Não importam os meios. O que importa são os resultados. Esta é a filosofia adotada por muitas empresas. Mentir e omitir informações são condutas aceitas por várias empresas quando o objetivo é obter o maior lucro possível.

Esta ética de resultado também é chamada de consequencialismo moral. Funciona da seguinte forma: O valor de uma conduta não se encontra na conduta, mas nos seus resultados ou nas suas consequências. Para avaliar se a conduta da empresa ou dos seus funcionários é boa, basta ver se os resultados pretendidos foram alcançados. Se o resultado for bom, a conduta foi boa.

Esta maneira de pensar gera muitos problemas para você, para mim e para toda sociedade. O foco no resultado cria estímulos para que todo sistema trabalhe com base na mentira e na omissão de informações para aumentar as vendas.

Até prejudicar o cliente é válido, desde que o cliente seja incapaz de perceber que foi prejudicado. A desinformação de quem compra e a omissão de quem vende incapacita o cliente de perceber a verdade. Sem a verdade não é possível fazer boas escolhas na hora de comprar.

Os economistas chamam isto de assimetria da informação. Significa que uma das partes tem mais informações que a outra em uma negociação. A melhor informada leva vantagem sobre a outra menos informada.

Não é a toa que diante de uma decisão de compra, a preocupação da maioria das pessoas é tentar perceber se o prometido será cumprido. Se as características do produto são verdadeiras e se não existe alguma pegadinha. O comprador desconfiado ou bem informado é um transtorno para o vendedor que está mais preocupado com a venda do que com o cliente.

Recentemente escrevi um artigo mostrando as verdades que as montadoras de veículos escondem em promoções que prometem financiamento com taxa zero, leia aqui. Eu também sou um crítico de construtoras, incorporadoras e imobiliárias que omitem informações dos clientes, tenho um livro digital (e-book) que ensina como comprar imóveis na planta sem ser enganado. Também sou crítico de planos de previdência privada que cobram taxas elevadas e oferecem baixa rentabilidade que são largamente oferecidos para a população mais leiga por funcionários de bancos treinados para bater metas.

Leia também:  Figurinhas da copa e o seu dinheiro

Aqui no Clube dos Poupadores existem muitos artigos com o objetivo de educar as pessoas para que não façam escolhas de consumo e investimento erradas. Estes erros costumam ser provocados pela comunicação tendenciosa durante a divulgação dos produtos e no processo de venda. Assista esta rápida aula do Prof. Clóvis, você vai entender a origem do problema.


No vídeo acima você vai entender que o Sistema estimula os profissionais de venda, marketing e publicidade a omitirem e mentirem para os consumidores para que os objetivos da empresa sejam atingidos. O vendedor que vende mais, independente da forma como a venda é feita, recebe as maiores bonificações e reconhecimento.

Existem empresas que além de estimular esta conduta oferecem treinamentos para que seus funcionários aprendam a mentir e omitir com excelência. Isto significa enganar o consumidor sem que ele perceba que está sendo enganado. As vezes a coisa é tão bem feita que além de ser enganado o consumidor ajuda a empresa a enganar mais pessoas sem perceber que está fazendo isto.

Entre em qualquer loja de roupa, vista a roupa mais feia, escolha o tamanho incompatível com o seu corpo e use combinações de cores e estilos estranhos. Pergunte para a vendedora ou vendedor se a roupa ficou boa em você. Provavelmente o foco no resultado vai induzir o(a) funcionário(a) a faltar com a verdade.

É por isto que você precisa prestar atenção nos interesses das pessoas antes de pedir uma opinião. O funcionário da loja de roupa está mais interessado em vender do que ver você bonita ou bonito. Se você entrar no salão de beleza e perguntar para o funcionário se o seu cabelo precisa do tratamento X ou do produto Y, é claro que ele indicará todo tipo de produto e serviço do salão com foco no resultado financeiro.

Se você perguntar para o gerente do banco qual é o melhor investimento, mesmo que ele conheça investimentos melhores em outros bancos, é evidente que ele só indicará os produtos do banco onde trabalha. Provavelmente ele seria demitido se fosse visto indicando produtos de outros bancos.

Leia também:  Coisas não te fazem ser rico. Dinheiro é que faz.

Dentro da área de saúde existem casos de maus profissionais que indicam medicamentos e tratamentos específicos pensando em prêmios, bonificações e comissões oferecidos por comércios, indústrias e prestadores de serviços de saúde.

Quem se recusa a focar no resultado acaba sendo demitido pelas empresas. Veja um exemplo. Empregados que geram poucos resultados são convidados a sair ou dificilmente são promovidos. São raras as empresas que treinam seus funcionários para gerar resultados com foco na ética.

Você que é consumidor, quando for negociar com o vendedor da loja, corretor de imóveis, corretor de seguros, gerente do seu banco ou qualquer pessoa interessada em vender alguma coisa, fique atento para saber diferenciar o bom do mau profissional. O bom profissional está preocupado com a satisfação do cliente, sem pegadinhas, sem mentiras e sem omissões. Boas vendas deveriam ser a consequência de um relacionamento de confiança com os clientes.

Quanto mais caro é o produto que você deseja comprar, mais treinados e preparados são os vendedores. Vendedores que se comprometem só com os resultados são treinados pelas empresas para eliminar toda e qualquer objeção de vendas, fazendo você comprar até o que não quer. Existem empresas que treinam seus vendedores para utilizarem técnicas de hipnose, neurolinguística, psicologia de vendas, persuasão, etc. Os consumidores despreparados podem ter suas vontades e desejos facilmente manipulados sem perceber.

Como os meios de comunicação (televisão, rádio, revistas, jornais, internet) dependem das verbas publicitárias das empresas, o circulo se fecha: 1) A população sustenta as empresas; 2) As empresas sustentam os meios de comunicação; 3) Os meios de comunicação controlam a população. Todo esse sistema funciona focado só nos resultados.

Quando você eleva seu nível de consciência sobre esta realidade, passa a se comportar de maneira diferente diante dos apelos da mídia e das empresas. Isto faz muita diferença na sua vida financeira. As pessoas precisam ampliar a visão que possuem do mundo em que estão inseridas. Precisam entender o que move as pessoas e as empresas para que possa se enxergar nesse contexto. Compartilhe tudo isto com seus amigos.