Através deste simulador online você poderá simular uma carteira com até quatro tipos diferentes de investimento. O objetivo é estudar como a distribuição do seu dinheiro nos diversos investimentos pode impactar a rentabilidade final da sua carteira.

Você pode definir quanto pretende investir, pode editar o nome dos investimentos, pode definir o quanto do total investido será aplicado em cada investimento e pode editar a rentabilidade anual de cada investimento.

O simulador mostrará em tempo real a rentabilidade total da carteira. Também será possível observar quanto do total do ganho foi gerado por cada tipo de investimento. Fazendo mudanças no quanto você investe em cada tipo de investimento e nas taxas anuais, você descobrirá como essas variáveis podem influenciar positivamente ou negativamente na rentabilidade total da sua carteira simulada. Leias as orientações que estão depois do simulador para entender como funciona.

O que é uma carteira de investimentos:

Sua carteira de investimentos é o conjunto de investimentos que você já fez ou pretende fazer. Ela é definida pelos tipos de investimentos que você fez e quanto do total investido destinou para cada tipo.

Não existe uma carteira perfeita para todas as pessoas. Cada pessoa tem um nível diferente de conhecimentos sobre os investimentos. Cada pessoa tem renda, custo de vida e objetivos diferentes para o futuro. Ninguém pode ser maior especialista sobre sua vida do que você mesmo(a). Sua carteira de investimentos é fruto de decisões pessoais e você deve se preparar para tomar essas decisões.

Exemplo de simulação da carteira de investimentos:

No campo “Total Investido” você deve digitar o valor total que será distribuído entre os quatro tipos de investimentos que fazem parte da sua carteira simulada. No exemplo adotamos o valor de R$ 100.000,00.

Na coluna “Carteira de investimentos” você pode editar o nome dos investimentos.

Toda carteira deve ter uma boa parcela em investimentos pós-fixados como Poupança, título público como o Tesouro SELIC, títulos emitidos por bancos como CDB, LCI, LCA e fundos que fazem investimentos pós-fixados. A Poupança costuma ser a que menos rende e por isso é importante que você aprenda a investir em outras modalidades de renda fixa.

Quanto mais conservador é o investidor, maior o percentual aplicado nesse tipo de renda fixa que rende juros pós-fixados que seguem a Taxa Selic ou o CDI (Taxa DI). Boa parte da sua reserva para emergências provavelmente estará em investimentos pós-fixados com liquidez diária, ou seja, que pode ser sacado a qualquer momento.

Sua carteira também pode ter renda fixa prefixada como o título público Tesouro Prefixado e títulos emitidos por bancos como CDB prefixado. Existem títulos públicos que pagam inflação + juros prefixados, como é o caso do Tesouro IPCA+. Por fim, uma carteira pode ter investimentos de renda variável como ações, fundos imobiliários, moedas, fundos de ações, etc.

Você deve preencher o percentual do total investido que pretende aplicar em cada investimento. Importante: observe que o total dos percentuais digitados não devem superar 100%

No exemplo simulamos uma carteira que investe 75% de todo seu patrimônio em investimentos pós-fixados que juntos rendem o equivalente a 5,9% de juros ao ano. Na coluna “Rentabilidade” você pode digitar as taxas anuais de todos os investimentos. No nosso exemplo o simulador calculou que os 75% representam R$ 75.000,00. Com a rentabilidade de 5,9% ao ano teremos um rendimento de R$ 4,425,00.

Nos prefixados e IPCA+juros temos 10% do patrimônio investido em cada um. Isso representa R$ 10.000,00 em cada. No prefixado simulamos uma rentabilidade de 7% ao ano e no IPCA+Juros simulamos 6,5% ao ano. No simulador calculou um ganho de R$ 700,00 no prefixado e R$ 650,00 no IPCA+juros.

Por fim, temos uma pequena parcela do patrimônio (5%) investindo em renda variável. Isso representou apenas R$ 5.000,00 para esse tipo de investimento em uma carteira muito conservadora. Supondo uma rentabilidade de 20% ao ano teremos um ganho de R$ 1.000,00. Não esqueça de simular quanto você pode perder se a rentabilidade da renda variável for negativa durante o ano.

No total, a nossa carteira simulada rendeu o equivalente a 6,78% de juros ao ano. O simulador nos mostra que essa rentabilidade foi equivalente a 114,83% da rentabilidade que teríamos se 100% do que foi investido estivesse concentrado em investimentos pós-fixados, que são os de menor risco e por consequência os de menor rentabilidade.

Também podemos observar que essa rentabilidade de 6,78% nos gerou um rendimento de R$ 6.775,00. Podemos ver que 65,31% desse valor foi gerado através dos pós-fixados. 10,33% do rendimento foi gerado pelos prefixados e 9,59% pelos investimentos que rendem IPCA+Juros. A renda variável que concentrou 5% do valor total investido gerou 14,76% do rendimento obtido.

Faça seus testes e aprenda a investir

Utilize o simulador para verificar o que aconteceria no caso de perdas como a rentabilidade negativa no investimento de renda variável. Simule percentuais diferentes para cada tipo de investimento e verifique o impacto na rentabilidade final caso você resolva aumentar a proporção investida em renda variável. Desenhe um cenário positivo e um cenário negativo para ter consciência sobre os riscos e as oportunidades que podem ser obtidas se o risco for assumido.

Para montar uma boa carteira de investimentos é muito importante aprender a investir em cada tipo de investimento. O risco que você corre ao investir é proporcional ao nível de desconhecimento sobre o investimento que você fez. Investir seguindo as recomendações de outras pessoas, sem entender o que você está fazendo, é o maior de todos os riscos.

Se você ainda não sabe investir em títulos públicos, conheça esse livro. Se o banco onde você tem conta não oferece CDB, LCI ou LCA com boa rentabilidade, recomendo a leitura deste outro livro. Para aprender a escolher boas empresas para investir na bolsa através da análise fundamentalista, leia este livro. Para aprender a investir na bolsa através da análise técnica, leia este outro livro.