Você já refletiu sobre como anda a educação financeira dos seus filhos? Você deve aproveitar datas comemorativas como Dia das Crianças e Natal para falar sobre dinheiro com seus filhos. É neste momento que as questões e os conflitos relacionados ao consumo surgem. A forma como cada família educa seus filhos, com relação ao dinheiro, reflete no tipo de sociedade que teremos no futuro. A família possui uma grande responsabilidade, embora não perceba isso claramente.

Algumas coisas que você precisa ensinar para seus filhos:

Como se ganha dinheiro:

Você precisa dizer para o seu filho de onde vem o dinheiro e como as pessoas ganham dinheiro. Normalmente os pais evitam falar com os filhos sobre suas atividades profissionais. Não explicam o tempo e o esforço que precisam fazer para conseguir o dinheiro que possuem. As crianças crescem acreditando que dinheiro nasce em árvore. Nos dias de hoje, elas acreditam que o cartão de crédito é um pedaço de plástico mágico. Basta colocar na máquina e apertar alguns botões que o vendedor da loja deixa você levar o que quiser para casa. Basta colocar o plástico naquele computador grande para que ele entregue dinheiro novinho para você.

Você precisa mostrar urgentemente para seus filhos que o dinheiro é um meio de troca, uma forma que as pessoas encontraram para trocar trabalho e objetos que elas criam ou retiram da natureza. O dinheiro mede a quantidade de esforço e trabalho necessário para gerar algum benefício para alguém. Normalmente, todo trabalho que as pessoas fazem tem como objetivo poupar o trabalho e o tempo de outras pessoas. O dinheiro força a colaboração entre as pessoas, mesmo que elas só estejam preocupadas com si mesmas. A criança precisa entender que o dinheiro é uma consequência de um trabalho bem feito. Primeiro vem o trabalho e depois vem o dinheiro como consequência.

Mostre exemplos de pessoas que trabalham para melhorar a vida da criança e da sua família, e que por isto, recebem dinheiro em troca. A escola onde a criança estuda só existe porque um dia alguém resolveu construir uma escola. Os professores trabalham na escola e são remunerados por isto. O mesmo acontece com na padaria, farmácia, restaurante, shopping, hospital, etc.

Não gosto de fazer propaganda de banco, mas esse vídeo que o Itaú fez merece ser visto. Eles criaram 3 vídeos sobre educação financeira infantil. No primeiro vídeo, perguntam para as crianças de onde vem o dinheiro (vídeo 1). No segundo vídeo eles levam as crianças para uma fazenda para mostrar que dinheiro não nasce em árvore, dinheiro nasce do trabalho (vídeo 2). O último vídeo, mostram que as coisas que as crianças desejam podem ser conquistadas através do próprio esforço (vídeo 3). Felizmente não fizeram o quarto vídeo mostrando que elas podem fazer empréstimos para comprar tudo que desejam agora, fazendo dívidas e trabalhando dobrado para pagar juros e taxas. Isso as pessoas acabam fazendo na vida adulta, movidas pelo imediatismo e consumismo.

Aproveite para mostrar como é importante o papel do empreendedor. Mostre que são estas pessoas que tornam o bairro onde vocês moram um lugar bom para viver. Quanto melhores são os negócios destes empreendedores, mais empregos e mais qualidade de vida é gerado para quem mora na redondeza. É muito interessante motivar seus filhos a sentirem o desejo de empreender. É assim que vão contribuir uma sociedade melhor. O Brasil precisa de mais empreendedores.

Evite dar dinheiro para seu filho sem pedir que ele realize uma tarefa ou um pequeno trabalho em troca. É importante mostrar que o dinheiro está diretamente relacionado com o merecimento. Isto evitará que o seu filho se torne um adulto como estes que foram mostrados nessa reportagem vergonhosa: (assista a reportagem).

Ganha dinheiro quem faz por merecer. Já escrevi um artigo aqui sobre a mesada educativa.  Mostrei que você pode condicionar a mesada a um determinado desempenho, cumprimento de regras e execução de tarefas. A grande verdade é que no mundo do trabalho, ganhar ou não ganhar dinheiro vai depender do desempenho profissional de cada um.

É importante não confundir isso com castigo ou prêmio. Estamos falando de merecimento. Cortar a mesada do filho como castigo ou dar dinheiro para seu filho como prêmio, por ele ter tirado boas notas, não é o caminho. O correto é trabalhar a ideia de merecimento e não de castigo ou prêmio. Quem colabora, quem se dedica e se esforça, merece.

Mostre para o seu filho que existe uma diferença entre o seu dinheiro e o dinheiro dele. O seu bolso não é o bolso do seu filho. Existem crianças que acreditam que o dinheiro dos país é dinheiro delas e que o pai e a mãe são obrigados a gastar o dinheiro que possuem com os desejos de consumo dos filhos. A coisa não deve funcionar desta forma. Isso pode acabar confundindo a cabeça da criança.

Os pais não têm nenhuma obrigação de gastar de maneira irresponsável para comprar supérfluos e satisfazer desejos de consumo dos filhos. Neste caso, é mais importante dizer não do que sim. É importante que o seu filho aprenda a lidar com a frustração de não poder comprar tudo que deseja. Se ele aprender a fazer isto quando for pequeno, terá menos problemas na vida adulta. Muitas vezes as pessoas que possuem comportamento criminoso são justamente aquelas que não toleram a frustração de serem obrigadas a viver com o dinheiro que conseguem através do trabalho honesto.

Observe que isto não tem nenhuma relação com classes sociais e o nível de educação das pessoas. Observe a quantidade de políticos, empresários e profissionais altamente qualificados que estão envolvidos nos escândalos de corrupção investigados pela Polícia Federal. É importante que seu filho se frustre e controle essa frustração diante da impossibilidade de ter tudo que deseja. É importante que ele entenda que os atalhos (fora da legalidade) não devem ser utilizados. Ele deve entender que o único caminho para conquistar as coisas que deseja é o trabalho honesto.

Veja o caso desse adolescente que declara roubar por prazer nesta reportagem. Assista o vídeo da reportagem e você verá que a mãe pretende resolver o comportamento criminoso do filho prometendo uma bicicleta e um celular novo, caso a criança pare de roubar as pessoas na praia. (assista o vídeo e leia a reportagem antes de continuar).

Infelizmente, até os problemas de criminalidade estão direta ou indiretamente relacionados com a falta de educação financeira dentro das famílias. Na reportagem, você verá que o pai da criança costumava satisfazer os desejos do filho comprando roupas de marca, celulares e vídeo-games de última geração. Provavelmente este pai acreditava que estava fazendo o melhor para o filho, quando na verdade, estava cometendo um grave erro. Uma criança que acredita que tudo isso vem fácil, vai procurar meios de obter aquilo que deseja através de caminhos fáceis. Isso também vale para os filhos da classe média que um dia se tornarão políticos, empresários e profissionais corruptos envolvidos em escândalos de corrupção e desvio de dinheiro público.

Aqui temos outro vídeo onde um jovem, dentro de uma comunidade do Rio de Janeiro, dá um alerta bem-humorado para outros jovens da comunidade que não entenderam ainda o valor do dinheiro, do trabalho honesto e do empreendedorismo.


Como gastar dinheiro:

Depois de aprender que cada R$ 1,00 é fruto de tempo e de trabalho, fica mais fácil lidar com as escolhas relacionadas ao consumo. Por isto é importante que o seu filho só tenha acesso ao dinheiro por merecimento. Ele não pode acreditar que os pais são uma fonte inesgotável de dinheiro. Já escrevi um artigo mostrando a triste situação de muitos pais que estão sustentando seus filhos adultos, muitas vezes estão comprometendo a própria aposentadoria.

Se você permitir que o seu filho tenha uma quantidade limitada de dinheiro, isto vai força-lo a fazer escolhas mais inteligentes. Quando você satisfaz todos os desejos do seu filho, você tira dele uma coisa preciosa que é o desejo de conquistar pelo próprio esforço.

Mostre para os seus filhos que os nossos desejos de consumo são infinitos e que as empresas fazem de tudo para implantar cada vez mais desejos na nossa cabeça. É provável que nem mesmo você entenda como as ações de publicidade acabam interferindo na educação dos seus filhos. Fica difícil orientar as crianças se quem precisa de orientação sobre o consumo é você.

Segue aqui um documentário que todo pai e mãe deveria assistir. As crianças maiores também deveriam assistir.


Como Poupar Dinheiro:

É muito importante que o seu filho entenda que uma moeda de R$ 1 hoje, pode não ser muito, mas se ele tiver paciência e conseguir poupar 100 moedas de R$ 1 poderá realizar um pequeno desejo, muito melhor do que aquele que poderia ser realizado com apenas R$ 1. Você só precisa ter o cuidado de mostrar que toda poupança precisa ser justificada com um objetivo.

Dinheiro é um meio e não um fim. Cuidado para não transformar seu filho naquela pessoa que poupa só por poupar, que junta dinheiro como fim e não como meio de atingir objetivos na vida. São extremos que devem ser evitados. O adulto que trata o dinheiro com descaso é tão ruim quanto o adulto que trata o dinheiro com apego exagerado, ao ponto de sofrer consequências negativas por ser muito econômico (pão duro). É importante existir um equilíbrio. Mostre para as crianças que todo esforço de poupança está relacionado com um objetivo que deve ser atingido. Para as crianças maiores é interessante mostrar o efeito multiplicador dos juros compostos.

Para os pequenos, compre um cofrinho. Para os maiores, abra uma conta poupança em qualquer banco da sua preferência. Esse tipo de conta poupança é gratuita. Crie um objetivo com o seu filho e mostre para ele como juntar o dinheiro até atingir o objetivo. Como será um objetivo de curto prazo (até 1 ano), o dinheiro pode ficar na caderneta de poupança. Mostre para ele que está emprestando dinheiro para o banco recebendo uma pequena remuneração mensal por este esforço (juros).

Você vai ensinar para o seu filho que é melhor planejar, poupar, ganhar juros e depois realizar o sonho. Na vida adulta, os bancos vão tentar convencê-lo de que é melhor comprar agora e depois passar a vida toda pagando juros e taxas.

Como é importante doar:

É muito importante que o seu filho tenha um grande desejo de prosperar na vida financeira. Mostre para ele que mesmo tendo pouco é possível ajudar o próximo, mas quem tem muito, pode ajudar muito mais. Mostre como é gratificante ser útil e generoso.

Não estou falando em doar dinheiro, distribuir dinheiro. Se a única coisa de valor que você pode oferecer para o próximo é dinheiro, você tem uma pobreza interior. Já ouviu aquela frase que diz assim: “Há pessoas tão pobres que só têm dinheiro. Há pessoas tão incultas que só têm diplomas.”?

As pessoas não precisam de doações de dinheiro na proporção que muitos imaginam. As pessoas precisam de atenção, informação, orientação, educação, oportunidade e motivação para vencer. Receber esmola degrada e escraviza. Lá no fundo, as pessoas não gostam de receber nada sem merecimento, a não ser estejam vivendo uma situação de miséria.

Você pode doar coisas mais valiosas que é o seu tempo e o seu conhecimento. O Clube dos Poupadores é uma maneira que encontrei de ajudar as pessoas doando tempo compartilhando o que estou aprendendo. Se você é médico, você pode doar 1 dia para atender pessoas que não podem pagar a consulta. Se você é advogado ou profissional liberal pode fazer a mesma coisa.

Se você é funcionário público ou privado, pode ajudar alguma ONG com o seu conhecimento. Se você é um especialista em alguma área, pode realizar palestras gratuitas, pode criar um site como este para compartilhar as coisas que sabe, pode produzir vídeos no Youtube compartilhando suas experiências.

As crianças copiam os pais. O seu exemplo será uma inspiração para os seus filhos.

Mostre para eles que as pessoas não precisam ter dinheiro para ajudar as outras, mas para que você possa ajudar muitas pessoas, para que você tenha tempo livre para dar atenção para outras pessoas é importante que você conquiste uma vida financeiramente prospera. Quanto mais prospero você for, mais você poderá doar e mais poderá sentir o prazer que isto proporciona. Mostre para o seu filho que ser rico não tem nenhuma relação com ser avarento ou egoísta. Dinheiro só potencializa o que somos por dentro.

O próximo vídeo foi uma situação montada para filmar a reação das crianças diante de uma decisão. É interessante ver a alegria da criança quando ela ajuda o próximo e a forma como correm para os braços dos pais. Um mundo melhor começa a ser construído dentro da sua casa.


 

Vou terminar com este vídeo sobre educação financeira para as crianças. Preste atenção nas orientações da especialista que aparece no vídeo.


Agora compartilhe com seus amigos.