Não existe independência financeira gratuita. Não é questão de sorte, muito menos um direito garantido. Conquistar algum nível de independência financeira, no decorrer de uma vida de trabalho, economias e investimentos costuma ser o resultado de muitos estudos, persistência e disciplina.

É algo que todos querem, mas poucos estão dispostos a pagar o seu preço. É assim com todo tipo de conquista.

Quem ganha pouco e não consegue poupar para ser independente, precisa encontrar uma forma de ganhar mais, caso queira atingir a independência financeira. Para ganhar mais, normalmente precisamos investir em mais estudos, formação de novas habilidades, aquisição de bons hábitos e a busca constante por novas oportunidades.

Quem já ganha bem, precisa ter autocontrole e disciplina para poupar uma parte do que ganha. Quem já consegue poupar, precisa aprender a investir para que os juros colaborem para o crescimento do patrimônio no decorrer do tempo.

Como podemos ver, independência financeira é o resultado de um esforço.

É como escalar uma montanha onde um desafio leva você para o próximo desafio. E para enfrentar todos esses desafios, a pessoa precisa ter um grande motivo. Ninguém se aventura a escalar uma grande montanha sem um objetivo grandioso para ser conquistado durante a jornada.

O que motiva você a buscar a sua independência financeira?

A maioria das pessoas que conhecemos vive um tipo de vida que muitos autores chamam de “corrida dos ratos”.

Na corrida dos ratos, trabalhamos para um empregador em troca de um salário fixo no final do mês. Entregamos uma boa parte do que ganhamos para o governo, através dos impostos diretos e indiretos. Deixamos outra boa parte do que sobra no bolso dos nossos credores (bancos e financeiras que oferecem cartões de crédito, empréstimos e financiamentos) para que possamos consumir mais do que podemos pagar. Continuamos correndo desesperadamente, um mês depois do outro e todo o processo se repete: trabalhar, ganhar, gastar, repetir, trabalhar, ganhar, gastar e repetir. Nunca termina.

A medida que crescemos profissionalmente e ganhamos mais, gastamos ainda mais. Nosso padrão de vida fica mais caro e precisamos correr ainda mais rápido, pois a “felicidade prometida” sempre está na próxima curva. O problema é que estamos correndo em círculos ou dentro de um labirinto sem fim, como a figura logo abaixo. No final de cada mês, precisamos repetir tudo novamente até a exaustão.

Durante essa corrida, muitos esquecem dos seus sonhos primordiais, aqueles sonhos de infância ou aquelas coisas que gostaríamos de fazer durante a vida sem preocupação com o dinheiro que elas rendem.

Algumas pessoas tentam praticar seus sonhos nas horas livres, mas são poucas as que estão trabalhando para a conquista de algum nível de independência financeira que permita alinhar trabalho, estilo de vida, vocação, dons, sonhos, etc.

Mesmo aquelas pessoas que não possuem um sonho ou já possuem a vida e o trabalho dos sonhos, precisam se motivar para conquistar algum nível de independência financeira. Vou listar aqui alguns desses motivos.

Leia também:  Estágios da Dependência Financeira

A segurança no seu emprego é uma ilusão

Quem é empreendedor já sabe que a renda passada não garante a renda futura. Existem muitas situações que podem ocorrer para prejudicar ou até fechar um negócio como um comércio, indústria ou serviço.

O empreendedor já está acostumado (ou deveria estar) a viver através de uma “renda variável” que não possui muitas garantias. Não existe nenhum “código de defesa do empreendedor” que garanta qualquer coisa. Ocorre justamente o contrário. Clientes, funcionários, fornecedores e governos, todos possuem direitos e garantias perante o trabalho que o empreendedor realiza. O empreendedor só possui deveres a serem cumpridos. O único direito que ele tem é o de fechar o seu negócio diante de qualquer falha. Manter um negócio funcionando de forma lucrativa no Brasil é uma luta diária. Talvez seja por isso que, muitos dos que já conheci que conseguiram atingir a independência financeira foram ou são donos de negócios.

Quem possui um emprego fixo também deveria se preocupar com a conquista da independência financeira, pois a segurança de um emprego é uma ilusão. Um salário fixo é encarado pelas pessoas como uma torneira aberta que “pinga” dinheiro na conta todos os meses. Isso induz a pessoa a gastar tudo que ganhou, esperando o “pingo” do próximo mês. Muitas até se endividam e gastam seus pingos antes deles gotejarem na conta (através de consignados, empréstimos e financiamentos). Quem é assalariado, deveria encarar sua realidade como se fosse um prestador de serviços de um cliente só. Você presta serviços para o seu patrão e ele é o seu único cliente. Basta deixar esse cliente único insatisfeito ou basta ele enfrentar algum problema financeiro, para que a segurança do seu emprego seja comprometida. Como falei, tudo é contra o empreendedor e a renda do assalariado depende dos resultados financeiros desse empreendedor.

Isso significa que mesmo tendo uma renda fixa todos os meses (o seu salário), você é um prestador de serviços de um cliente só. Esse cliente é um empreendedor que tem um negócio de renda variável, de risco elevado, que precisa lutar todos os dias para manter sua operação estável e lucrativa. Quando ele não consegue, os primeiros penalizados são todos que dependem dele.

A estabilidade financeira dependente de um emprego é algo muito frágil.  Assim como o seu empregador busca a própria independência financeira (você trabalha por ela), você também deveria buscar a sua.

No passado, pessoas e cavalos já foram seres livres.

A corrida dos ratos não é para sempre

Você não terá saúde mental e física para correr cada vez mais rápido para ganhar mais e gastar cada vez mais até o fim da vida. Chegará o momento em que você vai desejar desacelerar.

Leia também:  Medo de perder dinheiro

Imagine como seria bom deixar essa corrida dos ratos e poder desacelerar a sua vida enquanto você ainda tem muita saúde física e mental para fazer o que gosta.

Eu sempre me senti mais motivado a conquistar a minha independência financeira para poder trabalhar com as coisas que amo fazer. Sair da corrida dos ratos sempre foi mais motivador do que conquistar algum tipo de aposentadoria (parar de trabalhar).

Parar de trabalhar é algo que não faz parte dos meus planos, pois eu adoro o que faço e só posso fazer o que faço, da forma que faço, com total liberdade, por ter atingido um nível de independência que me permite fazer isso. Acredito que o trabalho alinhado com as coisas que você gosta de fazer pode ser fonte de grande felicidade e um motivo grandioso para lutar por sua independência financeira.

Primeiros passos da Independência Financeira

Resolvi preparar um pequeno livro gratuito, de leitura rápida e fácil. Ele ajudará você a encontrar a grande motivação para conquistar a sua independência financeira nos próximos anos. Não existe independência financeira sem estudo, comprometimento e trabalho. Ninguém poderá estudar, se comprometer e trabalhar por você para a conquista da sua independência. Esse livro será o primeiro passo, principalmente para aqueles que ainda não compreendem a importância de se investir em livros, curso e em todo preparo necessário para crescer.

Se você já tem o seu e-mail inscrito aqui no Clube dos Poupadores, você recebeu um e-mail que eu enviei com o título “[Presente] Livro Primeiro Passo: Independência Financeira”. O link para baixar o livro está nesse e-mail. Dica: mantenha o hábito de abrir os e-mails que envio para você, pois sempre existem presentes como esse, bons artigos e novidades.

Você já tinha se inscrito, mas não recebeu o e-mail com o livro? O sistema está programado para remover a inscrição dos leitores que demonstram desinteresse, ou seja, aqueles que não abrem os e-mails ou que não visitam os artigos que recomendo são removidos automaticamente pelo sistema. Isso libera recursos para atender novos leitores que estejam mais interessados.

Se você ainda não tem o seu e-mail inscrito ou se acredita que não está mais recebendo nossos emails, inscreva-se clicando aqui. Depois basta acessar o link que enviarei no e-mail de confirmação de sua inscrição. Esse link levará você para a página onde será possível baixar o livro gratuitamente.

Espero que você goste do presente. Que ele seja o primeiro de muitos passos até a sua independência.

Livro recomendado: Independência Financeira (clique para conhecer).

Receba um e-mail quando novos artigos forem publicados, inscreva-se no Clube dos Poupadores. Ative as notificações no seu navegador clicando aqui ou no sino vermelho no canto inferior direito desta página