais que o título público LFT (que é o mais conservador). Entender isto é simples. Quando você investe em títulos públicos, você tem o custo de 0,30% (ano) da custódia cobrada pela BM&FBovespa de todos os investidores e a taxa da corretora (que depende de cada corretora). A LCI também é isenta de Imposto de Renda sobre os rendimentos, já a LFT não. A tabela do IR dos títulos públicos é a mesma que mostrei mais acima.

A questão que deve ser observada é o risco. Enquanto o título público LFT é garantido pelo Tesouro Nacional (Governo Federal) os títulos privados LCI e LCA são garantidos pelos bancos e o FGC. Quanto menor e mais arriscado for o banco, melhores são as taxas pagas por eles em suas LCIs e LCAs. Por isto você não pode olhar só a rentabilidade, precisa observar a classificação de risco (como mostrei aqui). Para entender como investir em LCI/LCA visite aqui.

Impossível prever o futuro:

É importante que você entenda que todas estas modalidades de investimento utilizadas na planilha são pós-fixadas. Por este motivo é impossível prever qual será a sua rentabilidade até o dia em que você resolver sacar o que foi investido ou quando o investimento chegar em sua data de vencimento. A única certeza que você tem é que esta rentabilidade sempre será positiva, nunca será negativa dentro do contexto em que nos encontramos. Como os juros variam muito no decorrer do tempo o seu investimento irá seguir as taxas futuras de juros que são uma incerteza.

A rentabilidade da LCI, LCA, LFT, CDB e Fundos é diária. Isto significa que a instituição financeira vai transformar a rentabilidade anual em uma rentabilidade diária. Se esta taxa aumentar, no dia seguinte o seu dinheiro já terá uma rentabilidade maior, se a taxa diminuir o seu dinheiro terá uma rentabilidade menor.

No caso da poupança existe uma remuneração fixa que é de 0,5% ao mês e outra que é variável (pode ser zero ou positiva) e calculada através da TR (Taxa Referencial). Esta TR é divulgada pelo Banco Central todos os dias e tende a ser maior quando a Taxa Selic está em alta.

Desta forma é possível dizer que se as taxas de juros se mantiverem exatamente as mesmas no futuro, o resultado será este que aparece na planilha. Como a taxas de juros tendem a subir ou a cair, dependendo do ciclo econômico que vivemos, as condições de vantagem ou desvantagem entre os investimentos e prazos tendem a se modificar periodicamente. A planilha é muito útil para prever estes cenários fazendo simulações agora.

Para entender o quanto uma taxa de juros maior ou menor pode influenciar depois de 5, 10, 20 ou até mais de 30 anos de investimentos, faça simulações através do simulador de juros compostos. Faça um teste simulando um investimento de R$ 1.000,00 mensais por 1o ou 20 anos recebendo uma taxa de 0,60%. Depois simule com outras taxas como 0,80% e comprove que pequenas diferenças nas taxas geram enorme impacto nos resultados depois de muitos anos de investimento.

Você pode preencher a planilha para verificar como ficarão seus investimentos se a Taxa Selic atingir 15% ou se ela cair para 7,25% como ocorreu no final de 2012. Você pode ver a diferença entre investir em uma LCI que paga 90% do CDI ou outra que paga 85%. Isto pode te ajudar a decidir sobre até que ponto vale a pena usar a LCI de um grande banco ou de um banco pequeno e desconhecido para receber X% do CDI a mais. Você deve verificar que a regra de remuneração da poupança sofre alterações quando a Selic está abaixo da 8,5%, veja aqui. Desta forma a planilha da forma em que se encontra só funciona corretamente se a Taxa Selic estiver acima de 8,5%. Se um dia ela voltar a patamares inferiores a isto iremos atualizar a planilha.

Por isto você deve usar esta planilha como ferramenta de estudo e não como máquina que diz onde investir. No momento de investir você deve levar outros fatores em consideração. Além da rentabilidade é importante avaliar a liquidez e a segurança. Veja este artigo sobre investimentos seguros, líquidos e rentáveis. Se você continua perguntando para todo mundo: onde investir meu dinheiro ou qual o melhor investimento, leia este artigo.

Quando rendeu no passado:

É possível saber quanto os investimentos de renda pós-fixada renderam no passado com precisão. Faça as simulações com base em números passados da poupança visitando aqui. Faça as mesmas simulações com base na Taxa DI (CDI) usada em investimentos como LCI, LCA e CDB visitando aqui.

Baixar a Planilha:

Baixar planilha Comparador de Taxas  

Se você gostou desta nova planilha, compartilhe o Clube dos Poupadores com seus amigos e parentes e nos ajude a ajudar mais pessoas.

By |17/11/2014|Categories: Ferramentas|161 Comments

About the Author:

Leandro Ávila é administrador de empresas, educador independente especializado em Educação Financeira. Além de editor do Clube dos Poupadores é autor dos livros: Reeducação Financeira, Investidor Consciente, Investimentos que rendem mais, e livros sobre Como comprar e investir em imóveis.

161 Comments

  1. Felipe 18 de novembro de 2014 at 11:50 - Reply

    Leandro, antes de mais nada, parabéns pelo excelente trabalho desempenhado! Possuo 500k aplicados com 91% do CDI em LCI da Caixa. Sei que o ideal seria diversificar os investimentos, porém haja vista o risco baixíssimo da Caixa quebrar fico com a seguinte dúvida: Para novos investimentos vale a pena investir em bancos menores com taxas de 100% do CDI, uma vez que existe o FGC ou aplicar em Tesouro Direto pensando a longo prazo?

    • Leandro Ávila 18 de novembro de 2014 at 12:22 - Reply

      Olá Felipe. O risco da Caixa quebrar é quase nulo pois para isto seria necessário o Governo brasileiro quebrar primeiro e quem sustenta o governo é o povo através dos impostos. Você pode destinar uma parte menor do seu investimento para distribuir em bancos menores. Desta forma você estará mais exposto ao risco em troca de uma taxa um pouco maior. Neste caso é importante observar as regras do Fundo Garantidor. No caso dos títulos públicos é interessante estudar o funcionamento de títulos como NTN-B Principal que oferecem proteção contra a inflação + uma taxa fixa que atualmente passou dos 6%.

  2. Armando 18 de novembro de 2014 at 12:07 - Reply

    Obrigado Leandro muito bom vou baixar. Valeu.

  3. Edu 18 de novembro de 2014 at 12:37 - Reply

    Grande Leandro, sempre contribuindo… muito boa mesmo essa planilha, procurava algo assim há tempos, com essa objetividade, meus parabéns!!…

  4. Rafael 18 de novembro de 2014 at 12:54 - Reply

    Legal, gostei!
    Qual melhor banco, dos grandes, para investir em LCI?
    Sei que o bb paga 80%, pouco, mas aceita investimento inicial de R$1.000,00.

    • Leandro Ávila 18 de novembro de 2014 at 13:57 - Reply

      Olá Rafael, os bancos grandes oferecem LCI com taxas menores, quando o volume investido é maior eles tendem a oferecer taxas melhores. Ainda existem os bancos pequenos que você pode acessar através de corretoras, com o risco é maior as taxas são maiores.

  5. Luis 18 de novembro de 2014 at 14:42 - Reply

    Mais uma vez, artigo interessante e muito útil para fazermos as comparações.

    Obrigado, Leandro !!!

  6. Helvecio 18 de novembro de 2014 at 16:42 - Reply

    O CDI é sempre igual a Taxa DI? é a mesma coisa?

    • Leandro Ávila 18 de novembro de 2014 at 16:56 - Reply

      Olá Helvecio. Os bancos emprestam dinheiro entre eles através na negociação de CDI que significa Certificado de Depósito Interfinanceiro. É como se fosse um CDB que os bancos nos oferecem quando querem o nosso dinheiro emprestado. A taxa de juros que é cobrada nestas negociações entre os bancos é medida pela CETIP (www.cetip.com.br) e divulgada no site deles com o nome de TAXA DI. Então os bancos utilizam esta TAXA DI como base para determinar a taxa que vão pagar quando as pessoas emprestam dinheiro para eles. Estes empréstimos podem ser através do CDB que oferece X% do CDI (Taxa DI) ou outros títulos como a LCA e LCI que também são oferecidas da mesma forma.

  7. JOAO ESTACIO SOTO FREITAS 18 de novembro de 2014 at 17:27 - Reply

    Prezado Leandro sempre que possível acompanho seus artigos que são muito interessantes e confesso que depois que passei a acompanhar o site clube dos poupadores passei a me interessar mais por economia e finanças e já estou me organizando financeiramente para começar a investir embora tenha poucos recursos disponíveis rsrs.
    Mas tenho a impressão que a economia não passa por um bom momento e as ações da equipe econômica não me parecem ser as mais acertadas. O custo de vida parece estar se encaminhando para níveis impraticáveis o povo esta quase “quebrando”. Mas isso pode ser apenas impressão da minha parte afinal não sou especialista rsrs. Enfim Leandro como esses fatores caso estejam ocorrendo podem influenciar de maneira negativa o mercado de investimentos para micro investidores como eu? E no caso de investimentos em fundos de renda fixa dependendo das taxas cobradas os rendimentos podem acabar se assemelhando aos da poupança?
    Grato.

    • Leandro Ávila 18 de novembro de 2014 at 23:27 - Reply

      Oi João. Não é impressão sua. A coisa está pior do que muita gente imagina e a tendência é piorar dependendo da equipe econômica que será anunciada. Vamos torcer para que acertem na equipe econômica. Na verdade a piora dos números da economia vai obrigar o governo a aumentar as taxas de juros e isto beneficia quem tem dinheiro investido em renda fixa (títulos públicos e privados como os que apresento na planilha). O clima de desconfiança afasta os investidores e estes passam a exigir uma remuneração maior para investir no país. Quanto mais arriscado for investir no Brasil maior deverá ser os juro (taxa selic) oferecidos pelo governo. O problema é que juros elevados prejudicam gravemente as pessoas que não possuem dinheiro poupado, prejudica todos que possuem dívidas ou precisam fazer dívidas, prejudicam todas as empresas, isto reflete no aumento do desemprego, afeta também as contas públicas.

  8. Carlos Roberto Longo Staino 18 de novembro de 2014 at 19:01 - Reply

    Estimado Leandro,
    Não consegui baixar a Planilha, pois a mãozinha não aparece.
    Obrigado pela atenção, Carlos Roberto.

  9. Magno 18 de novembro de 2014 at 19:25 - Reply

    Boa noite, Leandro.
    Tenho uma dúvida que não tem relação direta com a matéria, mas tem relação com a segurança na aplicação em Tesouro Direto.
    É mais seguro investir em títulos diferentes na tentativa de se proteger de um eventual calote do governo?
    Digo, tanto faz ter tudo em NTN-B ou ter parte em NTN-B e parte em LFT, por exemplo, no caso de um calote faz alguma diferença?
    Obrigado.

    • Leandro Ávila 18 de novembro de 2014 at 23:14 - Reply

      Oi Magno. Os títulos de curto prazo são vistos como mais seguros que os títulos de longo prazo. Existem títulos que vencem dentro de 3 anos e outros que só vencem em 2050. Existem menos incertezas sobre a situação do país nos próximos 3 anos do que nos próximos 35 anos. Basta observar que 35 anos atrás o governo ainda era militar. De qualquer forma os títulos públicos de um país são sagrados. Se um governo quiser quebrar a economia e todos os bancos e financeiras do país do dia para a noite, basta anunciar um calote da dívida interna. É por isto que não é comum este tipo de calote. O calote é uma decisão política. Partidos de extrema esquerda é que costumam defender o calote. O Brasil possui partidos de extrema esquerda que defenderam abertamente o calote da dívida e uma população que ainda não sabe votar direito. Eu pessoalmente tenho investimentos em títulos públicos, acredito que a maioria dos educadores financeiros que conheço também tenham. Sinceramente não vejo motivo para medo de calote neste momento. A única forma de proteger dinheiro de um calote de títulos públicos (que afetaria todos os investimentos e toda a economia incluindo a poupança) seria manter o dinheiro fora do Brasil.

      • Magno 19 de novembro de 2014 at 17:53 - Reply

        Muitíssimo obrigado novamente pelo esclarecimento, Leandro.

  10. AM 18 de novembro de 2014 at 20:05 - Reply

    Mais um artigo de excelente qualidade,parabens Leandro.

    Mas tenho uma duvida, um investidor que tenha por exemplo 300 mil num banco distribuido por 50 mil em TD e os restantes 250 mil em outras aplicacoes. Caso hipoteticamente esse banco va a falencia, todo o dinheiro estaria protegido certo???

    • Leandro Ávila 18 de novembro de 2014 at 23:01 - Reply

      Olá AM, recomendo a leitura do artigo que escrevi sobre Fundo Garantidor de Créditos. Existem algumas regras que você precisa entender para evitar concentrar investimentos, principalmente se for em bancos pequenos (que quebram com mais facilidade, embora não seja comum um banco quebrar).

  11. Paulo 18 de novembro de 2014 at 21:22 - Reply

    Leandro, aprendo muito com seus artigos e só tenho elogios. E estava precisando de uma planilha dessas. Ela chegou na hora certa! Muito obrigado.

  12. Thiago Campos 18 de novembro de 2014 at 21:37 - Reply

    Mais um ótimo artigo. Parabéns, Leandro. Estou sempre ligado no seu blog, leio todos os posts que sai. Gostaria de saber sua opinião sobre o produto sendo ofertado pela Empiricus “Clube WBC Brasil”. Você acha que vale a pena? Conhece o clube americano? Enfim, gostaria da opinião de um especialista no assunto para tomar a decisão de adquirir o produto. De preferência de forma rápida, já que a compra do produto finaliza no dia 20/11 =)

    Obrigado!

    • Leandro Ávila 18 de novembro de 2014 at 22:42 - Reply

      Você deve estar se referindo a este material aqui. Eu adquiri o material e assim não tenho como opinar sobre seu conteúdo. O que sei é que o Mark Ford é um autor americano da área de educação financeira só que voltado para o empreendedorismo, enriquecimento, construção de patrimônio, motivação, etc. Ele assina os livros dele utilizando outro nome, ele um pseudônimo que é Michael Masterson (veja os livros dele). Ele criou um clube de investimentos nos EUA que educava as pessoas para a busca da independência financeira. Este clube foi comprado pela Ágora Inc (editora especializada em investimentos) que é a mesma empresa americana que é sócia/parceira da Empiricus no Brasil. Nos EUA não existe renda fixa que pague as taxas que temos acesso no Brasil. As pessoas que querem prosperar, construir patrimônio precisam empreender. Não existe dinheiro fácil lá fora. Enquanto nossa Selic está 11,25% a dos EUA está em 0,25% e perde para a inflação. Isto significa que precisam aprender a investir na bolsa de valores (que é uma forma de investir em empresas), precisam aprender a investir em imóveis (buscando ganho de capital e fluxo de caixa) ou precisam abrir um negócio, de preferência um negócio que funcione como uma máquina de fazer dinheiro, sem que você precise ficar dentro negócio como fazem os europeus: portugueses, franceses, italianos, etc. São estilos diferentes. Este tipo de curso/treinamento vai te dar acesso a uma mentalidade americana de lidar com o dinheiro. Não é à toa que eles são o país mais rico do mundo e a economia capitalista mais poderosa. Eles possuem uma cultura sobre o dinheiro que é totalmente diferente da que herdemos dos nossos colonizadores católicos portugueses. Eu acho todo tipo de investimento na sua educação financeira uma coisa válida.

      • Thiago Campos 19 de novembro de 2014 at 9:19 - Reply

        Entendi, Leandro. Obrigado pela resposta. Pretendo adiquirir o material também, achei bem interessante e diferente dos materiais que são disponibilizados pelos blogs de finanças que temos aqui no Brasil. Talvez seja uma boa para mudar a mentalidade com relação à finanças e empreendorismo.

        Mais uma vez, obrigado!

  13. Diogo 18 de novembro de 2014 at 22:29 - Reply

    Prof. Leandro, parabéns por mais um excelente artigo. Já estou terminando a leitura do livro do Tesouro Direto, fiz várias anotações. Graças a você tenho aprendido bastante.
    Tenho mais uma dúvida. As Letra de Cambio – LC, seria mais ou menos como o CDB? Elas tem garantia do FGC e podem ser registradas na CETIP?

    Mais uma vez obrigado e grande abraço.

    • Leandro Ávila 18 de novembro de 2014 at 22:45 - Reply

      Oi Diogo, as letras de câmbio são emitidas pelas financeiras, é como se fosse o CDB dos bancos. Também tem proteção do FGC. A CETIP aceita registro de letra de câmbio como você pode ver em http://www.cetip.com.br/outros/lc#! Você só precisa verificar se a corretora onde você pretende comprar a LC faz este registro.

  14. Isaias Santos 19 de novembro de 2014 at 8:56 - Reply

    Parabéns pelo site Professor, sempre quis ter esse tipo de instrução financeira, agora encontrei, faço Administração de Empresa e estou sempre querendo aprender sobre economia, mas parecia muito difícil, até que achei o senhor. Obrigado

    • Leandro Ávila 19 de novembro de 2014 at 14:36 - Reply

      Oi Isaias, muito obrigado. Espero poder continuar contribuindo por muito tempo.

  15. sebastian 19 de novembro de 2014 at 9:18 - Reply

    Parabéns Leandro pelo desempenho e autenticidade financeira aonde tira muitas duvidas dos participantes desse clube.
    Otimo dia.

  16. Ageu Dourado 19 de novembro de 2014 at 9:27 - Reply

    Olá Leandro, o que você pensa dos investimentos realizados em cooperativas? Participo de uma que está oferendo um RDC que paga 98% do CDI. Além disso, no ano passado, ele pagaram, a titulo de sobras, 145% do CDI. Como faço para comparar esse investimento com os demais?

    • Leandro Ávila 19 de novembro de 2014 at 14:31 - Reply

      Olá Ageu. Tenho poucas informações sobre investimentos em cooperativas de crédito. Sei que elas não possuem a proteção do Fundo Garantidor de Crédito. Em 2013 o CMN (Conselho Monetário Nacional) aprovou o regulamento para criação do FGCoop que é o Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (veja neste site aqui). É necessário que a cooperativa seja associada ao FGCoop para que o investimento seja seguro. Para mais informações visite o site http://www.fgcoop.coop.br/. Para comparar você precisa editar a planilha.

  17. Idemar herique 19 de novembro de 2014 at 9:52 - Reply

    Quem aplica em LCI ou LCA da CEF, de acordo com os gerentes destas instituições, tem garantia de 100% do valor aplicado, é fato esta norma para a CEF, especificamente? Como sabemos, é difícil um banco deste porte quebrar.

    • Leandro Ávila 19 de novembro de 2014 at 14:24 - Reply

      Olá Idemar. Legalmente não existe nada garantido. Tecnicamente o risco da Caixa quebrar é pequeno já que se trata de uma empresa do Governo Federal bancada com os impostos que saem do bolso de 200 milhões de brasileiros. Para a Caixa quebrar o país precisa quebrar primeiro. Se grandes bancos como Caixa, Banco do Brasil ou até bancos privados como o Itaú, que são bancos enormes, como milhões de clientes, o próprio Fundo Garantidor de Crédito seria incapaz de cobrir o rombo. É o que o americano chama de Too Big To Fail (Grande demais para quebrar). No Brasil existem grandes bancos que não podem quebrar, o governo federal teria que agir para evitar pois colocaria em risco toda a economia (isto inclui alguns bancos privados).

  18. Talita 19 de novembro de 2014 at 12:11 - Reply

    EXCELENTE!!!!! Parabéns pela planilha de fundamental importância nesta busca pelo conhecimento financeiro!!! Tenho apenas uma pergunta: Com a indecisão sobre a nova equipe econômica, devo esperar para investir ou aproveitar a Selic em alta e aplicar em renda fixa(LCI/LCA/CDB/Tesouro Direto)??? Obrigada!

    • Leandro Ávila 19 de novembro de 2014 at 14:18 - Reply

      Oi Talita, esta pergunta é uma aposta. Não sabemos quem fará parte desta nova equipe e por isto não sabemos como o mercado vai se comportar (com otimismo ou pessimismo). Se a equipe for notoriamente ruim isto vai elevar ao pessimismo forçando os juros para o alto. Se for uma boa equipe os juros serão menos pressionados, só que uma boa equipe pode não ser uma equipe tecnicamente independente. No primeiro sinal de que a equipe segue ordens políticas e não tomam decisões técnicas o pessimismo pode voltar. Ou você escolhe uma das duas opções (investir tudo agora ou investir tudo depois) ou então faz as duas coisas, investe um pouco agora e um pouco depois.

  19. bruna 19 de novembro de 2014 at 18:19 - Reply

    Boa noite Leandro,
    Poupança, LCI, CDB e LTN, são todos calculados com base nos dias uteis ou corridos?

    • Leandro Ávila 19 de novembro de 2014 at 23:00 - Reply

      LCI, LCA, CDB e títulos públicos utilizam dias úteis, a remuneração ocorre diariamente. A poupança é diferente. Quem possui uma poupança é como se tivesse uma poupança separada para cada dia do mês e o dinheiro investido em cada dia é remunerado mensalmente.

  20. Leticia 19 de novembro de 2014 at 22:33 - Reply

    Muito obrigada pela disponibilização da planilha. Porém, seus cálculos dos rendimentos da LFT não conferem com os resultados disponibilizados pelo site da calculadora do tesouro direto. Também dei uma adaptada para que calculasse o rendimento líquido da LTN (obviamente, criando um campo próprio para inserir a taxa de juros específica) e o resultado também não confere com o da calculadora do TD.
    Teria como ver se o Prof. Elisson detectava o problema?
    Parece-me que ele se encontra no fato da taxa da corretora ser descontada, pelas fórmulas, pro rata dies, como a taxa de custódia da Bovespa (a fórmula soma uma com a outra), quando deveria ser subtraída, ao final, antes da incidência do IR…

    • Leandro Ávila 19 de novembro de 2014 at 22:56 - Reply

      Olá Leticia, por ser uma planilha de simulação ela não é capaz de mostrar resultados idênticos ao exibido na calculadora do tesouro direto. Para isto seria necessário informar na planilha a data do investimento e a data do resgate sendo que ela deveria identificar quantos dias úteis existiriam entre as duas datas (a calculadora do tesouro faz isso). Mesmo assim o resultado da planilha é suficientemente próximo para servir de demonstração. Exemplo: Na planilha aparece uma rentabilidade de 8,92% (arredondamento de 8,916%) para um valor investido em uma LFT por 1 ano entre o dia 19/11/2014 e 19/11/2015 com selic em 11,25 e taxa da corretora em 0,10%. Fiz a mesma simulação na calculadora do tesouro e o resultado foi 8,91%

      • Leticia 20 de novembro de 2014 at 11:23 - Reply

        Obrigada pela resposta.
        De qualquer forma, a taxa da corretora não deveria ser subtraída (após a incidência do 0,3% da Bovespa e antes do IR) em vez de ser descontada? Pois ela não é pro rata dies, mas paga na entrada e, depois, ano a ano. Se eu estiver correta, a correção disso é moleza e depois eu posto aqui o que se deve modificar, só para auxiliar os leitores na precisão.

        • Leandro Ávila 24 de novembro de 2014 at 13:53 - Reply

          Olá Leticia, deixe aqui sua contribuição que passarei para o Prof. Elisson.

  21. Diogo 20 de novembro de 2014 at 8:35 - Reply

    Oi Leandro,

    Quando eu mudo os valores da Taxa SELIC na planilha para mais ou para menos não acontece nada. Somente quando eu altero o valor da poupança ou da taxa di é que os valores em verde e branco abaixo se alteram.

    É assim mesmo? Como os valores são calculados com base na SELIC e na DI não deveriam ser alterados quando altero a SELIC?

    • Leandro Ávila 20 de novembro de 2014 at 10:58 - Reply

      Quando você modifica a SELIC todas as taxas da LFT são modificadas. LFT é um título público que segue a Taxa Selic, veja mais aqui. Já investimentos como CDB, LCI, LCA e Fundos DI seguem a Taxa DI. Esta taxa DI é calculada e divulgada diariamente no site da CETIP (www.cetip.com.br). A poupança tem sua taxa divulgada diariamente no site do Banco Central sendo composta por um valor fixo de 0,50% ao mês somado a uma taxa chamada de TR (Taxa Referencial) que o BC divulga diariamente.

  22. Mauro 20 de novembro de 2014 at 12:54 - Reply

    Cada dia mais eu gosto deste site. Parabéns!!!!!

  23. Mauro 20 de novembro de 2014 at 13:01 - Reply

    Prof Leandro, no caso das LTNs como faríamos para calcular na planilha? Poderíamos utilizar o campo poupança para colocar a taxa anual e posteriormente descontar o imposto?

    • Mauro 20 de novembro de 2014 at 13:02 - Reply

      Descontar o imposto e a taxa de administração é claro.

    • Leandro Ávila 24 de novembro de 2014 at 13:52 - Reply

      Olá Mauro, será necessário conhecimento em Excel para adicionar LTN na planilha. Todas as modalidades da planilha são pós-fixadas. A LTN é prefixada e por isto resolvemos não misturar uma coisa com a outra. No artigo que falo sobre LTN existe uma planilha específica para calcular a rentabilidade da LTN.

      • Mauro 26 de novembro de 2014 at 10:46 - Reply

        Ok, obrigado valeu pela dica!

  24. Diogo 21 de novembro de 2014 at 7:56 - Reply

    Realmente Leandro. Fiz confusão, pensei que alterando a SELIC a DI iria alterar na tabela. Obrigado pela atenção.

  25. Halisson Souza 21 de novembro de 2014 at 13:29 - Reply

    Pude comprovar na prática o diferencial que a educação faz em nossa vida. Com pouco estudo em renda fixa, já tive condições de avaliar o abacaxi que uma corretora estava querendo empurrar para minha namorada. Queriam vender uns fundos pós fixados com taxas altíssimas de administração, com 95% da alocação em títulos públicos e privados….Sem fgc….Resumindo: iriam se aproveitar da ignorancia dela(assimetria de informações)…valeu Leandro!

    • Leandro Ávila 21 de novembro de 2014 at 13:58 - Reply

      Olá Halisson, se é para aplicar tudo em títulos públicos a sua namorada pode fazer isto pagando taxas menores. A única vantagem de investir em títulos públicos através dos fundos é a liquidez (normalmente você pode sacar seu dinheiro todo dia). Para isto as taxas administrativas precisam ser baixas. O problema é que taxa administrativa baixa em fundos só ocorre quando você investe centenas de milhares de reais. Parabéns por buscar conhecimento!

  26. Gonçalo 21 de novembro de 2014 at 21:22 - Reply

    Muito obrigado, Leandro!! Abraços!!!

  27. André 22 de novembro de 2014 at 8:04 - Reply

    muito legal a planilha. Trabalho danado pra sintetizar uma gama enorme de produtos num único quadro esclarecedor e de forma permanente. Invejável trabalho e parabéns por ele.

    • Leandro Ávila 22 de novembro de 2014 at 12:13 - Reply

      Obrigado André, só foi possível com a ajuda do amigo Prof. Elisson!

  28. Felipe 27 de novembro de 2014 at 10:55 - Reply

    Leandro. Bom dia.

    Por favor, me tire uma dúvida.
    Contratei uma LCA Pré a 11,30%, CDB Pré a 14,30% e LC Pré a 14,20%. para 361 dias.
    Na corretora que contratei me mostra os juros do dia anterior a 0,05%.
    Não entendi muito como funciona.

    Eles me vendem uma % ao ano (361 dias) e me repassam somente em dias úteis (252) ?
    LC, LCI, LCA, CDB’s são diários mesmo, tanto pré como pós?
    Como seria esses cálculos para saber que estão me mostrando corretamente no site da corretora?

    Li reportagens, baixei ferramentas, mas nenhuma me mostra como calcular % Pré.

    Obrigado.
    Felipe.

    • Leandro Ávila 27 de novembro de 2014 at 11:47 - Reply

      Olá Felipe. Eles vão transformar 11,30% ao ano em uma taxa diária que será aplicada no seu dinheiro todos os dias úteis. Seria necessário saber quantos dias úteis existem entre o dia da aplicação e o dia do resgate. Normalmente este número fica perto de 252 dias. Só que não sei até que ponto isso é importante. No final, seu dinheiro vai render 11,30% conforme foi acordado, nem mais e nem menos, já que se trata de juros prefixados. Se você investiu 10.000,00 na LCA e vai receber 11,30% de juros você terá no final de 1 ano R$ 11.130,00 já que 10.000 x 11,30% = 1.130,00.

      • Felipe 29 de novembro de 2014 at 10:45 - Reply

        Ok Leandro. Muito Obrigado.

        Abs
        Felipe.

  29. Tatiana 2 de dezembro de 2014 at 13:52 - Reply

    Olá Leandro, parabéns pelo trabalho e obrigada por compartilhar seu conhecimento!
    Baixei a planilha e só fiquei confusa com uma parte: o fundo DI onde tenho aplicação não é fixo, ele também acaba correspondendo a um percentual do CDI (que é o benchmark deles) e pelo que vi na planilha eu só consigo alterar a taxa de administração na parte de fundo DI e não refletir o rendimento dele, o que deve alterar os resultados, certo? Conseguiria me ajudar a entender isso? Abraços e obrigada!

    • Leandro Ávila 3 de dezembro de 2014 at 1:48 - Reply

      Olá Tatiana, existem fundos DI dos mais diversos tipos e rentabilidades diferentes. O objetivo da planilha foi mostrar de maneira educativa como a taxa administrativa impacta negativamente a rentabilidade de fundos de investimento.

  30. Vanessa 3 de dezembro de 2014 at 13:11 - Reply

    Oi Leandro,

    Gracas as suas dicas estou comecando a diversificar meus investimentos.
    Preciso muito de uma dica sua, existe um site que posso comparar a rentabilidade do LCI pelas corretoras e bancos? Como faco para descobrir o melhor lugar p investir em LcI?

    Obrigada.

    • Leandro Ávila 4 de dezembro de 2014 at 1:39 - Reply

      Olá Vanessa. Eu não conheço este site. Eu utilizo uma corretora que me lista todas as LCIs e LCAs que bancos médios que trabalham com eles. Desta forma posso ver quais LCIs estão disponíveis para mim naquele exato momento. Se acessar no dia seguinte a lista pode ter sofrido modificação. Seria interessante se existisse um site com a lista de todas as LCIs e LCAs oferecidas pelos bancos, mas eu não conheço.

  31. Reinaldo de Oliveira 4 de dezembro de 2014 at 16:50 - Reply

    boa tarde, leandro acho seu trabalho muito importante,gostaria de saber qual á taxa minima para se investir LCI ou LCA, com um prazo de 24 meses, bb ofereceu 80%, desculpe que é primeira vez que pensei neste investimento depois que comecei te acompanhar tenho r$50,000, bb é mais confiável mas vale apena nesta taxa de 80%? deste agradeço atenção

    • Leandro Ávila 7 de dezembro de 2014 at 8:46 - Reply

      Oi Reinaldo, não existe uma taxa mínima e nem máxima. O ideal é que você busque a maior rentabilidade entendendo que sempre que você encontrar maior rentabilidade significa que pode estar aceitando um risco maior, uma exigência maior de investimento inicial ou uma menor liquidez, como pode ver neste artigo não existe investimento perfeito. No momento em que escrevo este comentário o CDI (Taxa DI) exibido no site http://www.cetip.com.br está em 11,59%. Desta forma os 80% do CDI seria igual a 9,27%. Esta taxa supera a poupança que deve estar rendendo algo em torno de 7,4% ao ano.

  32. Thiago Campos 7 de dezembro de 2014 at 9:14 - Reply

    Olá, Leandro. Tenho uma dúvida com relação à LCI.

    Comprei uma LCI com 101% do CDI quando este estava com o valor de 11.09%. Com o aumento da taxa SELIC, a CDI passou a valer 11.59%. A minha dúvida é: o rendimento da minha LCI passa a ser 101% de 11.59% ou continua sendo 101% de 11.09%?

    Obrigado!

    • Leandro Ávila 8 de dezembro de 2014 at 7:55 - Reply

      Olá Thiago. LCI tem rentabilidade diária. Significa que todo dia o seu dinheiro tende uma taxa de juros diária que é equivalente a uma taxa anual que representa 101% do CDI. No momento que a Taxa DI (CDI) muda, a sua taxa diária também vai mudar. Desta forma, do dia que ocorreu a mudança em diante seu dinheiro renderá 101% de 11,59%. Por este motivo LCI é renda pós-fixada, você só tem a certeza de quanto rendeu no final do investimento já que a taxa vai variar durante o investimento.

  33. Larissa Lins Ferreira 15 de dezembro de 2014 at 20:53 - Reply

    Primeiramente, gostaria de lhe parabenizar pelos artigos do site e pela disponibilidade em responder às dúvidas.
    No cenário atual de taxa selic aumentando, todos recomendam investir em títulos pós-fixados, por serem mais rentáveis. Todavia, ao olhar os juros da LTN010117 hoje, que é de 12,77%, vem a minha indagação: não é mais vantajoso em investir em LTN do que em LFT? Ou os juros da LFT070317 tem chances de ultrapassar esse valor? O que dá pra prever, de acordo com a economia atual?
    Agradeço a atenção.

    • Leandro Ávila 22 de dezembro de 2014 at 1:28 - Reply

      Oi Larissa. No momento em que respondo este seu comentário a LTN que vence em 2017 está oferecendo 13,04% ao ano. Não é possível prever sem uma bola de cristal. O fato é que no caso da LTN precisamos fazer uma aposta de que os juros já estão no máximo ou que ainda devemos esperar um pouco.

  34. Isabella 16 de dezembro de 2014 at 10:38 - Reply

    Olá Leandro, tenho escutado falarem muito a respeito de um possível risco de confisco na poupança, o q vc pensa a respeito? Acha que isso pode vir a atingir também os CDI, LCA e outros? Qual deles não teria risco de Confisco?

    • Leandro Ávila 22 de dezembro de 2014 at 0:45 - Reply

      Olá Isabella, eu não acredito em risco de confisco da poupança, pelo menos até o momento em que escrevo este comentário, não existe nada que possa nos levar a crer que este atual governo, muito comprometido com a manutenção do poder e com o populismo, tenha alguma intenção de cometer o erro que o Collor cometeu, assumindo o risco de sofrer na pele o que ele sofreu.

  35. Francis Z. 26 de dezembro de 2014 at 8:16 - Reply

    Boa tarde Leandro. Primeiramente, muito obrigado pelo site e pelas informações. Veja se pode me ajudar. Comparando as duas planilhas do site (LCIxCDBxPoupança com LCI-LCA-LFT-CDB-Fundos) percebo uma aparente diferença quando comparo LCI com CDB. Por exemplo, colocando em ambas a taxa DI atual- 11,59% e comparando uma LCI de 100% e um CDB de 120% no prazo de 361-720 dias (I.R: 17,5%), a primeira planilha mostra um discreta vantagem para o LCI e, a segunda planilha para o CDB. Estou comparando ou fazendo algo errado ? Obrigado pela atenção.

    • Leandro Ávila 27 de dezembro de 2014 at 22:03 - Reply

      Oi Francis, as planilhas são apenas simulações, principalmente pelo fato de serem investimentos pós-fixados, ou seja, que só teremos absoluta certeza sobre sua rentabilidade no final do investimento. O cálculo usado na planilha mais recente é mais complexo e está mais próximo da realidade.

  36. Daniel 7 de janeiro de 2015 at 23:37 - Reply

    Boa noite Leandro,

    Se você tivesse 10.000.000 para aplicar hoje, na situacao atual do pais, qual seria a sua carteira de investimentos de longo prazo?

    Obrigado pela atenção.

    • Leandro Ávila 8 de janeiro de 2015 at 12:01 - Reply

      Oi Daniel, eu prefiro não dar recomendações de investimento. Isto vai estimular outros leitores a me pedirem este tipo de recomendação. A base do meu trabalho é escrever artigos que eduquem as pessoas de tal maneira que não precisem mais perguntar para ninguém (nem mesmo para mim) onde deveriam investir o dinheiro que possuem. Isto seria o mais importante da educação financeira que é a liberdade de fazer suas escolhas. Existem muitas possibilidades de investimento para R$ 10 milhões. Se eu fosse dono de uma construtora, certamente compraria um terreno, construiria um imóvel e transformaria 10 milhões em 50 milhões. Se fosse dono de uma empresa poderia investir no meu negócio. Se fosse um aposentado poderia comprar títulos públicos que pagam juros semestrais para viver de renda pelo resto da vida. Se fosse um jovem de 20 anos investiria na minha carreira profissional e faria investimentos para multiplicar este dinheiro (investimentos + trabalho) e por ser jovem poderia assumir mais riscos do que se fosse mais velho. Se você pegar os últimos 30 anos verá que a situação econômica do país sofreu inúmeras mudanças. Trocamos de moeda várias vezes, saímos do regime militar para a democracia, sofremos confisco da poupança, impeachment de presidente, várias crises econômicas, tivemos governo de direita e agora temos um governo de esquerda. No longo prazo não existe segurança. A coisa mais importante a ser feita seria investir na sua educação financeira para que você possa tomar decisões acertadas quando o cenário mudar. A única certeza é que tudo irá mudar (para pior ou para melhor) em ciclos de crescimento e queda. Quem estuda e aprender a cuidar do próprio dinheiro corre menos riscos do que aquele que não sabe o que fazer com o dinheiro ou acredita que existe uma carteira perfeita que funcione bem em todas as situações no futuro.

  37. Marcelo 12 de janeiro de 2015 at 22:22 - Reply

    Olá, Leando, td bom?
    Parabéns, sempre, pelo seu trabalho.
    Tenho lido nesses primeiros dias de 2015 sobre especulações, baseadas na entrevista do novo Min. Fazenda, sobre possibilidades de tributações.
    A principal delas seria a possível tributação das LCI e LCA.
    Vc acredita ou se mantém cético, ou cauteloso, quanto a tudo isso?
    Um abraço.

    • Leandro Ávila 12 de janeiro de 2015 at 22:57 - Reply

      Oi Marcelo. Não existe uma definição oficial. Sem nada oficial é apenas uma especulação. Se a mudança for aprovada pelo governo isto será divulgado e só poderá entregar em vigor em 2016. Novos impostos só podem ser cobrados no ano seguinte da sua criação.

  38. Isabel 13 de janeiro de 2015 at 10:47 - Reply

    Olá Professor Leandro Ávila, gostaria de saber qual é o melhor investimento em termos de segurança com a inflação se avizinhando? Sou totalmente leiga em termos de investimentos. Li seu artigo e gostei muito. Sou muito conservadora quanto a investimentos.O que o senhor me aconselharia, pois não tenho muito dinheiro para investir pois sou funcionária pública.Grande abraço e obrigada.

    • Leandro Ávila 14 de janeiro de 2015 at 18:17 - Reply

      Oi Isabel. Eu recomendaria que você dedicasse tempo para estudar as diversas modalidades de investimento de tal forma que você pudesse deixar de se considerar leiga. Provavelmente você está mantendo seu dinheiro na poupança por não conhecer as outras possibilidades.

  39. Davis 16 de fevereiro de 2015 at 16:14 - Reply

    Bom dia Leandro.
    Tenho uma poupança que consigo depositar 2000,00 reais por mês.Existem investimentos mais rentáveis que a poupança desde que você tenha uma quantia miníma e um prazo pré-determinado para investir.Pergunto se existe uma alternativa à poupança,mas com características semelhantes ou seja que me permita fazer depósitos mensais sobre um determinado valor por um determinado tempo?
    um abraço.

  40. JFerreira 26 de fevereiro de 2015 at 14:45 - Reply

    Leandro, boa tarde.
    Estou com uma dúvida e o gerente do meu banco respondeu mas não entendi.
    Vamos lá.
    Digamos que eu invista 40mil em CDB com liquides diária, daqui 10 dias, considerando a taxa DI constante em 12,09% e a rentabilidade de 100%, esses 40 mil estarão valendo aproximadamente 40.180, nesse dia eu preciso de parte desse dinheiro (1.680 para arrendondar a conta), então meu capital aplicado ficará em 38.500 e ficará no banco por mais 180 dias, ou seja o tempo total entre a aplicação inicial e o resgate será de 190 dias – ao final do prazo o investimento estará em 40.800.
    Nesse exemplo como faço para calcular o IR e o IOF, visto que houve um saque com 10 dias.
    Um abraço e obrigado.

    • Leandro Ávila 27 de fevereiro de 2015 at 14:22 - Reply

      Olá JFerreira. Existe uma tabela do IOF com uma taxa diferente para cada dia dos primeiros 30 dias de aplicação.

      Ao sacar 1680,00 uma parte deste valor é composta de juros e outra parte é composta do dinheiro que você aplicou originalmente. 66% destes juros que você recebeu sobre este valor que será sacado será recolhido pelo banco em forma de IOF e isto vai para o bolso do governo. Do pouco que sobrar você ainda pagará imposto de renda com base em outra tabela:

      Com isto você perderá 22,5% dos juros que sobrou depois que descontou os 66%. No saque você vai embolsar os 1680,00 só que os impostos serão debitados do dinheiro que ficou aplicado. No final dos 180 dias você sacará o que investiu + juros onde estes juros serão tributados em 20%. Na prática fica muito difícil ter alguma rentabilidade significativa em apenas 10 dias de investimento graças ao IOF. O governo fica com os juros que você ganha no curtíssimo prazo.

      • JFerreira 27 de fevereiro de 2015 at 20:36 - Reply

        Obrigado Leandro.
        Entendo então que numa condição dessa é melhor eu aplicar 35.000 no CDB e manter 5000 na conta corrente para eventuais pequenas despesas. Concorda?

        • Leandro Ávila 27 de fevereiro de 2015 at 22:41 - Reply

          Você precisa avaliar quanto você realmente precisa ter na conta corrente mensalmente. O restante pode ficar como um reserva de emergência rendendo juros na poupança, fundo de renda fixa ou até LFT. Visite este artigo sobre reservas de emergência.

  41. EL 28 de fevereiro de 2015 at 10:25 - Reply

    Leandro, no campo para cálculo da rentabilidade da LFT, os 0,30 % a.a. da Bovespa já estão incluídos, bastando colocar apenas a taxa da corretora, correto? Obrigado.

  42. Eduardo 3 de março de 2015 at 22:53 - Reply

    Boa noite Leandro,
    Qual a aplicação mais indicada que eu deveria fazer pro meu filho que acabou de nascer?
    Vou fazer um primeiro aporte de 1000 reais , e depósitos mensais de 300 reais, até que ele cumpra 18 anos.

  43. Livônios 7 de março de 2015 at 18:07 - Reply

    Boa tarde Leandro, para obter os valores reais do simulador eu não deveria descontar a inflação? Ou posso considerar que a inflação está “embutida” no valor da taxa selic? Estou querendo comparar uma LCA com NTN-B. Como Calcular?. Abraço

    • Leandro Ávila 9 de março de 2015 at 11:07 - Reply

      Olá Livônios. A inflação tende a estar embutida na Selic já que ela é um dos instrumentos de combate da inflação. Não é comum uma Selic abaixo da inflação. LCA e LCI são títulos pós-fixados atrelados ao CDI (Taxa DI). Você pode calcular aqui. Você pode usar a calculadora do tesouro para simular todos os títulos visitando aqui.

  44. valdir 20 de março de 2015 at 3:10 - Reply

    Algo simples(?) porém não encontrado. Como tabular juros diários diferente (positivos e negativos) para determinados períodos e chegar ao percentual acumulado na semana/mês/trimestre? Caso: oscilações diárias de ações.
    obrigado

  45. Desabafosdocs 24 de março de 2015 at 10:55 - Reply

    Ótima planilha, baixei e aprovei! Um abraço

  46. Carlos Vinicius 27 de abril de 2015 at 2:03 - Reply

    Olá Leandro

    Li seu artigo sobre LCI e pensei em investir.
    Minha dúvida é em relação a possibilidade de cobrança do Imposto de Renda.
    Se valendo dos princípios tributários da noventena/anterioridade sei que pode ser cobrado a partir de JAN/2016 caso uma lei seja instituída em 2015.
    Minha dúvida é se um investimento feito por ex: em MAI/2015 com resgate em 12 meses (MAI/2016) será taxado no IR de 2016 ? ou só vale para os investimentos iniciados no referido ano ?

    Obrigado por compartilhar de forma tão nobre e altruísta seus conhecimentos !

    • Leandro Ávila 29 de abril de 2015 at 3:04 - Reply

      Oi Carlos. Ninguém sabe se o governo vai mesmo cobrar IR do LCI. Se cobrar também ninguém sabe como isto será feito. O governo só divulgou que estava fazendo estudos sobre o assunto, mas não passou nenhuma informação se o estudo iria resultar em alguma mudança.

  47. Caroline 30 de abril de 2015 at 9:37 - Reply

    Bom dia Leandro!

    Você teria uma planilha para acompanhar os rendimentos da LCI/LCA/CDB diariamente?
    Eu fiz uma planilha para acompanhar meu investimento em LCI, onde atualizo diariamente o valor da CDI, mas após alguns dias os valores passaram a não bater com os da corretora, e eles não me ajudam a esclarecer…

    Desde já muito obrigada

  48. Luiz Fernando 3 de maio de 2015 at 10:17 - Reply

    Bom dia Leandro, primeiramente queria agradecer suas dicas e ensinamentos. São textos claros e muito úteis !
    Eu estava analisando as fórmulas que você utilizou e não entendi por que no cálculo da rentabilidade dos fundos DI tem uma multiplicação por 1.05.
    Entendi que a formula poderia ser escrita de forma simplificada como: (((Rentabilidade diária * (1 – Taxa de adm. diária)) * 1.05) ^ Período da aplicação) * (1 – alíquota de imposto)
    Qual a razão dessa multiplicação por 1.05 ?

    • Leandro Ávila 4 de maio de 2015 at 3:53 - Reply

      Oi Luiz, isto seria uma forma de considerar que este Fundo DI teve uma rentabilidade bruta equivalente a 105% do CDI. Normalmente os fundos divulgam e comparam o desempenho deles com a Taxa DI (só que não é bruto, eles já descontam a taxa). Você pode trocar este valor livremente.

  49. Marcello 3 de maio de 2015 at 15:17 - Reply

    Olá Leandro sua planilha realmente é muito boa e o material a disposição em seu site também é muito bom,estou lendo e aprendendo muito em seu site,porém estou querendo sair da poupança fui ao banco em que sou correntista e perguntei sobre a LCI..eles me disseram que se eu aplicar o dinheiro que eu tenho na poupança( banco Bradesco)eles pagam 0,95% do CDI..gostaria de saber se é uma boa proposta ?Li também o artigo do FGC,me esclareça uma outra dúvida existe a possibilidade de eu perder todo o dinheiro investido no LCI caso ocorra inadimplência por parte de quem pegou o dinheiro do banco ?Sei que o FGC garante até 250 mil…mas existe essa possibilidade ?

    • Leandro Ávila 4 de maio de 2015 at 3:29 - Reply

      Oi Marcelo, acho que o correto seria 95% do CDI e não 0,95% do CDI. A taxa de 95% do CDI vai ganhar com facilidade da Poupança. Você pode saber qual é a Taxa DI na primeira página do site http://www.cetip.com.br. No dia em que escrevi este comentário ela era de 13,11%. Então 95% disso seria 13,11 x 95% = 12,45% ao ano. A poupança deve estar rendendo +/- 7,5% ao ano. O risco que existe de você perder todo o seu dinheiro da poupança e todo seu dinheiro no LCI é o mesmo se ele estiver no mesmo banco. Os dois possuem a mesma proteção do FGC. As pessoas não sabem que 65% do dinheiro que elas investem na poupança é emprestado a quem precisa de dinheiro para financiar imóveis. O restante vai para o governo e uma outra parte o banco usa como bem entender. Se o banco emprestar seu dinheiro (da poupança no LCI) o risco é do banco, se ele não receber do devedor o problema é do banco e não seu. O problema que você pode ter seria o caso do banco quebrar. Vamos imaginar que uma onda gigante de inadimplência faça o banco quebrar. Neste caso até 250 mil por banco teria a garantia do FGC. Neste caso pouco importa se o dinheiro estava na poupança, LCI, LCA, CDB, etc. A poupança não possui uma segurança especial.

      • Marcello 4 de maio de 2015 at 18:23 - Reply

        Boa noite Leandro, realmente bem observado o correto mesmo é 95% do CDI…Agora tudo ficou bem melhor obrigado..Depois eu volto para relatar minhas experiência em relação a este investimento que eu pretendo fazer…Abraço..

  50. Rita 3 de maio de 2015 at 21:06 - Reply

    Olá Leandro, você realmente é ótimo!! Gosto muito de receber seus e-mails, são sempre muito explicativos e sem enganação visando sempre vendas, como vemos por aí.

    Fiz os cálculos que você ensinou em relação as taxas da LCI, em comparação com a poupança. Então, mesmo para o caso do bb hoje: 80% CDI com aporte inicial de 1 mil; vale a pena investir do que deixar na poupança né: Veja os cálculos:

    Poupança: 6,17% + TR (bem baixa), para a selic acima de 8,15%
    LCI BB: 13,11% (CDI atual) x 0,80 = 10, 488%

    Resumindo a ópera, apenas para deixar o dinheiro guardado para uso no final do ano, vale sempre a pena a LCI do que a poupança, mesmo para uma CDI baixa né. Está correto?

    Abraço Leandro e muito obrigada!

    Você poderia fazer um livro desses seus artigos, valeria muito a pena =)

    • Leandro Ávila 4 de maio de 2015 at 2:19 - Reply

      Oi Rita. Com os juros elevados, como agora, a LCI e LCA podem ganhar da poupança até quando o percentual do CDI oferecido pelo banco é baixo. No futuro eu pretendo reunir os melhores artigos, revisar, organizar e colocar em um livro. Assim as pessoas vão poder estudar o conteúdo com um início, meio e fim. Isto também ajudará a manter os custos que tenho para manter este projeto na internet. Um abraço!

  51. Mônica 5 de maio de 2015 at 14:42 - Reply

    B tarde, Leandro.
    Permita reiterar a dúvida já postada, pois acho q ficou perdida com os vários comentários anteriores. E aproveito pra atualizar os dados:
    Tenho dúvida qto à aplicação contratada por período inferior a 1 ano. No caso, trata-se de uma LCA, com os parcos 84% que um grande banco como o BB oferta, embora com liquidez diária. Portanto, sendo a taxa DI atual de 13,11%, a LCA seria 11,01%, mas só se alcançasse o total de 1 ano investido? Sendo, como no caso, de 360 dias, como fica o rendimento real? São computados dias não úteis tb ? Obga. Mônica..

    • Leandro Ávila 5 de maio de 2015 at 23:47 - Reply

      Olá Mônica. Os juros da sua LCA são aplicados no seu dinheiro diariamente nos dias úteis. O banco transforma a taxa anual em uma taxa diária como se o ano fosse composto apenas de dias úteis. Todos os dias úteis o seu dinheiro é corrigido por esta taxa diária. Se você ficar com o dinheiro investido por 1 ano terá o equivalente a 1 ano de rendimento, se manter o dinheiro investido por 6 meses terá uma taxa de 6 meses que é equivalente a taxa anual. Como se trata de um investimento pós-fixado, sempre que a Taxa DI sofre mudança a rentabilidade diária muda também. Por isto você só vai saber exatamente quanto tudo rendeu no final do investimento.

  52. Vinicius 6 de maio de 2015 at 8:26 - Reply

    Bom dia Leandro!
    Estou com uma boa quantia parada na poupança. Mas pretendo usa-la em breve para construção. Existe alguma aplicação com liquidez diária ou semanal, melhor que a poupança, na qual eu possa aplicar ao mesmo tempo em que realizo a obra??obrigado

    • Leandro Ávila 6 de maio de 2015 at 10:54 - Reply

      Existem bancos que oferecem CDB com liquidez diária. Também existem fundos de investimento Fundos DI e Fundos de Renda Fixa com liquidez diária. Você precisa comparar taxas.

  53. Jorge Guerino 6 de maio de 2015 at 15:27 - Reply

    Leandro,

    Novo artigo, nova questão: Aplicação em LCA, com 84% do CDI tem remuneração superior a LFT, em qualquer período.Minha conclusão: aplicar no TD nem sempre é certeza da melhor rentabilidade.
    Temos que estar sempre atentos e pesquisar.
    Abraço

  54. Antonio 7 de maio de 2015 at 16:48 - Reply

    Na planilha, qual índice é usado nos Fundos de Investimento, é 100% do CDI?

    • Leandro Ávila 7 de maio de 2015 at 17:59 - Reply

      Olá Antonio, a planilha está com 105% do CDI, sendo esta uma taxa bruta (antes de descontar a taxa administrativa do fundo e o imposto). Este seria o desempenho bruto médio dos fundos DI, que são fundos conservadores que investem grande parte do patrimônio em Tesouro Selic (LFT). Você pode modificar a fórmula.

      • Antonio 8 de maio de 2015 at 8:15 - Reply

        Muito obrigado Leandro. A planilha é espetacular e está facilitando muito a minha vida nas discussões com gerente e/ou mesa de investimento no Banco. Oferecem vantagens imensas em fundos, com rendimento acima do CDI, mas com a taxa de adm lançada na planilha, “vantagem” vira desvantagem como em uma passe de mágica.

        Se possível, gostaria de fazer mais uma pergunta. Todos os resultados encontrados na planilha já são os lucros líquidos apurados, inclusive, no caso dos Fundos de Investimento, com o famigerado “come-cotas”. Correto? Estou com uma dúvida enorme se aplico em CDB a 100% ou Fundo com tx de adm de 0,4%. Na planilha os valores são bem próximos, a vantagem para mim, é que no fundo de investimento, o valor inicial é bem menor.

        Abraços e desde já agradeço.

  55. Leandro 8 de maio de 2015 at 11:42 - Reply

    Oi Leandro , muito bom conteudo…

    Gostaria de saber qual o racional de calculo para colocar nesta planilha os investimentos de renda fixa LC.

    Obrigado

    • Leandro Ávila 9 de maio de 2015 at 9:53 - Reply

      Oi Leandro, exitem letras de câmbio que são prefixadas e pós-fixadas. A planilha só compara pós-fixados e no caso uma letra de câmbio tem as mesmas características de um CDB, pois nada mais é do que o equivalente a um CDB só que das financeiras.

  56. Jorge Luís 17 de maio de 2015 at 11:27 - Reply

    Essa planilha é o máximo! Muito grato por esse presente. Que o Senhor DEUS derrame sobre você ricas Bençãos.

  57. Diogo Rodrigues 20 de maio de 2015 at 22:30 - Reply

    Grande mestre, parabéns pela sua dedicação, paciência e inspiração. Sou leitor assíduo e indico seu site para todos os amigos com quem converso sobre investimentos. Gostaria de saber se a rentabilidade obtida na tabela já desconta a porcentagem do IR devido.

  58. Marco André 25 de maio de 2015 at 9:43 - Reply

    Olá Leandro!! Gostaria de tirar uma dúvida. Utilizo sua planilha para comparar os rendimentos das aplicações vinculadas ao CDI. Muito boa! Agora, como faço para calcular a rentabilidade líquida de um CDB pré-fixado de 15,3% aa, (aplicado por 721 dias), por exemplo. Veja se está correto: supondo montante de R%20.000,00

    15,3% x 20.000,00 = 23.060,00 x 15,3% = 26.588,18 – 0,15% (IR) = 25.600,00

    25.600/ 20.000 = 12,80% de rentabilidade líquida

    Está correto este raciocínio ?
    Obrigado pela ajuda!

  59. Marco André 26 de maio de 2015 at 9:43 - Reply

    Obrigado Leandro. Esta rentabilidade líquida citada (12,80%) é ao ano ? Fiz o período para o cálculo de 2 anos.

  60. Jorge 28 de maio de 2015 at 10:58 - Reply

    bom dia.
    Se realizar um deposito na poupança de 180.000,00 por exemplo qual seria o rendimento médio mensal e os impostos sobre as retiradas.

    • Leandro Ávila 29 de maio de 2015 at 8:17 - Reply

      Oi Jorge. A Caderneta de Poupança é isenta de IR. Para saber a rentabilidade do dia do aniversário visite http://www4.bcb.gov.br/pec/poupanca/poupanca.asp Vamos supor que seja 0,65%. Basta multiplicar 180.000 x 0,65% na calculadora do seu computador ou 180.000 x 0,0065. O resultado será 1.170,00

  61. Gustavo Henrique Pereira Fonseca 1 de junho de 2015 at 21:04 - Reply

    Tenho 90 mil e não sei se continuo aplicando na Poupança ou passo pra LCA ou LCI…alguem pode me ajudar. Obs: Todos os meses guardo 4 mil reais na poupança.

  62. Marcos 4 de junho de 2015 at 15:28 - Reply

    Leandro muito boa suas dicas e conhecimentos
    baixei a planilha de comparativa das taxas lci lca lft cdb mas não consegui entender muito bem possui 6 colunas de cor verde o que significa cada uma delas ?

    • Leandro Ávila 5 de junho de 2015 at 2:35 - Reply

      Oi Marcos. Os campos verdes indicam uma rentabilidade acima da poupança.

  63. Davi 4 de junho de 2015 at 20:08 - Reply

    Olá, estou começando a ler sobre investimentos mas ainda sei muito pouco. Alguém poderia me recomendar um livro onde houvesse uma introdução à terminologia básica, aos formatos de investimentos e dicas simples de investimento? Estou juntando uma grana, mas está tudo na poupança e pretendo seguir um padrão de investimento a longo prazo (pra lá de 10 anos) e com aportes mensais.

    Att,

  64. diana coeli 9 de julho de 2015 at 14:44 - Reply

    Ola! Tenho 10.000 para aplicar por um ano. Aonde aplicar? Não entendo nada. Você poderia me ajudar? R$5000,00 eu poderia aplicar até em 2-3 anos. É um dinheiro que vai ficar parado. Obrigada!

    • Leandro Ávila 11 de julho de 2015 at 11:41 - Reply

      Oi Diana. A primeira coisa que você precisa fazer é resolver esse problema de não entender nada. Não existe nada pior para sua vida financeira do que depender de estranhos para saber onde você deveria investir o seu próprio dinheiro. Hoje você faz esta pergunta para mim, amanhã fará para um gerente de banco, um corretor de imóveis, um vendedor de consórcios, um vendedor de planos de previdência, e assim por diante. Leia este artigo aqui para entender o risco.

  65. Rafael 10 de julho de 2015 at 12:53 - Reply

    Olá,
    O link para download da planilha não esta mais disponível. Alguma chance de atualizar para eu colocar minhas mãos nela? =)

    Obrigado por compartilhar tanto conhecimento! Muito esclarecedor!

  66. Leandro Oliveira 18 de julho de 2015 at 12:27 - Reply

    Oi Marcos. Estou começando agora e gostaria de uma explicação.
    Vi que no LCI e LCA alguns Bancos pequenos, colocam uma taxa maior do que a as taxas dos bancos grandes. Alguns bancos colocam títulos a 95% do CDI.
    Se eu pegar em um Banco desses pequenos os títulos que são CETIPADOS e garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito, e esse banco vir a quebrar eu perco o dinheiro investido nos títulos, ou alguma instituição compraria esses títulos?

  67. Maristela 22 de julho de 2015 at 10:13 - Reply

    Gostaria de sua opinião sobre uma aplicação a médio prazo de R$20.000, 00. Poupança ou LCI?

    Obrigada,

  68. Wanderly 8 de agosto de 2015 at 17:29 - Reply

    Olá Leandro.
    Por gentileza, gostaria de saber se há alguma planilha que permita comparar os ajustes ocorridos no INCC ( imóveis na planta) e aqueles oferecidos em aplicações LCI (ou outras) para reduzir perdas em aplicações e evitando adiantar parcelas ? Obrigado.

  69. Joe 10 de agosto de 2015 at 16:36 - Reply

    Para analisar fundos de investimento essa ferramenta é grátis e é muito boa! http://www.infofundos.com

  70. Carla 13 de agosto de 2015 at 10:02 - Reply

    Olá, Leandro!
    Obrigada por dividir seus conhecimentos. Minha situação: eu estava comum valor razoável na poupança, mas considerando o atual cenário/rendimentos resolvi investir em LCI/LCA e CDB, com prazos de 1 ano, pela Easynvent. Porém sou nova nesse tipo de investimento (renda fixa), ainda estou aprendendo, graças as pessoas como você que divide “o saber”. Estou fazendo aplicações em Instituições diferentes e pequenas, considerando que estas oferecem taxas com valores mais interessantes que as Instituições maiores. Gostaria de saber se seria interessante investir no título público Tesouro Selic? A partir de quantos % do CDI seria uma aplicação interessante tendo em vista uma queda nas ofertas? Seria mais seguro deixar uma porcentagem das aplicações em Instituições maiores, mesmo com taxas menores, considerando que o risco é menor? Obrigada!

    • Leandro Ávila 14 de agosto de 2015 at 10:14 - Reply

      Oi Carla. Os títulos do Tesouro são mais seguros que qualquer título privado (LCI, LCA, CDB, etc). Quando investimos é importante olhar a rentabilidade, mas também é fundamental avaliar a questão do risco. Rentabilidades maiores significam um prêmio para um risco maior. Por isto é interessante sim que você destine uma parte do seu investimento para um banco de grande porte ou deixe investido em títulos públicos. Essa parte terá uma rentabilidade um pouco menor em troca da segurança.

  71. Alessandro 13 de agosto de 2015 at 16:10 - Reply

    Possuo 100 mil reais para aplicar. Qual seria a melhor opção (mais seguro ou mais rentável)?

    Obrigado

    • Leandro Ávila 14 de agosto de 2015 at 10:02 - Reply

      Oi Alessandro. A melhor opção não depende dos produtos de investimento. Depende de quem é você e o que pretende fazer com esse dinheiro. Se você for um jovem de 25 anos de idade que pretende deixar esse dinheiro investido por no mínimo 10 anos, existem investimentos bons para esta finalidade. Já se você é um senhor de 70 anos e pretende usar estes 100 mil para complementar a sua renda o investimento que o jovem de 25 anos fez será péssimo para você. Por isto este tipo de pergunta é muito difícil de responder. A primeira coisa que todo mundo precisa aprender é sobre o risco de sair por ai perguntando o que fazer com o próprio dinheiro. No momento que você perguntar para a pessoa errada você terá problemas. Leia esse artigo para entender o risco que você corre.

  72. Gabriel Soares 13 de agosto de 2015 at 22:24 - Reply

    Prezado Leandro Ávila. Muito obrigado por ensinar com tamanha clareza! Você realmente tem noção do quão bem tem feito às milhares de pessoas que leem seus artigos? Acredito que não, acredito que possa imaginar, mas não tem a real dimensão. Quero uma informação confiável? Procuro sua fala. Parabéns! Como não poderia deixar de ser, tenho uma pergunta: por exemplo, estou em dúvida entre uma LCI e um CDB, Suponhamos que a LCI me paga 95% do CDI (resgate em 2 anos) e o CDB pague 110% do CDI (também 2 anos). Para calcular o que é mais vantajoso, basta eu subtrair 15% de IR do CDB e ver que as duas aplicações me darão o mesmo retorno? Ou seja, 95% ao final de 2 anos? Desculpe-me a ignorância. Forte abraço!

  73. marcos antonio ferreira 28 de setembro de 2015 at 12:29 - Reply

    Rendimentos das aplicações em fundos DI cobram IOF, não só IR.
    Não deveria constar IOF na planilha também?

    • Leandro Ávila 28 de setembro de 2015 at 12:31 - Reply

      Oi Marcos, IOF é somente para resgante antes de 30 dias. Isto também vale para qualquer aplicação de renda fixa. Na poupança não tem IOF já que você perde a rentabilidade do mês se sacar antes de 30 dias.

  74. Leonardo 30 de setembro de 2015 at 19:27 - Reply

    Meu caro Leandro,
    As apostas de investimentos em LCI em bancos que pagam 80% do CDI como o BB no período de 12 meses estou acreditando que vai ficar abaixo da inflação.
    Isto significa que Poupança, LCA e LCI estão por fora no momento, exceto caso sejam investidos em banco de médio porte onde alguns costuma pagar até 118% do CDI.

    • Leandro Ávila 1 de outubro de 2015 at 0:43 - Reply

      Oi Leonardo. A inflação está acima de 9%. Se ela continuar subindo e o Banco Central congelar a Taxa Selic, isto fará o CDI ficar no mesmo patamar e percentuais muito baixos do CDI em investimentos como LCI e LCA podem perder da inflação no futuro.

  75. Randolfo 3 de outubro de 2015 at 22:23 - Reply

    Leandro, não consigo baixar a planilha…. o link está funcionando?

  76. Angela 5 de outubro de 2015 at 2:01 - Reply

    Ando estudando finanças nos últimos meses e estou cada vez mais interessada no assunto. A esse respeito, vale destacar que os seus textos Leandro são os melhores, com uma linguagem objetiva e clara, além de bastante esclarecedora. Parabéns! Sorte nossa contarmos com sua ajuda.

    • Leandro Ávila 5 de outubro de 2015 at 8:54 - Reply

      Obrigado Angela. Parabéns por se interessar pelos seus investimentos. Isto vai fazer uma diferença grande no seu futuro.

  77. Mariana 13 de outubro de 2015 at 14:55 - Reply

    Leandro, parabéns pelo seu trabalho e, melhor ainda, pela disposição e paciência de responder cada pergunta.
    Ficou uma dúvida em relação à fórmula das taxas do Fundo DI. A que corresponde a multiplicação de 1,05 na fórmula?
    Obrigada!

    • Mariana 13 de outubro de 2015 at 15:04 - Reply

      Leandro, já encontrei a resposta em uma das perguntas feitas. Obrigada, novamente!

Leave A Comment

Share this

Compartilhe com um amigo