É possível viver de dividendos?


Sim, é possível viver de dividendos, mas existe uma questão que só você pode responder:

Com tudo que sei, com tudo que faço e com tudo que tenho, é possível viver de dividendos?

A resposta será “não” para a maioria das pessoas. Dessa forma, embora seja plenamente possível viver de dividendos, nem todos sabem, fazem e possuem o que é necessário para isso. Leia o artigo até o fim e você entenderá melhor sobre como esse sistema funciona.

Os dividendos são os lucros que as empresas distribuem para todos que compraram suas ações. O fato é que muitos já vivem de dividendos, mas talvez você ainda precise ser, fazer e ter tudo que essas pessoas são, fazem e têm para que também consiga um dia viver de dividendos. O mesmo vale para outras fontes de renda passiva, que é toda a renda que não depende do seu trabalho diário para ser gerada.

Tudo começa utilizando uma “fórmula” para descobrir quanto você deveria ter hoje para viver de dividendos ou de qualquer outra forma de renda gerada passivamente através do seu patrimônio investido.

Para aplicar a fórmula você precisa descobrir dois números que são muito pessoais:

  • Quanto você precisa ganhar por ano para pagar todas as suas contas?
  • Qual rentabilidade anual você é capaz de obter através dos seus investimentos?

Para exemplificar o artigo, vamos imaginar que você precise de R$ 5 mil por mês para pagar suas contas essenciais. Depois, caso queira, você poderá fazer o mesmo cálculo considerando seus luxos, caprichos, comodidades, prazeres e outros agregados que tornam a sua vida mais agradável.

Se você precisa de R$ 5 mil por mês, você depende de R$ 60.000,00 por ano para pagar suas contas básicas (12 x 5.000 = 60.000). Vamos imaginar que tudo que você sabe sobre investimentos permite obter uma rentabilidade de apenas 7% ao ano. Dividindo 7 por 100 teremos número 0,07.

Agora já podemos aplicar a fórmula dividindo a renda anual de 60.000 por 0,07 que representa a rentabilidade anual dos seus investimentos.

O resultado será R$ 60.000 / 0,07 = R$ 857.142,85

Neste exemplo, para viver de dividendos ou qualquer fonte de renda passiva, obtendo R$ 60 mil anuais ou R$ 5 mil mensais, você deverá acumular R$ 857.142,85 durante a vida. Fazendo esse dinheiro render 7% ao ano, você terá os R$ 60 mil que precisa. Imagine como se R$ 857.142,85 fosse o preço da “máquina” que irá trabalhar por você para gerar R$ 5 mil de renda mensalmente.

Agora refaça esse cálculo utilizando outras taxas, pois a sua rentabilidade depende do seu conhecimento sobre investimentos. Se você é totalmente leigo, algumas horas de estudo sobre alguns livros, podem resolver o seu problema (veja aqui).

Você também pode refazer o cálculo para obter uma renda maior no futuro. Se R$ 5 mil é insuficiente, refaça o cálculo utilizando valores maiores ou compatíveis com a sua realidade.

Vamos imaginar que você consiga fazer o seu dinheiro tender 10% ao ano. Dividindo 60.000 / 0,10 = R$ 600.000,00. Agora você só precisaria ter R$ 600 mil para conseguir gerar R$ 60 mil por ano ou R$ 5 mil por mês para viver através dessa renda.

Agora temos um grande problema que nos leva a uma outra pergunta:

Como acumular tanto dinheiro?

Nesse momento, na sua mente, existe uma voz irritada gritando: “Que loucura!!! Você já se mata de trabalhar e mal consegue pagar as suas contas! Não faz sentido todo esse sacrifício para juntar tanto dinheiro e depois morrer exausto, sem desfrutar o que é seu. Esqueça essa bobagem e vá procurar algo mais divertido no Youtube!”.

É isso que muitos leitores deste artigo já fizeram quando viram o número R$ 857.142,85.

Se você ainda está aqui, parabéns.

É verdade. Juntar todo esse dinheiro trabalhando é uma loucura, mas o que não contaram para você é que ninguém trabalha para juntar tanto dinheiro. São os outros que trabalham pelo seu dinheiro para que você possa juntar todo esse dinheiro. Parece confuso? Agora vamos entender como isso funciona.

A grande fonte geradora do dinheiro nesse mundo é o trabalho, mas não é você que precisa trabalhar para acumular muito dinheiro para viver de renda ou dividendos.

Se você já reserva uma parte do que ganha, através do seu trabalho, e faz investimentos, então você provavelmente está colocando o seu dinheiro em um dos dois tipos diferentes de investimentos que existem.

O primeiro tipo é o investimento onde você empresta o seu dinheiro para alguém. Esse alguém terá que trabalhar, ganhar dinheiro e entregar uma parte para você na forma de juros. Entre você e a pessoa disposta a trabalhar pelo seu dinheiro, existem os bancos. Quando um banco oferece poupança, CDB, LCI ou LCA, ele está pedindo o seu dinheiro emprestado para poder emprestá-lo para algum outro cliente disposto a trabalhar pelo seu dinheiro. Essa pessoa provavelmente vai comprar um carro financiado, uma casa ou vai adquirir algum outro bem através de um empréstimo usando o seu dinheiro. É claro que o banco fica com uma parte desses ganhos. Se você comparar as taxas que os grandes bancos pagam pelos investimentos que oferecem e as taxas que os bancos cobram das pessoas que precisam de empréstimos, você terá uma boa ideia sobre quem fica com a maior parte do dinheiro que o devedor irá pagar através de juros e taxas. Já quando você compra títulos públicos, você empresta o seu dinheiro para o governo que por sua vez vai pagar os juros tirando dinheiro do seu bolso, através dos impostos que você e outras pessoas pagam. No máximo, ao investir em títulos públicos, você só terá de volta uma parte de todo imposto que você já paga todo mês ao consumir qualquer coisa ou receber a sua renda.

O segundo tipo é o investimento onde você compra ações de uma empresa lucrativa ou compra algum bem que é capaz de gerar lucros. Dentro das empresas existem muitas pessoas trabalhando todos os dias para gerar lucros. Elas recebem bem menos do que os lucros que elas geram. Parte desses lucros são distribuídos entre todas as pessoas que possuem ações dessas empresas. Atualmente, qualquer pessoa pode se tornar acionista de grandes empresas comprando ações na Bolsa de Valores. Nunca foi tão fácil, barato e democrático ser dono de empresas que distribuem lucros. Os acionistas de uma empresa não precisam trabalhar para receber os lucros através dos dividendos, eles só precisam comprar as ações e esperar que o dinheiro dos dividendos e outros proventos caiam na sua conta. Mais uma vez, temos uma forma de fazer alguém trabalhar para que você acumule o patrimônio que precisa para viver de renda.

Por favor, tenta não fazer juízo de valor agora. Não importa se isso é bom ou ruim. Apenas entenda como as coisas funcionam.

Voltando ao exemplo dos bancos. Você poderia comprar ações desses grandes bancos e receber parte dos lucros que eles conseguem quando emprestam o seu dinheiro cobrando taxas e juros elevados. Você poderia se tornar sócio das grandes empresas de energia elétrica, que distribuem bilhões todos os anos na forma de dividendos para todos que possuem suas ações. Milhões de brasileiros, incluindo você, trabalham todos os dias para pagar conta de luz, água, tarifas e juros bancários. Quase todas as grandes empresas desses setores possuem ações na bolsa e distribuem dividendos todos os anos.

Muitos brasileiros passaram a vida toda gastando tudo que ganham comprando roupas, eletrodomésticos e eletrônicos. Os maiores varejistas do Brasil, que lucram vendendo esses produtos, possuem ações na bolsa e distribuem lucros através dos dividendos e outros proventos.

As pessoas também gastam boa parte do que ganham dentro de supermercados, restaurantes e bares. Grandes supermercados e grandes empresas que produzem alimentos e bebidas, também possuem ações na bolsa de valores e distribuem seus lucros aos acionistas.

Qualquer pessoa pode comprar ações de qualquer grande empresa na Bolsa. Tudo isso já foi bem mais difícil, complicado e burocrático quando a internet não existia. Hoje, o procedimento necessário para comprar uma ação é tão simples quanto o de comprar qualquer coisa na internet.

O único problema é que a Bolsa possui ações de mais de 300 empresas e nem todas são empresas lucrativas, nem todas estão crescendo e distribuindo lucros entre os seus acionistas. Existe muita empresa ruim no meio de algumas empresas boas. O desafio está no conhecimento necessário para escolher boas empresas para investir e depois monitorar os resultados dessas empresas. Não adianta achar que alguém vai sair por ai dizendo onde você deve investir o seu dinheiro. É você que precisa se preparar para fazer isso por você mesmo. Com a mesma facilidade que você pode se tornar sócio de uma empresa, você também pode deixar de ser sócio caso ela deixe de ser uma boa empresa para investir.

Já que falamos em bancos, aqui está a tabela de todos os dividendos e outros proventos que um grande banco privado do país, através da sua controladora, distribuiu entre seus os acionistas em 2018. A tabela mostra os ganhos para o exemplo de alguém que possui 1000 ações do banco.

Se você tivesse 1.000 ações da controladora desse banco durante o ano de 2018 teria recebido, líquido de impostos, R$ 1.001,89 de dividendos e juros sobre capital próprio (JCP).

Ganhar R$ 1.001,89 sem fazer nada, enquanto você dorme, parece muito bom. Alguém trabalhou todo dia para fazer esse banco gerar lucros. Alguém pagou juros, taxas e tarifas para esse banco lucrar. Alguém emprestou o dinheiro para o banco, recebendo juros muito baixos através da renda fixa, para que o banco emprestasse para outro cliente cobrando juros elevados.

Todo mundo nessa história trabalhou muito e gerou muitos lucros para o banco distribuir para todos os acionistas (do maior ao menor). Esse banco possui dezenas de milhões de clientes que geram os lucros para dezenas de milhares de acionistas.

A questão agora é: quanto custou comprar 1000 ações desse banco?

O preço das ações das empresas sofre variações a cada segundo. Os dividendos também sofrem variações. É por isso que chamamos os investimentos em ações de renda variável.

Você poderia ter comprado ações dessa ou de qualquer outra empresa pagando os mais variados preços. Quem compra ações com o objetivo de ganhar dividendos, passa a vida inteira comprando ações e na maioria das vezes usa os dividendos para comprar ações e não o dinheiro do próprio bolso. O gráfico logo abaixo mostra o preço da ação da controladora desse banco entre 2001 e 2019.

As pessoas que receberam R$ 1.001,89 do banco para cada 1000 ações que possuem, poderiam ter comprado essas ações no passado pelos mais variados preços. Algumas pagaram R$ 0,61 por ação, outros pagaram R$ 4,70, R$ 7,28 ou até mais de R$ 13. No longo prazo (décadas) o custo de aquisição das ações se torna insignificante, quando você investe em ações de empresas que crescem e distribuem lucros por muitas décadas.

Se o preço médio que uma determinada pessoa pagou ficou na casa dos R$ 7 por ação, ela teria adquirido as 1000 ações por um custo médio de R$ 7.000,00 e ao receber esses R$ 1.001,89 ela poderia considerar que fez os seus R$ 7.000,00 renderem 14,31% em 2018. Se outra pessoa tivesse adquirido essas 1000 ações por R$ 2.000,00 (por ter pago uma média de R$ 2 por ação) seu retorno em 2018, ao receber R$ 1.001,89, seria de 50,09%.

Dessa forma, esses R$ 1.001,89 pagos pelo banco em 2018, para todas as pessoas que tinham suas ações, representou uma rentabilidade diferente para cada investidor, pois cada pessoa comprou ações pagando preços diferentes.

Agora imagine se essas pessoas pegassem esses R$ 1.001,89 recebidos em 2018 e comprassem mais ações e repetissem isso durante vários anos. Logo elas teriam uma grande quantidade de ações que foram compradas utilizando os dividendos pagos pelo próprio banco, fruto dos lucros gerados pelo trabalho dos funcionários e clientes do banco.

Tudo isso é pago pelas pessoas que trabalham para pagar taxas bancárias e juros por empréstimos e financiamentos. Se essas pessoas utilizarem esses empréstimos para comprar eletrodomésticos, imóveis, roupas, bebidas, viagens e tudo que o mundo do consumo oferece, elas provavelmente vão gerar lucros para diversas outras empresas que também possuem ações negociadas na bolsa. Muitas dessas empresas também distribuem lucros para todos que possuem ações.

Talvez aqui esteja a grande diferença entre as pessoas que enriquecem e as pessoas que empobrecem com o passar do tempo.

  • As pessoas passam a vida trabalhando por um salário fixo gerando lucros para os acionistas das empresas onde trabalham.
  • Quando recebem o salário, gastam tudo no consumo gerando lucros para os acionistas de outras empresas que produzem e vendem produtos e serviços.
  • Quando gastam tudo que ganham, buscam dinheiro emprestado gerando lucros para os acionistas dos bancos e investidores de renda fixa desses bancos.
  • Agora que estão endividadas, elas precisam trabalhar ainda mais permitindo que os acionistas de todas essas empresas possam trabalhar cada vez menos.

As pessoas que enriquecem não precisam trabalhar cada vez mais, pois quando investem o dinheiro que possuem, alguém do outro lado estará disposto a trabalhar mais por esse dinheiro para pagar juros, lucros, dividendos e outras fontes de renda passiva.

As pessoas que enriquecem ganham juros dos bancos. As que empobrecem pagam juros aos bancos.
As pessoas que enriquecem recebem lucros das empresas. As pessoas que empobrecem geram os lucros das empresas.

Você nunca verá nada sobre isso sendo ensinado nas escolas, nos programas da televisão ou nos canais engraçados do Youtube que falam sobre investimentos.

Tudo isso funciona melhor quando a maioria fica trabalhando para pagar juros e gerar os lucros que as empresas e os bancos distribuem entre os acionistas. Quanto mais distrações, diversões e bobagens, mais as pessoas ficam anestesiadas enquanto fazem todo o sistema funcionar.

Se você chegou no final do artigo e entendeu como o sistema funciona, parabéns. É importante entender como as coisas funcionam e escolher onde você vai ficar no meio disso.

No dia 01 de maio, feriado onde as pessoas não trabalham para comemorar o dia do trabalho, será o lançamento do meu novo livro sobre como investir na Bolsa através da análise dos fundamentos das empresas. Minha sugestão é que você comemore o dia do trabalho fazendo alguma coisa para que você possa mudar de lado nesse jogo. Gostando ou não do sistema, o sistema vai continuar funcionando como sempre funcionou e você obrigatoriamente estará dentro dele, pois não temos como fugir.

Você pode se tornar sócio de grandes empresas e ter o direito de receber os dividendos que elas distribuem frequentemente entre os seus acionistas ou pode ignorar tudo isso e continuar do lado onde todos estão.

Querendo ou não, você já está fazendo parte desse jogo. Está trabalhando todos os dias, está pagando contas, pagando juros, deixando o seu dinheiro nos bancos rendendo muito pouco. Você gera o lucro do sistema, mas não participa da distribuição dos lucros. Trabalhador, consumidor e pagador de impostos você já é. Agora falta aprender sobre como se tornar sócio das melhores empresas da bolsa que lucram e distribuem esses lucros todos os anos entre os seus acionistas.

Se não é possível viver fora do sistema, que pelo menos você seja sócio dele.

Obs: como educador, a única recomendação de investimento que faço é o investimento na sua educação. Todos os exemplos servem apenas para ilustrar e tornar o conteúdo didático.

Leitura recomendada: lista de livros sobre investimentos.

Receba um e-mail quando novos artigos forem publicados, inscreva-se no Clube dos Poupadores. Ative as notificações no seu navegador clicando aqui ou no sino vermelho no canto inferior direito desta página

Sobre o Autor:

Leandro Ávila é educador financeiro formado em administração de empresas e especializado em investimentos. Por acreditar que a educação financeira pode transformar vidas, criou o Clube dos Poupadores para compartilhar seus artigos e livros sobre Independência FinanceiraInvestimentos em Ações por Análise Fundamentalistapor Análise Técnica, Investimentos em Títulos PúblicosInvestimentos em CDB, LCI e LCA, e em Imóveis.
newest oldest
Alcides
Visitante
Alcides

Professor, mais uma vez o sr. da show de conhecimento e direcionamento, muito obrigado, com certeza vou gostar muito do livro
Abraços

Mônica
Visitante
Mônica

B dia, Leandro. Você pretende editar seus livros tb no meio físico? Seria uma boa, pois o meio digital, embora prático, é muito cansativo à visão. Fica a dica.
Obga pelos bons artigos.

Sebastian
Visitante
Sebastian

Mônica, boa tarde! Eu resolvi esse problema comprando um Kindle, não cansa a visão e é muito prático!

Armando
Visitante
Armando

Oba Leandro com certeza no dia primeiro de maio farei a compra do seu livro. Parabéns por mais esse lançamento. Excelente artigo acima. Conteúdo de valor. E graças aos seus ensinamentos eu melhorei muito, mas muito mesmo a minha vida financeira.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Parabéns por mais um excelente artigo. Seus livros e artigos são algumas das poucas fontes de aprendizado sobre investimentos e finanças isentas que encontramos na internet, além de serem didáticos e acessíveis, obrigado.
Alguma possibilidade ou previsão de escrever sobre ETFs?

Demetrio
Visitante
Demetrio

Fantástico!!! (como sempre!)

Márcio
Visitante
Márcio

Parabéns, Leandro.
Pelo artigo e pelo livro que será lançado.
Esse comprarei, análise fundamentalista!

Eduardo
Visitante
Eduardo

Boa tarde professor !
Como adquirir seu livro ? qual será o valor ?
Acredito que esse seja o livro que esteja procurando. Meu foco é investir em ações para longo prazo (20 anos) com ~R$ 300,00 / mês

Att
Eduardo

Alexandre
Visitante
Alexandre

Excelente artigo, como sempre. Direto ao ponto. Parabéns pelo novo livro e sucesso sempre!

angelo
Visitante
angelo

Parabéns e obrigado pelo artigo Leandro. Ansioso pelo lançamento do teu livro. Vibrei e ri muito quando li: “Se você ainda está aqui, parabéns.” Eu ainda estava! rsrsrs Um abraço, sucesso!

Lucas Magalhães
Visitante
Lucas Magalhães

Leandro, mais um artigo enriquecedor. O link do clubedospoupadores já está nos favoritos do meu navegador! Seus livros você disponibiliza apenas em formato e-book ou também vem o impresso via postal? Dia 01 de maio quero ser o primeiro a adquirir a análise fundamentalista, estava aguardando por ele! Abraços e continua nos dando essa força tirando as vendas dos nossos olhos!! Como se diz aqui na Bahia: O SISTEMA É BRUTO PAI!

Adrimar
Visitante
Adrimar

Muito elucidativo o artigo. Só faltou falar que o dinheiro recebido das ações são descontados do preço delas. Claro que se a pessoa não tem intenção de vender as ações, isso não faz muita diferença, mas no balanço patrimonial, o pagamento de dividendos não aumenta, nem diminui seu valor.

Lucas Soliguetti
Visitante
Lucas Soliguetti

Depois de o ebook de análise técnica ter me ajudado muito a perder meu receio de investir em renda variável, certamente comprarei esse da análise financeira também. A propósito, gostaria de deixar como sugestão um artigo no site sobre ETFs. Estou muito interessado em algumas, mas não sei até que ponto vale a pena, até por causa da não isenção do IR em quantias menores. Ao mesmo tempo, o fato de ter uma carteira variada em apenas uma ETF parece interessante. Adoraria ver um artigo seu mais aprofundado sobre esse assunto. Muito obrigado pelo excelente trabalho!

Heric
Visitante
Heric

Obrigado por sempre compartilhar seu conhecimento, de forma clara e objetiva. Somos realmente privilegiados em ter acesso aos ricos conteúdos educacionais que você publica. Continue! Sempre! Muito obrigado. Abraço!

Marcello Moreira
Visitante
Marcello Moreira

Nota 1.000 a cada artigo que você escreve Leandro.

Finalizei recentemente a leitura do livro Independência Financeira, e essa semana fiz a aquisição do livro sobre “Títulos Públicos”. Estou seguindo a sua orientação e fazendo o meu aprendizado de forma gradativa, começando primeiro com os investimentos de Renta Fixa/Títulos Públicos, para em seguida, me especializar em Renda Variável.

O melhor de tudo ao ler os seus Livros/Artigos, é poder aplicar o conhecimento teórico ao conhecimento Prático!

Parabéns pelo lançamento de mais um livro! De fato, você merece muito sucesso!!!

Mauriciov.
Visitante
Mauriciov.

Leandro, sou seu fã, já a muito tempo. Acompanho seu trabalho de perto, desta vez fiquei maravilhado com essa matéria, só veio a me confirmar tudo que aprendi contigo nesta jornada. De coração, muiiito obrigado!!!!

Adriano Wagner
Visitante
Adriano Wagner

Querido Leandro.
O artigo venho na hora certa.
Já escrevi um comentário pra você sobre eu ter influenciado minha família a investir em ações e agora esse artigo vem pra sustentar ainda mais a minha visão sobre ações

Mais um comprador do livro rs

Abs

Bruno
Visitante
Bruno

Ótimo texto, Leandro.
E esses rumores sobre o início da taxação de dividendos? Acredito que isso prejudicará, e muito, todos que investem ou pretendem investir em ações de forma fundamentalista.

Giancarlo Fernandes
Visitante
Giancarlo Fernandes

Parabéns pelo lançamento do novo livro!Formato único e,nesse preço, sem equivalente de qualidade na internet.O custo benefício dos seus livros é muito melhor que a grande maioria dos vídeos desses canais de finanças badalados no youtube. Alguns são bons, mas a maioria é bem superficial. As pessoas acham que os vídeos no youtube são gratuitos mas esquecem do enorme tempo gasto assistindo vídeos genéricos e sem muito aprofundamento. Se metade desse tempo fosse gasto em conteúdo mais compactado, organizado e aprofundado (como o dos seus ebooks) o aprendizado seria bem maior e com melhor custo/ben

Frederico
Visitante
Frederico

Excepcional! Parabéns Leandro! Você tem me ajudado muito! Obrigado!

Julio Costa
Visitante
Julio Costa

Muito bons teus exemplos e a maneira que VC coloca para que leigos entendam.
Se as pessoas pegarem teus exemplos e colocarem no papel*, como dizia meu pai, elas terão uma ótima ferramenta para mudar seu comportamento com relação a consumo e poupança.
*Hoje planilha eletrônica, vulgo Excel e outros.

Ralph
Visitante
Ralph

Leandro no seu livro não será necessário assinar a plataforma do Guiainvest para poder investir com base nos fundamentos das empresas?

Gilmar Passos
Visitante
Gilmar Passos

Um artigo como esse deveria ser de leitura obrigatória, como uma lei mesmo para todos brasileiros de qualquer idade. Como seria diferente o futuro dessas pessoas. Como somos privilegiados por ter esse conhecimento. Obrigo Leandro por tanto aprendizado.

Tiago
Visitante
Tiago

Como sempre, ótimo artigo Leandro, parabéns e obrigado. Você conhece algum site ou blog onde posso me informar sobre as perspectivas setoriais? Por exemplo, algum lugar que fale sobre a tendência de crescimento ou não dos setores no mercado brasileiro. Isso ajudaria a filtrar quais ações comprar pensando no longo prazo. Gostaria que me esclarecesse o seguinte comentário feito por um leitor: “O dinheiro recebido das ações é descontado do preço delas”. Como assim? Significa que se tenho R$ 1000 em ações, recebo R$100 em dividendos e não reinvisto esses dividendos, passarei a ter R$ 900 em ações?

Mari Estudiosa
Visitante
Mari Estudiosa

Acho sua escrita mais didática e envolvente que a dos demais educadores financeiros. Muito bom o seu artigo! O que você tem a dizer sobre a notícia recente de que o Governo vai começar a tributar exatamente os investimentos que falam o seu artigo? É para desanimar um pouco caso se concretize, pois além de ser investimento de risco maior, ainda seremos tributados.

Paulo
Visitante
Paulo

Mais uma vez, um artigo magistral. Parabéns Leandro por compartilhar tanto conhecimento. Aprendi muito com você nos últimos dois anos e evolui muito como investidor. Tenho ações da holding desse banco aí que você mencionou e a sensação quando cai os dividendos na minha conta da corretora é muito boa. Abraço e muito obrigado por me fazer um investidor melhor.

Valter
Visitante
Valter

Parabéns Leandro, mais uma vez um artigo sensacional que explica de forma simples para que todos possam entender.
Tenho tentado passar um pouco de conhecimento para as pessoas, mas percebo que poucas se interessam pelo assunto, e as que se interessam, quando falo que o primeiro passo é estudar, ler livros, consumir conteúdos de qualidade, a maioria desanima. Bolsa de valores ainda é tabu para maioria, todos tem a visão que bolsa é cassino, que basicamente é analisar gráficos e comprar e vender a todo momento, pessoas com alto grau de escolaridade são totalmente leigas neste assunto.

ALEXANDRE ZAIA
Visitante
ALEXANDRE ZAIA

Parabéns pelo conteúdo. Temos muito material de graça na internet, mas com pouco conteúdo.
Tb acredito no investimento em estudo e no longo prazo. Educação Financeira é libertação.

Adenes
Visitante
Adenes

Ainda lembro dos meus primeiros dividendos que cairam na conta da corretora, eram dessa mesma controlodora do artigo. Simbolicamente os gastei, foram suficientes para comprar um sanduíche do subway (de 15cm haha). De lá pra ca sempre os reinvesti, jutamente com os dividendos das demais empresas da minha carteira.

Hoje o valor que recebo mensalmente é o suficiente para pagar aluguel (não tenho intensão de adquirir esse passivo que chamam de casa própria), condomínio e gasolina do mês. Porém não uso esse dinheiro para esse fim, e sim para comprar mais ações.
(Continua)

Adenes
Visitante
Adenes

Acredito que esse seja o caminho mais rápido para a independência financeira.

Como professor, falo muito sobre educação financeira em sala, infelizmente quando se explica como o sistema funciona, as pessoas ficam meio inertes, e enxergam o montante necessário para viverem de renda, como algo impossível de se atingir.

Cabe a cada um de nós escolher ser credor ou tomador.

Rogerio Silva
Visitante
Rogerio Silva

Como sempre, um ótimo artigo! Parabéns, Leandro! Abraço.

bruno césar
Visitante
bruno césar

Excelente texto. Mais um né.
Sou muito grato a você Leandro, aprendi muito e continuo aprendendo com você.

Antonio
Visitante
Antonio

Olá Leandro,
Parabéns pelo seu artigo. Ótimo como sempre!!
Quanto ao livro de Investimentos na Bolsa, certamente será mais um que eu adicionarei na minha coleção (que já é composta por todos os seus livros – já comprei todos e RECOMENDO, assim como o curso Resistência que também adquiri) Abraços…

Raphael
Visitante
Raphael

Duras palavras as que você disse, mas que precisam ser ditas.
Mais pessoas precisam saber como fugir das armadilhas do consumismo e das recompensas imediatas que o nosso sistema tem a oferecer e levar uma vida mais confortável, de forma consciente e proativa.

Lucas
Visitante
Lucas

Muito bom seu conteúdo Leandro! conheci o site a poucos minutos e já salvei nos Favs <3

Alexsandro Silva Santana
Visitante
Alexsandro Silva Santana

Exatamente isso, como o autor do livro: Pai rico, Pai pobre – Robert Kiyosaky diz: as pessoas vivem todos os dias em uma corrida dos ratos. A educação financeira ajuda as pessoas a sair dessa corrida e começa uma nova trajetória, fazer o dinheiro trabalhar para nós.

Genisson Souza de Jesus
Visitante
Genisson Souza de Jesus

Olá Leandro.

Como sempre, um ótimo artigo! Escrito de forma bastante explicativa e nos faz sim, refletir sobre nossas atitudes.Já adquiri basicamente todos os seus materiais.E esse lançamento, sem dúvida, era o que aguardava com uma certa expectativa.

Mais uma vez parabéns pelo texto.

RAFAEL MARTINS
Visitante
RAFAEL MARTINS

Parabéns pelo seu trabalho e atitude de colaborar tanto pra expandir o conhecimento sobre finanças e investimentos. Comecei a investir a 3 anos atrás, em renda fixa e aprendi muito aqui e com certeza aprendi mais ainda investindo efetivamente e buscando cada vez mais entender sobre as possibilidades. Mês passado iniciei na bolsa, estou bem satisfeito, como já tive alguns fundos de renda variável estou com o sangue mais frio pra oscilações da bolsa rs e é aquilo, só me arrependo de não ter começado antes mas tranquilo, hoje ainda é “cedo”.
Aguardando o livro.

Novamente, parabéns ao trabalho.

Moacyr Pires
Visitante
Moacyr Pires

Boa noite, passei a vida toda investindo em Poupança, em MAR/15 lendo um artigo seu de Renda Fixa e investindo em leituras do assunto, comecei investir em TD, meu primeiro investimento foi R$100,00 com medo,o título rendeu muito mais que Poupança,que CDI,então diversifiquei, CDB,LC,LCI e LCA, não pago tarifa bancária,conta digital,em SET/17,comecei aplicar em ações,apanhei,mas hoje ganho algum dindin,média 8% a 9% em cada aplicação de 2 meses,tenho carteira de dividendos,da empresa do seu exemplo, com mais de 1000 ações,portanto rendendo +R$1.000,00 ano

Adavilson
Visitante
Adavilson

Muito bom. Artigo objetivo é esclarecedor

Sandro
Visitante
Sandro

Excelente artigo, Leandro. Parabéns.

Fábio
Visitante
Fábio

Top! Parabéns!

AFDM
Visitante
AFDM

Mais um excelente artigo Leandro.

Como nunca comprei algum livro digital (apenas fisicos) tenho duas duvidas, assim:
Mesmo estando em um outro Pais e usando cartao de credito tambem de outro Pais eh possivel comprar o seu livro por ser digital certo??
Para a compra de seu livro sera necessario baixar algum programa especifico ou recebo apenas um email com o link para um pdf??

Obrigado, e continue sempre o seu excelente trabalho!!

Sandra
Visitante
Sandra

Parabéns Leandro!!! Seus livros são muito bons. Já adquirir alguns dele e gostei muito da didática. Recomendo aos amigos interessados a aprender sobre investimentos.

GERFESON DOS SANTOS ARAUJO
Visitante
GERFESON DOS SANTOS ARAUJO

Espetacular conteúdo, quem dera eu ter acordado antes kkk, mas ainda dar tempo obrigado!

Claudio
Visitante
Claudio

Leandro no caso demonstrado se você retirar 5.000 reais todos os meses, sua retirada não vai ser corrigida pela inflação… depois de algum tempo não mais vai conseguir pagar suas despesas… Conclusão, para viver de renda o valor acumulado tem de ser muito maior .

Athos
Visitante
Athos

Leandro Ávila obrigado pela matéria, o senhor me ajudou muito com esse artigo, cadastrei o meu e-mail para ler mais sobre investimentos.

Marcelo cruz
Visitante
Marcelo cruz

Muito bom

Cláudio Aragão Henarez
Visitante
Cláudio Aragão Henarez

Leandro,

Gostaria de Parabeniza-lo pela impressionante didática que está contida em seu artigo, tornando-o de fácil compreensão, as explicações são simples e eficazes e como foi dito ninguém tem o interesse de difundir esses ensinamentos. Achei o artigo sensacional.

DANLEI ALVARENGA DE OLIVEIRA
Visitante
DANLEI ALVARENGA DE OLIVEIRA

Esse texto foi um ápice de seus artigos, muito bom, demais.

Cássio
Visitante
Cássio

Que artigo sensacional!!! Uma leitura leve, porém muito mais muito educativa!! Só tenho a agradecer por essa oportunidade!!

Junte-se aos nossos leitores
Inscreva-se
Seja o primeiro a receber novos artigo no seu e-mail:
Experimente, é grátis e você pode cancelar a inscrição a qualquer momento.
close-link

Compartilhe com um amigo