Como investir em NTN-B: Dicas, Riscos, Taxas e Rentabilidade

Você vai aprender tudo sobre como investir em NTN-B e NTN-B Principal de forma fácil e didática. Nas semanas anteriores já ensinei os leitores do Clube dos Poupadores como investir em LTN e como investir em LFT. Se você ainda não recebe os artigos que escrevo semanalmente cadastre seu e-mail gratuitamente e convide seus amigos.

 

ATUALIZAÇÃO: Este artigo foi atualizado. Esta é a versão antiga. Para ler a versão atualizada visite aqui.

 

A NTN-B é um dos diversos tipos de títulos públicos federais que o Governo vende como forma de conseguir dinheiro emprestado da sociedade brasileira. O objetivo principal é financiar suas despesas. Como você já sabe, o nosso Governo gasta mais do que arrecada. Pagamos muitos impostos e eles não são suficientes, já que o Estado é ineficiente. Quem compra títulos públicos recebe juros em troca. E estes juros quem paga é a própria sociedade por meio dos impostos.

Comprar NTN-B significa emprestar dinheiro para o Governo. No caso da NTN-B Principal você compra o título hoje e vende mais caro para o próprio governo na data de vencimento. Você receberá o dinheiro investido + remuneração que foi acordada no dia da compra do título. Como veremos mais na frente, se necessário, você pode vender seus títulos antecipadamente (antes do vencimento), só que isto nem sempre será vantajoso.

Uma parte do rendimento do NTN-B e NTN-B Principal é prefixada. Quando você compra o título já sabe quanto vai receber de juros, a taxa já esta fixada e não mudará no futuro. A outra parte da rentabilidade das NTN-B’s é pós-fixada por acompanhar a variação da inflação. Isto significa que além dos juros prefixados você terá o valor investido reajustado pela inflação acumulada entre a data da compra do título e a data de vencimento. Podemos afirmar que a NTN-B tem uma rentabilidade real garantida. 

Já quando você investe em LTN os juros são pré-fixados sem correção pela inflação. Isto faz você correr o risco da inflação subir muito durante o investimento comprometendo sua rentabilidade real.  Quanto mais a inflação subir, menor será o poder de compra do dinheiro investido em LTN. No caso do NTN-B você estará protegido dos efeitos da inflação. Para quem aplica na poupança, são raros os meses em que ela consegue superar a inflação.

Os títulos NTN-B sempre ganha da inflação que for medida através do IPCA. O IPCA significa “Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo”. Este índice é calculado mensalmente pelo IBGE (veja mais aqui). Os títulos NTN-B são boas opções de investimento para aqueles que pretendem planejar a própria aposentadoria ou precisam acumular recursos por longo prazo mantendo o valor de compra do dinheiro.

Como investir em NTN-B

As letras NTN-B significam Notas do Tesouro Nacional, série B e isto não nos diz nada. Existem dois tipos de NTN-B. Existe a NTN-B e a NTN-B Principal. Ao investir na NTN-B Principal você receberá o seu dinheiro de volta + inflação + juros de uma única vez na data de vencimento do título. Já se você investir em NTN-B receberá a inflação + juros semestralmente. É importante memorizar:

  • NTN-B Principal: Você recebe juros + inflação + dinheiro que investiu na data de vencimento do título de uma só vez.
  • NTN-B: Você recebe juros semestralmente e o dinheiro investido corrigido pela inflação na data de vencimento do título.

Veja que no NTN-B você recebe sua rentabilidade de forma antecipada, não precisa esperar o vencimento. Você pode usar o dinheiro da forma que desejar como uma renda passiva ou pode reinvestir em outras opções de investimento. Veremos mais na frente que existem algumas desvantagens em receber os juros antecipadamente.

Quando este artigo estava sendo escrito a tabela com os preços dos títulos NTN-B e suas taxas era esta que você pode ver logo abaixo. Para ver a tabela atualizada visite http://www3.tesouro.gov.br/tesouro_direto/consulta_titulos_novosite/consultatitulos.asp 

Observe que a tabela mostra a rentabilidade pré-fixada das NTN-B´s. A rentabilidade pós-fixada é a variação da inflação que não conhecemos. O IPCA reflete as oscilações nos preços dos produtos e serviços que fazem parte das cestas de consumo das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos. Se o preço do tomate subir isto pode interferir no IPCA que por sua vez aumentará a rentabilidade da sua NTN-B.

 

Observe que neste dia existiam três títulos NTN-B Principal sendo vendidas, cada uma com uma data de vencimento diferente representada por este número que aparece do lado do nome do título. Também existiam três tipos de NTN-B com vencimentos diferentes. O título com vencimento mais próximo era NTN-B Principal 150519 que vence em 15/05/2019.

Se você tivesse comprado este título saberia que a sua rentabilidade seria 6,48% de juros ao ano + a inflação medida pelo IPCA acumulado entre a data da compra do título até o dia 15/05/2019. Você receberia 6,48% + a inflação acumulada em 2014. No ano de 2015 você voltaria a receber mais 6,48% + a inflação de 2015. E isto se repetiria em 2016, 2017, 2018 e em parte de 2019 até o dia 15 de maio.

Se comprasse algum NTN-B receberia metade dos juros anuais a cada 6 meses (2 vezes por ano) somado a variação da inflação calculada a cada 6 meses. Na data de vencimento você receberia de volta o dinheiro investido inicialmente para comprar o título somado a última semestralidade de juros e inflação.

Observe que existe NTN-B com vencimento em 2020, 2024, 2035 e 2050. Você precisa prestar atenção nestas datas. Se você comprar a NTNB 150850 deve estar ciente que a data de vencimento dela é em 2050 e faltam 36 anos para esta data chegar. Neste título você receberá os juros e a inflação semestralmente e o valor principal que foi investido na sua compra só em 2050. Já quem investe em um NTNB Principal 150535 terá que esperar até 2035 (21 anos de espera) para receber o dinheiro investido + juros e inflação. É claro que em todos os casos você pode vender os títulos antecipadamente, mas a rentabilidade será afetada.

Como ganhar dinheiro com NTN-B e NTN-B Principal

Qualquer pessoa pode comprar títulos NTN-B através de uma corretora independente ou da corretora do banco onde possui conta corrente. Veja o artigo onde ensino como escolher uma boa corretora. Perceba que as corretoras independentes cobram taxas menores que os bancos.

O fato é que os bancos não gostam de oferecer títulos públicos para seus clientes. Eles lucram muito mais vendendo cotas de fundos de investimento e em planos de previdência privada (Leia: Desvantagens da Previdência Privada). Nos dois casos as taxas administrativas cobradas por eles é mais elevada e garante maiores lucros para a instituição. Como o gerente do seu banco é um assalariado que defende os interesses da empresa que o emprega, é compreensível que ele não fale muito sobre títulos públicos.

Veja como é o fluxo de pagamentos da NTN-B Principal. Em uma “Data de Compra” qualquer você adquire o título. O pagamento do “valor de face” (valor investido + rentabilidade) só ocorre na data de vencimento. Como vimos esta data de vencimento e os juros são do seu conhecimento na data da compra do título. A incerteza fica por conta da inflação medida pelo IPCA.

Se você se interessa pelas formulas matemáticas que envolvem o cálculo da rentabilidade da NTN-B Principal recomendo que baixe a apostila do Tesouro onde existem exemplos de investimentos e os cálculos. Veja acessando aqui. Mais na frente vou mostrar como fazer simulações online e com isto não será necessário fazer cálculos.

Logo abaixo temos o fluxo de pagamento da NTN-B.  O objetivo é que você entenda claramente que no caso da NTN-B os juros são pagas semestralmente. Na data de vencimento do título você receberá sua última parcela semestral de juros e o valor principal pago na data de compra do título já corrigido pela inflação.

Não é necessário saber exatamente como é feito o calculo matemático para determinar a sua rentabilidade semestral, mas para aqueles que gostam de entender claramente como as contas são feitas o Tesouro Direto oferece uma apostila com exemplos e fórmulas da NTN-B. Veja aqui

Como você pode ver na tabela, o preço de um título NTN-B Principal 150519, quando este artigo estava sendo escrito, era de R$ 1.739,05. Se você não tem recursos para comprar um título inteiro é possível comprar pedaços de 10% de um título inteiro. O preço de 10% deste título seria de R$ 173,90. Também é possível comprar 20%, 50%, 70% ou quanto você desejar.

Toda quarta-feira o Tesouro recompra os títulos daqueles que não desejam esperar até a data de vencimento para ter o dinheiro de volta. Isto significa que quem investe em títulos públicos não possui liquidez diária. A liquidez é semanal. Liquidez é o grau de facilidade com que podemos converter o investimento  em dinheiro: quanto mais fácil e rápido pudermos converter um ativo em dinheiro, maior será sua liquidez.

NTN-B e Riscos dos juros

Como vimos, parte da rentabilidade da NTN-B e NTN-B Principal é prefixada e isto faz estes títulos serem semelhantes ao título LTN que já discutimos em um artigo anterior. Se você comprar o título e puder esperar até a data de vencimento, não precisa se preocupar se o governo vai aumentar a taxa de juros (taxa Selic).

Os riscos ou oportunidades ocorrem se você comprar a NTN-B ou NTN-B Principal com planos de vender o titulo antecipadamente, ou seja, antes do vencimento. Nesta situação existe o risco de você vender o título e obter uma rentabilidade menor do que a que foi prometida. Também existe a possibilidade da antecipação gerar uma rentabilidade maior.

O que vai determinar isto é se a perspectiva para a taxa de juros é de alta ou de baixa.

  • Quando os juros estão aumentando: O preço atual da NTN-B e NTNB Principal diminuem;
  • Quando os juros estão diminuindo: O preço atual da NTN-B e NTN-B Principal aumenta.

Juros e inflação andam juntos. Quando a inflação começa a subir o Governo tende a aumentar a taxa de juros. Quando a inflação começa a cair o governo tende a baixar a taxa de juros.

Se você vai esperar até a data do vencimento do título, não importa se durante os anos entre a compra e o vencimento o preço do título variar para cima ou para baixo já que sua rentabilidade será a que foi acordada na data da compra. O problema seria decidir vender o título NTN-B no momento em que a perspectiva de inflação e dos juros é de alta pois isto tornariam os títulos mais baratos e você venderia o título mais barato (perdendo dinheiro).

Veja o que aconteceu em 2013 no gráfico abaixo. O Governo começou a subir a taxa de juros da economia (Selic) e com isto a taxa de juros paga para quem comprasse NTN-B começou a subir. Com base no gráfico abaixo podemos ver que quem comprou NTN-B 2035 em maio de 2013 aceitou receber 5% ao ano até 2035. Já quem comprou títulos NTN-B em outubro de 2013 aceitou receber 6% ao ano até 2035. Em janeiro de 2014 já foi possível comprar o título recebendo 7% ao ano.

Quem investe em NTN-B, ao perceber que o Governo está pagando juros ainda maiores pode optar por comprar mais NTN-B e com isto acumular títulos que rendem 5%, outros que tendem 6%, 7%, etc. Isto vai depender da estratégia que você pretende adotar. No lugar de investir grandes quantias em NTN-B pode ser mais vantajoso investir aos poucos para acompanhar o aumento dos juros.

Agora, tudo isso seria péssimo para quem pretende vender a NTN-B antes do vencimento, porque cada vez que o governo aumenta os juros das NTN-B´s isto afeta o preço de venda da sua NTN-B antes do vencimento. Veja o que ocorreu com os preços da NTN-B Principal que vence em 2035 enquanto os juros estavam subindo.

Este processo de juros subindo e preço do título caindo foi explicado com mais detalhes no artigo que escrevi sobre como investir em LTN que também é um título prefixado. Como a data de vencimento do título NTN-B é 2035, o preço do título precisa ficar mais barato se o governo pretende que a rentabilidade dele aumente para os investidores que estão comprando títulos agora.

Se a situação fosse contrária e o Banco Central estivesse reduzindo a taxa de juros, poderia ser vantajoso antecipar a venda da sua NTN-B para obter uma rentabilidade maior que a prometida já que o preço dos títulos NTN-B ficam mais caros para venda quando os juros caem. Você pode simular todos os cenários utilizando os simuladores que mostrarei mais na frente.

Observe que a taxa de juros da NTN-B sofre grande variação com o passar do tempo. O título NTN-B que você compra hoje pode ter uma taxa. Já o título que você comprar amanhã ou dentro de 1 mês poderá ter um taxa diferente (para mais ou para menos). Na primeira metade do gráfico abaixo o Governo vinha baixando a Taxa Selic. Até que no mês 10/2012 ela atingiu seu menor valor (7,25%). No mês 04/2013 o Banco Central decidiu voltar a elevar a Taxa Selic para controlar a inflação que estava muito elevada (vejas as taxas).

Como você pode ver no gráfico, quando a tendência da taxa de juros da economia é de queda a rentabilidade da NTN-B prometida pelo governo no ato da compra do título é menor. Quando a perspectiva para o juros é de alta a taxa de rentabilidade oferecida pelo governo para quem compra NTN-B aumenta.

Simulador de Rentabilidade da NTN-B Principal

No site do Tesouro Direto você encontrará uma calculadora que permite simular a rentabilidade líquida (já descontada as taxas e impostos) dos títulos públicos. Você também pode avaliar a rentabilidade caso queira antecipar a venda da NTN-B Principal. Visite a calculadora acessando aqui e selecione a opção NTN-B Principal no primeiro campo chamado “Título”. Fiz uma simulação para que você aprenda como fazer.

Usei os dados que pude ver na tabela de preços e taxas no dia em que escrevi este artigo. Você pode ver dados atualizados acessando aqui. A data de vencimento do título depende do título que você pretende comprar. No meu exemplo usei a data do título NTN-B Principal 150519. Preenchi o campo  “Valor Investido” com o preço de um único título que no dia era de R$ 1.739,05. A “Taxa do Papel na Compra” é a taxa que aparece na tabela atualizada diariamente. A taxa de administração é o percentual que a corretora vai te cobrar anualmente. No meu caso utilizei a taxa de 0,10% que é cobrada por uma corretora que utilizo. Bancos cobram taxas maiores podendo chegar a 0,50%. Veja o artigo sobre como escolher a melhor corretora. Não preciso dizer que sua rentabilidade será maior se a taxa paga para a corretora ou banco for menor.

O campo com a “Taxa de inflação medida pelo IPCA” é um chute. Não podemos prever qual será a inflação dos próximos anos. Eu chutei que seria de 5,80% ao ano. Como se trata de uma simulação você pode testar outras taxas para verificar sua rentabilidade caso a inflação fique maior ou menor que a atual. O centro da meta de inflação determinado pelo Governo é de 4,5%. O teto da meta é 6,5%. Isto significa que o Banco Central vai se esforçar realizando várias ações para manter a inflação entre a meta e o teto da meta, ou seja, entre 4,5% e 6,5% ao ano.

Veja o IPCA acumulado entre 2003 e 2013.

Anos

Jan

Fev

Março

Abril

Maio

Junho

Julho

Ago.

Set.

Out.

Nov

Dez

Acumulado

2003

2,25

1,57

1,23

0,97

 0,61

-0,15

0,20

0,34

0,78

0,29

0,34

0,52

9,30%

2004

0,76

0,61

0,47

0,37

0,51

0,71

0,91

0,69

0,33

0,44

0,69

0,86

7,60%

2005

0,58

0,59 0,61 0,87 0,49 – 0,02 0,25 0,17 0,35 0,75 0,55 0,36 5,69%

2006

0,59

0,41 0,43 0,21 0,10 – 0,21 0,19 0,05 0,21 0,33 0,31 0,48 3,14%
2007

0,44

0,44 0,37 0,25 0,28 0,28 0,24 0,47 0,18 0,30 0,38 0,74 4,45%
2008

0,54

0,49 0,48 0,55 0,79 0,74 0,53 0,28 0,26 0,45 0,36 0,28 5,90%
2009

0,48

0,55 0,20 0,48 0,47 0,36 0,24 0,15 0,24 0,28 0,41 0,37 4,31%
2010

0,75

0,78 0,52 0,57 0,43 0,00 0,01 0,04 0,45 0,75 0,83 0,63 5,90%
2011

0,83

0,80 0,79 0,77 0,47 0,15 0,16 0,37 0,53 0,43 0,52 0,50 6,50%
2012 0,56 0,45 0,21 0,64 0,36 0,08 0,43 0,41 0,57 0,59 0,60 0,79 5,83%
2013 0,86 0,60 0,47 0,55 0,37 0,26 0,03 0,24 0,35 0,57 0,54 0,92 5,91%

 

Como a taxa de juros da economia é o principal instrumento do Banco Central para controlar a inflação, quando a inflação está em alta o governo tende a elevar as taxas de juros para que as pessoas poupem mais e se endividem menos. Isto faz a demanda por produtos cair e as empresas ficam sem espaço para aumentar preços.

Quando estava escrevendo este artigo uma pesquisa feita entre os economistas previa uma inflação de 6,28% para 2014. Como você pode ver as expectativas variam muito como mostra esta reportagem da Exame.

Observe que no formulário da calculadora do Tesouro Direto existe a opção “Simulação Avançada – Venda Antecipada (opcional). Clicando nesta opção você verá outros dois campos. A “Data de Venda”, que é quando você pretende vender o título e a “Taxa do Papel na Venda”. Esta taxa é exibida nesta tabela aqui  toda quarta-feira que é a data onde você pode vender seus títulos antecipadamente.

Simulador de Rentabilidade do NTN-B

Você também pode fazer simulações do NTN-B que pagará os juros e a inflação semestralmente. Para ensinar como utilizar a calculadora veja a foto que tirei da simulação que fiz para o investimento em NTN-B 150520. Como você pode ver o formulário pede os mesmos dados da simulação anterior.

Observe que o resultado é exibido com os pagamentos semestrais. Neste exemplo são 13 pagamentos semestrais, sendo que os 10 últimos aparecem na tela acima e os 3 primeiros eu fotografei e coloquei logo abaixo.

É importante observar que você pagará uma alíquota de imposto de renda maior nos primeiros pagamentos de juros. Veja logo acima que no primeiro você pagará 22,50%, e seis meses depois pagará 20%. Em seguida existem 2 pagamentos onde o imposto será de 17,50% e depois a alíquota passa para 15%.

Como veremos mais na frente o imposto sobre a rentabilidade que você terá nos títulos depende do tempo que você vai demorar para receber esta rentabilidade. No caso do NTN-B, como os recebimentos são semestrais é inevitável pagar mais imposto no que será recebido nos primeiros 2 anos.

Observe também que a taxa de custódia (0,30%) e a taxa administrativa são cobradas semestralmente. A taxa administrativa (que é cobrada pela sua corretora) aparece como R$ 0,00 nos primeiros 2 semestres porque ao comprar o título a corretora vai te cobrar 1 ano de taxa antecipadamente e só voltará a comprar novamente 1 ano depois.

Veja que o juro recebido semestralmente cresce em cada pagamento. Isto ocorre porque a taxa de juros é aplicada sobre o valor investido e será sempre corrigido pela inflação. Observe que na data de vencimento você receberia R$ 3.354,39 líquidos e não o valor pago pelo título que foi de R$ 2.357,72.

Veja que a calculadora também permite prever qual seria sua rentabilidade líquida se você resolvesse antecipar a venda do título em uma determinada quarta-feira.

NTNB, NTNB Principal e os impostos

Quem investe em títulos públicos precisa pagar Imposto de Renda sobre o rendimento. Esta cobrança é automática, o imposto já será retido automaticamente antes de você receber seu dinheiro quando vender o título, quando chegar a data de vencimento ou quando receber os juros semestrais. Além do IR ainda existe o IOF. Vamos entender primeiro como funciona o IOF.

IOF

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) pode ser evitado. Basta não antecipar a venda dos seus títulos nos primeiros 29 dias após a compra. É uma situação que não deve ocorrer com frequência já que o dinheiro que você deverá investir em títulos é aquele que você só pretende utilizar nos próximos 2 anos.

Veja a tabela do IOF sobre o rendimento caso venda o título 29 dias depois da compra:

Exemplo: Você investiu comprando diversos títulos e 15 dias depois resolveu vender todos eles. Se você teve uma rentabilidade de R$ 100,00 perderá 50% ou seja, pagará R$ 50,00 de IOF para o governo. Depois de 30 dias de investimento não existe mais cobrança de IOF.

Imposto de Renda

O governo fica com uma parte daquilo que você ganhar nos títulos do tesouro direto. É o Imposto de Renda (IR) cobrado de forma decrescente. A tabela é a mesma adotada em outros investimentos de renda fixa como o CDB e os Fundos. Como você pode ver o ideal é investir no Tesouro Direto por 2 anos ou mais para que a alíquota seja a de 15% sobre os rendimentos.

Antes de antecipar a venda de um título público é importante que você considere que quanto menor o prazo mais imposto de renda será recolhido sobre o seu rendimento. Se você teve uma rentabilidade de R$ 100,00 perderá R$ 22,50 em imposto de renda se vender o título antes de 180 dias ou 6 meses já que o IR é de 22,5%. Já se você teve uma rentabilidade de R$ 100,00 em 720 dias ou mais (2 anos ou mais) perderá só R$ 15,00 para o governo já que neste caso o IR é de 15%

NTN-B, NTN-B Principal e taxas cobradas

Para operar no Tesouro Direto existem 2 taxas que você precisa pagar. Apesar dos títulos serem do governo federal eles são oferecidos ao público através do Tesouro Direto que é fruto de uma parceria entre o Tesouro Nacional (Governo Federal) e a BM&FBOVESPA (é a bolsa de valores oficial do Brasil). Vamos conhecer as taxas:

Taxa de custódia: É uma taxa anual de 0,3% sobre todo dinheiro investido por você em títulos públicos. A cobrança é semestral. Parte dela é cobrada no primeiro dia útil de janeiro e a outra no primeiro dia útil de junho ou na ocorrência do pagamento de juros, venda ou vencimento do título.  Esta taxa se refere aos serviços de guarda dos títulos e às informações e movimentações de saldos.

Taxa de corretagem ou de administração: É a taxa que você paga para os agentes de custódia que podem ser o seu banco ou uma corretora. Eles normalmente oferecem uma página integrada ou um software mais bonito e fácil de usar para comprar e vender seus títulos. A taxa não é fixa. Existem corretoras que não cobram nada (0%) e outras que cobram 0,1% ou 0,2% ao ano. Grandes bancos cobram 0,5% ou mais. Essa taxa de administração é cobrada na data de compra do título. Caso a venda seja feita após um ano da data de compra, a taxa é cobrada novamente na data do resgate.

No passado existia uma taxa chamada Taxa de Negociação que era de 0,10%, só que esta taxa deixou de ser cobrada.

Histórico de Preços e Taxas da NTN-Bs

No site do Tesouro Nacional é possível baixar o “Histórico de Preços e Taxas dos Títulos Públicos Negociados” em formato Excel. Acesse aqui. Quando abrir a planilha no Excel observe que existe uma pasta para cada título na barra inferior da planilha, basta clicar para ver os dados. É muito interessante observar a variação diária das taxas de compra e venda. Você pode usar estes dados para fazer gráficos e outros cálculos.

Planilha NTN-B e NTN-B principal no Excel

Você também pode baixar a planilha do Prof. Samy Dana que foi modificada por mim para retirar a antiga Taxa de Negociação que não é mais cobrada. A planilha faz o mesmo trabalho do simulador da página do Tesouro Direto. A vantagem é que você pode ver as fórmulas e entender todos os cálculos. Baixe a planilha para NTN-B principal usando o botão abaixo.

Planilha Simulador de Rentabilidade NTN-B Principal

 

Aqui você pode baixar a planilha que também foi adaptada por mim para simular a rentabilidade da NTN-B

Planilha Simulador de Rentabilidade NTN-B

 

Aposentadoria usando NTN-B Principal

Como vocês já devem saber eu sou um crítico dos planos de previdência privada aberta, estes que os grandes bancos oferecem para seus correntistas. Entre previdência privada e investir o próprio dinheiro eu defendo a ideia de que as pessoas deveriam aprender a cuidar do próprio dinheiro. Você é a melhor pessoa para decidir sobre onde investir seu próprio dinheiro. Devemos assumir esta responsabilidade porque dela depende a nossa liberdade de escolha.

Acho lamentável quando vejo um educador financeiro defendendo os planos de previdência destacando a vantagem fiscal e esquecendo de falar sobre as desvantagens das elevadas taxas de carregamento e taxas administrativas que comprometem a rentabilidade dos planos. Existem muitos planos de previdência privada que rendem menos que a Caderneta de Poupança. O que você ganha de vantagem fiscal acaba perdendo com a baixa rentabilidade no longo prazo. Eles também destacam a vantagem de não precisar pagar ITCMD (imposto que sua família pagará para o Governo Estadual para receber sua herança depois da sua morte) mas esquecem de lembrar que é melhor pagar o imposto sobre um investimento que teve elevada rentabilidade no passado do que não pagar nenhum imposto sobre um investimento que não rendeu nada.

Não preciso falar nada sobre o futuro da previdência pública. Não espere muito dela. Eu ainda pretendo escrever um artigo sobre o risco transferindo a responsabilidade por nossa aposentadoria para o INSS.

Se você esta planejando sua aposentadoria, os títulos públicos são um dos investimentos em renda fixa que você devia conhecer. Você deve diversificar seus investimentos e não colocar todos os ovos na mesma cesta. O NTN-B principal é uma opção de investimento importante por proteger o seu dinheiro da inflação, mas você não deve se limitar só a ele. Aqui mesmo no Clube dos Poupadores já falei sobre outros títulos e pretendo ainda escrever sobre diversas opções de investimento em renda fixa. O investimento em imóveis, principalmente em terrenos é uma boa opção para diversificar o investimento pensando no longo prazo.

O maior inimigo de quem acumula recursos no longo prazo é o poder de compra do dinheiro no futuro. Não adianta acumular 1 milhão de reais em 30 anos se no futuro 1 milhão de reais perder sua capacidade de comprar as coisas. Lembre-se que o dinheiro perde o valor com o passar do tempo. E isto é medido através da inflação.

Qual é melhor? NTN-B Principal ou NTN-B

O NTN-B Principal é melhor que o NTN-B porque no Principal você aproveita o poder dos juros compostos. No NTN-B Principal os juros que você ganhar continuam investidos e rendendo juros sobre juros. O valor a receber cresce como uma bola de neve. Quando você investe em NTN-B o valor investido diminui semestralmente já que os juros vão para o seu bolso, onde não rende mais juros.

Além disso, como já vimos, ao receber os juros semestrais você também pagará imposto de renda semestralmente. Isto significa mais dinheiro saindo do seu investimento e neste caso entrando no bolso do Governo. Quando você investe em NTN-B Principal o governo só recebe o imposto na data de vencimento do título. Enquanto isto o valor do imposto fica aplicado rendendo juros sobre juros.

Você ainda terá que pagar uma alíquota de imposto de renda maior nas primeiras semestralidades do seu NTN-B. Como já vimos, o imposto sobre a rentabilidade recebida nos primeiros 2 anos é maior. 

Um problema de todas as NTN-B’s é que são títulos de longo prazo. Você precisa investir e depois esquecer que tem o dinheiro. Para que isto seja possível é fundamental que você mantenha uma reserva de dinheiro para emergência. Esta reserva pode ser investida em LFT (como já vimos aqui). Você também pode fazer sua reserva de emergência com liquidez diária na Caderneta de Poupança ou em Fundos de Investimento. Estas reservas devem ser suficientes para proteger sua vida financeira no caso de demissão ou algum acontecimento que possa reduzir suas receitas mensais ou aumentar suas despesas de forma inesperada. Com esta reserva de emergência você nunca vai se preocupar em mexer com o dinheiro que está guardando para a sua aposentadoria.

Quando já estiver aposentado com NTN-B

Para quem precisa receber os juros do dinheiro investido existe uma estratégia que permite receber juros trimestralmente e não semestralmente. Observe que existem títulos NTN-B com vencimento em ano par e com vencimento em ano impar. Títulos com vencimento em ano par como o NTN-B 150820 pagam os juros semestralmente nos meses de fevereiro (mês 2) e agosto (mês 8). Já os títulos com vencimento em ano impar como o NTN-B 150535 pagam os juros semestrais nos meses de maio (mês 5) e novembro (mês 11).

Isto significa que se você investir parte do seu dinheiro em uma NTN-B que vence em ano par e outra parte em NTN-B que vence em ano impar é possível receber juros trimestralmente nos meses 02, 05, 08 e 11. Você também pode investir parte do seu dinheiro em NTN-F que tem uma rentabilidade prefixada, não é corrigida pelo  IPCA, sendo muito parecida com a LTN, só que paga juros semestrais em janeiro (mês 1) e julho (mês 7).

Diversificando seus investimentos usando a estratégia acima, você poderá receber os juros dos seus investimentos nos meses de janeiro, fevereiro, maio, julho, agosto e novembro. Baixe a tabela com o calendário de pagamentos acessando aqui.

Curso Online para investir em Títulos Públicos

Antes de investir em títulos públicos é muito importante estudar e aprender, não só as características de cada título, mas também as estratégias de venda de títulos antes do vencimento. Os bancos, fundos de investimento e de previdência são os que mais investem em títulos públicos. Estas entidades utilizam estratégias que potencializam seus ganhos. É por isto que mesmo em situações de crise e recessão os grandes grupos financeiros continuam lucrando enquanto a população se contenta com baixas rentabilidades na renda fixa. O segredo está em identificar o momento exato de investir no título que se beneficiará com a mudança do cenário econômico.

Após ensinar ao iniciante como começar a investir, o curso ensina como maximizar o rendimento. As técnicas são divididas em básicas, intermediárias e avançadas. Leia a avaliação que escrevi sobre o Curso de Tesouro Direto acessando aqui

 

Dia da sorte...

Muita gente acredita que ter sucesso na vida financeira depende de um tipo sorte. Descobri uma forma de aumentar essa sorte: quanto mais você estudar sobre ganhar, poupar e investir dinheiro, mais sorte terá na sua vida financeira. Escrevi uma série de livros que vão ajudar você a aumentar esse tipo de "sorte" rapidamente:Clique aqui para conhecer os livros.
Esse artigo foi útil?
Deixe-nos saber, se você gostou deste artigo. Só assim podemos continuar melhorando.
Sim
Não

Sobre o Autor:

Leandro Ávila criou o Clube dos Poupadores por acreditar que o conhecimento é uma riqueza que se multiplica quando dividida. Compartilhando o que sabemos, criamos um mundo melhor. Conheça os livros que ele escreveu sobre educação financeira, investimentos financeiros e imobiliários.
newest oldest
hugo
Visitante
hugo

Leandro, parabéns pelo artigo! Raro ver um artigo sobre o assunto com tanta riqueza de detalhes. Concordo plenamente sobre sua posição a respeito das previdências privadas. Trabalho também com planejamento financeiro mas em uma esfera complementar e não conflitante a sua, gostaria muito de compartilhar conhecimentos e, quem sabe, contribuir um pouco mais na educação financeira da nossa sociedade. Um abraço.

Juliano
Visitante
Juliano

Oi Leandro, muito bom seu artigo, parabéns!

Em relação a NTNB-P penso apenas duas coisas.

1 – Muita coisa pode mudar em 21 anos, será que o atual governo e os próximos não vão querer mexer na rentabilidade dos títulos? Sempre temos que desconfiar e por isso é importante diversificar.

2 – Acredito que nem tudo que impacta na inflação está contido no IPCA, sendo assim essa “proteção” contra a inflação da NTNB-P pode não ser uma garantia 100%, qual sua opininão?

Abraço,
Juliano

Derick
Visitante

Muito bom o artigo, bem completo…pelas simulções que fiz nas NTB-P com vencimento mais próximo é um dos títulos que mais rende, correto?

Juliano Maximaino
Visitante
Juliano Maximaino

Ótimo material Leandro.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Boa Tarde Leandro, parabéns pelo excelente artigo e gostaria de saber se vale a pena investir no NTN-B Principal título com vencimento em 15/05/2035 para aposentadoria, pois o quadro de rentabilidade mostra que esse título sofreu uma forte queda? obrigado.

Fábio
Visitante
Fábio

Leandro, interessantíssimo este artigo e a proteção que o NTNB-P proporciona em relação à inflação.
Mas há também o NTNC (não disponível pra compra hoje) indexado ao IGPM, que é um índice mais volátil mas que nos últimos 4 anos apresentou média superior: 7,43% a.a. (contra 5,63% a.a. do IPCA).
Ele parece ser pouco negociado, mas será que nesse período e também a longo prazo, um NTNC não seria mais vantajoso que um NTNB-P ? Há outros fatores a considerar ?
Abçs

Jose Americo
Visitante
Jose Americo

Leandro,

Parabéns pelo excelente trabalho.

Gostaria de saber se é possível a elaboração de uma planilha em que se possa acompanhar a evolução do preço a mercado de um titulo do tesouro e o valor presente do mesmo, de modo que se possa mês a mês avaliar se houve uma distorção dos valores dos títulos e se conclua que é melhor vender do que carregar o titulo..

Mais uma vez parabéns.

Um abraço.

Jose Americo

Paulo Martins
Visitante
Paulo Martins

Mais um excelente artigo, Leandro. Após ler vários artigos no teu site, no do Rafael e no do Henrique, passei a investir no Tesouro Direto. Tenho uma dúvida em relação aos agentes de custódia: existe algum impedimento em utilizar dois agentes diferentes para investir no TD?
Um abraço.

Jose Oliveira
Visitante
Jose Oliveira

Olá Leandro. Participei de uma palestra online sobre tesouro direto e o palestrante comentou que é possível conseguir o pagamento de cupons durante todos os meses do ano. No site do tesouro os meses de pagamento são os seguintes: NTNB Anos Pares – Fev e Ago, NTNB anos Impares – Mai e Nov, NTNF – Jan e Jul.
É possível receber o pagamento de cupons destes títulos em outros meses do ano?
Abraços e parabéns pelo artigo, muito completo e exposto de maneira bastante didática.

Paulo Diogo
Visitante
Paulo Diogo

Ótimo artigo, tenho uma duvida,
de quanto em quanto tempo as datas de vencimento variam?

alexandro regis
Visitante
alexandro regis

Tenho uma duvida. Quem vem comprando NTN-B Principal ha uns dois anos vê agora que foram precificadas para baixo, a mercado. Ha uma calculadora que permita comparar a possibilidade de venda das antigas e imediata compra das novas, tendo lucro a longo prazo? No caso, comparando a situação de manter o investimento x fazer um swap por NTNB Princ atuais que estao mais baratas e pagando mais?

José
Visitante
José

Prezado Leandro
Paz e Bem!!!
Parabéns pela capacidade de elucidar tão bem o tema.
Eu tenho 50 anos e trabalho faz 27. Pretendo se Deus quiser trabalhar por muitos anos. E esforcei-me demais para juntar dois milhões para minha aposentadoria.E eles estão aplicados 90% em LCI, 10% em Fundos di e 10% em Ntnb principal.
Recebo alugueis deixados por herança em torno de 5000 mil reais e pago inss no teto.A bolsa não é o meu perfil de investidor.Tenho duas filhas de 14 e 11 anos.
Eu pretendo sair das LCI e migrar 8000.000 para as NTNB principal, para aposentadoria.
Em agosto, as LCI vencem. A pergunta é: transfiro os 800.000 em agosto, depois das eleições ou em 2015? E aplico para 2019 ou 2024? Sei que ninguém tem bola de cristal, mas gostaria muito de saber sua opinião.
Desde já , sinto-me muito grato
José

Mário Jorge
Visitante
Mário Jorge

Boa noite caro Leandro ,tenho as seguintes dúvidas:1°)A taxa de custódia é cobrada sobre o valor principal inicialmente investido ou sobre o valor corrigido ?por exemplo ,eu compro uma NTN-B Principal no começo de janeiro então pagarei 0,15% de taxa de corretagem, ao chegar em Junho os outros 0,15% será sobre: valor de compra +juros +IPCA do período? 2°) se eu comprar hoje uma NTB-principal e resolver vendê-la daqui há dois anos quando a taxa selic subir,em relação aos juros acumulados no período , ficam comigo juntamente com a diferença paga entre a compra e a venda?Essa parte não está muito clara pra mim.Grato

Luis Machado
Visitante
Luis Machado

Bom dia Leandro.
Fui obrigado a deixar O Brasil para trabalhar e morar no exterior. Possibilidade de retorno ao Pais so na aposentadoria, Se houver.
Sendo assim, pergunto Se aplicar em NTNs seria uma boa opção de investmento como Plano de aposentadoria?
Como tambem tenho o risco de nao retornar mais ao Brasil apos me aposentar, visto uma vida toda feita no exterior, pergunto Se podemos fazer uma comparaçao deste investmento com a variação do dolar?
Ha também uma possibilidade de Se obter algum ganho na conversão Real x Dolar quando na transferencia destes investimentos em NTN no futuro?

A idéia seria investir no Brasil ( pela facilidade de comunicação) e utilizar esses recursos obtidos a longo prazo para viver no exterior.

Complicado, não?

Grato.

Mateus
Visitante
Mateus

Ola Leandro, muito bom o seu artigo, sou leigo em investimentos e realmente é muito esclarecedor, estou estudando as diversas formas de investimento para uma importante tomada de decisão, tenho 33 anos não tenho muitos recursos financeiros a única saída que vi para o meu caso foi investir o que recebia como salário em em uma graduação de Engenharia Mecânica, no próximo ano me formarei devido a característica das oportunidades de emprego de minha carreira serem vantajosas para quem se dispõe a mudar de cidade e também por ser solteiro e morar sozinho, terei de tomar a difícil decisão de vender um imóvel que possuo, recebido como herança para poder ir pra outra localidade, em função do atual cenário imobiliário no pais não vejo vantagem no momento de vender meu imóvel e comprar outro pois os valores são irreais, sendo assim pretendo investir esse capital e deixar parte da rentabilidade que é corrigida pela inflação guardada e a outra parte da rentabilidade que é paga semestralmente utilizar até me estabilizar financeiramente, sempre dizem que em imóvel não se meche mas sinceramente a cada dia que estudo vejo que se eu usar o valor desse imóvel para investir em uma NTN-B por exemplo teria muito mais ganhos do que simplesmente aluga-lo e ter de dispor de despesas de manutenção. Como nossos amigos disseram nas outras perguntas ninguém tem bola de cristal e meu medo é de em uma crise o governo resolver bloquear esse dinheiro e não termos como resgata-lo. um abraço continuarei lendo suas publicações.

Joao Paulo
Visitante
Joao Paulo

Leandro parabéns pelo seu artigo.Ele foi o único que explica com clareza o fluxo de variação dos preços da NTN-B conforme a variação da taxa Selic. É importante que todas possam entender como essa variação ocorre e que nem sempre é necessário esperar o vencimento do título para se obter ganhos, principalmente na NTN-B em que uma pequena variacão no valor do título causa um grande impacto visto os longos períodos de vencimento. Obrigado e continue trazendo artigos como esse. Joao Paulo

Alexandre
Visitante
Alexandre

Leandro, excelente artigo, parabens! Estou lendo muito sobre tesouro direto, mas tenho algumas duvidas.. Tenho um capital decorrente da venda de um imovel. Este imovel estava alugado e com esse aluguel complementava minha renda, o que estah me fazendo falta. Pensei em investir no tesouro direto. Soh que precisaria de retiradas no maximo trimestrais sendo que preciso de cerca de 0,5% de rentanbilidade liquida ao mes, mas com a ideia de que o principal fosse corrigido pela inflacao, para preservar o vslor de compra do dinheiro. Nao sei se isso eh possivel. Pensei em ntnb com pgtomde cupons, mas nao entendi bem a porcentagem que eles pagam. Os cupons pagam de acordo com a rentabilidade prefixada, ou de acordo com o ipca, ou pagam tudo que rendeu (ambas)? Uma outra pergunta seria qual a diversificacao ideal para a compra de titulos para ser feits nesse caso concreto. Nao pretendo mexer no principal, mas preciso da rentabilidade. Muito obrigado e um abraço, alexandre

Alexandre
Visitante
Alexandre

Ok! Muito obrigado! Desculpe a minha dificuldade de entender, mas então quer dizer que o valor pago pelo cupom eh o percentual pre-fixado, sobre o principal corrigido pelo ipca, eh isso? Pergunto porque li em algum lugar que seria o contrario: a porcentagem do cumpom seria feita pelo ipca dos ultimos 6 meses, e o pre-fixado incidiria sobre o principal, para ser resgatado no vencimento. Dito de outra forma: li que o que se ganha nos cupons eh o ipca e o principal iria rendendo pelo pre-fixado, o que nao faria sentido pois nao preservaria o poder de compra do dinheiro.. Desculpe abusar, mas tenho outra pergunta: vc colacaria tudo em ntn-b ou diversificaria em titulos do proprio tesouro?. Parace que ha estrategia para se resguardar de eventual oscilacao da selic e da inflacao.. Muito obrigado, alexandre

Misael da Silva
Visitante
Misael da Silva

Ótimo artigo das NTN-B.
Já fiz a minha escolha com vencimento a longo prazo.
Gostei muito da sua dicas para diversificar o nosso capital e não somente num titulo.
Estava lendo uma noticia de uma revista de economia. ” Que o governo esta pensando em muda os nos dos títulos diretos que e muito complicados e também irá acaba com os título pré- fixados.
Gostaria da sua opinião se possível? mas para mim o governo está querendo acaba com as vendas do títulos e com isso a população volta novamente a poupança que não rende como antes.

Alexandro Texeira
Visitante
Alexandro Texeira

Sr Leandro boa noite. Gostaria de saber se é mais vantajoso investir em títulos através de uma corretora com taxa de administração menor ,mas que toda vez que eu enviar recursos terei q pagar um DOC ou uma TED ou através do meu próprio banco com uma taxa de administração maior, mas com a comodidade de enviar diretamente os recursos de minha conta corrente sem pagar nada. Essa é uma grande dúvida que eu tenho.

Samuel
Visitante
Samuel

Caso vc tivesse R$ 1.000.000,00 para investir e comprasse tudo em NTN-B 2035, vc não acha um bom negócio? Veja bem, vc poderia pegar os cupons semestrais e reinvesti-los em LFT, LCA e até mesmo em imóveis ao longo de 21 anos e ainda receberia no resgate os R$ 1.000.000,00 corrigidos pela inflação do período. O que vc acha?,

jonas moraes
Visitante
jonas moraes

Boa noite !

Parabéns pelo elucidativo artigo.

Tenho alguns investimentos diversificados: imóvel, Fundo DI, Previdência Privada, fundo multi mercado.

E uma pequena poupança, com pouco mais de R$ 12.000,00 na qual faço depósitos mensais de R$ 400,00. Quero acabar com a poupança e aplicar o valor total em algum título público, via Tesouro Direto.

Além deste aporte inicial, também pretendo fazer compra mensal de títulos no valor de R$ 500,00, mais ou menos o valor que guardo na poupança mensalmente. Ou seja, quero fazer do Tesouro Direto minha “caderneta de poupança”.

Como meu objetivo é de longo prazo – penso em complementar minha aposentadoria com este novo investimento – imagino em um período de 20 anos. Assim questiono:

– qual o melhor titulo para investir tendo em vista o meu objetivo ?.

Tenho dúvidas também sobre o IRRF.

Sei que a tabela é regressiva e após 720 dias, o valor do IRRF é de 15%. No entanto, como fica o IRRF em relação a compra mensal de títulos que pretendo ir fazendo ao longo deste período, ela também obedece este mesmo critério ?

Ou seja, a cada nova compra mensal de título, o prazo para a redução do IRRF se renova e apenas após 720 dias ele chegará a 15% ? Ou, ao contrário, as compras sucessivas, de títulos idênticos ou não, obedecem ao cronograma inicial da primeira compra feita ?

E quanto ao prazo de vencimento do título, a cada nova compra mensal haverá um vencimento diferente daquele que estabeleci inicialmente para resgatar e começar a desfrutar minha aposentadoria ou o prazo do aporte inicial vale para todas as compras realizadas até o último mês daqui há 20 anos ?

Obrigado.

Jonas

Jemerson
Visitante
Jemerson

Antes de mais nada, gostaria de parabenizá-lo, pois o conteúdo deste artigo me esclareceu muitas dúvidas, e me surgiu uma outra na parte que você menciona sobre venda antecipada,pois não sei se meu raciocínio está correto:
Pelo que entendi, se eu vender um título, por exemplo, NTNB Principal antes do prazo,receberei pelo valor de mercado. Vamos supor que quando comprei esse título, a taxa de juros estava em 7% e hoje a taxa está em 2%.
Já que a diminuição da taxa faz o valor do título subir, logo, se eu vender antecipadamente, eu pego os juros descontado os IR +o principal e ainda ganho com a diferença entre os valores do título,
É isso mesmo?
Desde já agradeço pela atenção!

Renato
Visitante
Renato

Leandro, vou me aposentar daqui a pouco e guardei R$ 600.000,00 para investir em NTN-b com juros e receber um complemento da minha aposentadoria.

Fui fazer a simulação no site do Tesouro e achei o valor dos juros inferior ao que eu pensava.
No NTN-B 2035, hoje receberia a cada 6 meses aproximadamente R$ 14.000,00, 2,3% por semestre e achei muito pouco. Será que fiz certa a simulação? Pois no ano daria 4,6% de rendimento, o que é bem inferior até à poupança.

Hamurabi
Visitante
Hamurabi

Parabens Leandro e obrigado por todas os esclarecimentos. Quanto ao que o Jemerson comentou vc disse que o complicado é saber qual o melhor momento para a compra de uma NTN-B e qual o melhor momento para venda. A princípio estou pensando em investir também em NTN Principal, uma vez que ja diversifiquei em LTN e LFT, aproveitando a tendencia de alta da inflação. Mas minha idéia é vender antecipadamente e não aguardar o vencimento. Para isso o ideal é comprar em um momento como agora (com a inflação tendendo a subir mais caso se perca o controle sobre ela e com isso ver o principal render mais) ou o momento crucial seria comprar quando a inflação estiver no topo e acharmos que não subirá mais que aquilo? Pois, após comprado, aguardaria a inflação diminuir bastante, o que diminui a taxa do título, para vender antecipado. Entendo que seria interessante comprar quando a inflação ainda esta tendendo para alta para render mais, e não aguardar o maximo da inflação sendo a tendencia decrescer, pois se eu ficar com menos tempo investido na alta da inflação renderia menos no caso da venda antecipada!?
Agradeço qualquer comentário. Abraço.

wilian
Visitante
wilian

ola boa noit! leandro gostaria muito de um parecer seu sobre o investir em tesouro direto
Nunca investi e quero iniciar justo no tesouro direto qual a melhor forma de iniciar ?
Bom parabens pelos artigos para um leigo no assunto adorei e vou seguir e iniciar
muito obriagdo

Paulo Correia
Visitante
Paulo Correia

Olá Leandro, parabéns pelo artigo. Gostaria de tirar uma dúvida, quando eu for receber no vencimento os lucros e o capital investido, este valor vai para a conta da corretora certo? Depois eu teria que fazer um doc/ted para transferi-lo para minha conta, certo? Qual a segurança que eu tenho de que a corretora não sumirá com meu dinheiro? Estava pensando em trabalhar com a corretora SPINELLI S.A. CVMC, o que o senhor acha?

Paulo
Visitante
Paulo

Leandro, boa tarde, fiz uma simulação aqui na calculadora do Tesouro Nacional com a NTN-B Principal, que custa 716,74 e vence em 2035, eu comprando este titulo hoje, deu o seguinte, no dia do vencimento eu vou receber só R$ 7.332,27 é isso mesmo?
precisa fazer depósitos mensais ou só comprar uma vez e deixar lá correndo os juros?

Título: NTN-B Principal
Dias corridos entre a data de compra e a de vencimento: 7624
Dias corridos entre a data de compra e a de venda: 7624
Dias úteis entre a data de compra e a de vencimento: 5243
Dias úteis entre a data de compra e a de venda: 5243
Valor investido líquido: R$ 716,74
Rentabilidade bruta (a.a.): 12,86%
Taxa de Negociação (0,0%): R$ 0,00
Taxa de administração na entrada: R$ 0,72
Valor investido bruto: R$ 717,46
Valor bruto do resgate: R$ 8.896,45
Valor da taxa de custódia do resgate: R$ 301,16
Valor da taxa de administração do resgate: R$ 95,58
Alíquota média de imposto de renda: 15,00%
Imposto de renda: R$ 1.167,45
Valor líquido do resgate: R$ 7.332,27
Rentabilidade líquida após taxas e I.R. (a.a.): 11,82%

Paulo
Visitante
Paulo

Entendi, mas, eu fazendo um simulado na sua calculadora da poupança esses mesmos 21 anos 2035 na poupança ganharia +- 2,500 reais. é uma diferença grande, mas se eu nos mesmos 21 anos colocar todo mês 100 reais na poupança vou ganhar mais de 50mil reais, então para mim vale mais a pena colocar meus 700 reais na poupança e ir colocando 100 reais por mês, não compensa esperar 21 anos para ganhar 7000 reais.

paulo
Visitante
paulo

Obrigado, não tinha me atentado pra essa possibilidade, ficou MUITO melhor que a simulação do simulador da poupança! O senhor tem um email? Um canal pra responder dúvidas ao vivo? Já baixei o livro e vou ler.

Paulo
Visitante
Paulo

estou querendo abrir conta numa corretora mas estou em dúvidas entre a Rico e a XP Invest. mas como sou correntista do BB eles também tem corretora, no caso eles cobram as seguintes taxas>

a) taxa de negociação de 0,10% sobre o valor da operação. que parace não existir mais desde janeiro 2013.

b) Há uma taxa de custódia da BM&FBOVESPA de 0,30% ao ano sobre o valor dos títulos, referente aos serviços de guarda dos títulos e às informações e movimentações dos saldos, que é cobrada semestralmente, no primeiro dia útil de janeiro ou de julho, ou na ocorrência de um evento de custódia (pagamento de juros, venda ou vencimento do título), o que ocorrer primeiro.

Essa taxa é cobrada proporcionalmente ao período em que o investidor mantiver o título, e é calculada até o saldo de R$1.500.000,00 por conta de custódia. No caso em que, no semestre, a soma do valor da taxa de custódia da BM&FBOVESPA e da taxa do Agente de Custódia for inferior a R$10,00, o valor das taxas será acumulado para a cobrança no semestre seguinte, no primeiro dia útil de janeiro ou de julho, ou na ocorrência de um evento de custódia.

c) Há também uma taxa de 0,50% ao ano referente à taxa de serviço do Banco do Brasil (Agente de Custódia) sobre o valor dos títulos em custódia. No momento da compra, o investidor pagará a taxa do agente de custódia referente ao primeiro ano de custódia. Caso o investidor venda ou transfira o título antes de completar um ano de aquisição, a taxa do BB, cobrada no momento da compra, não será devolvida. Caso o título tenha vencimento inferior a um ano, a taxa do Agente de Custódia será proporcional ao prazo do título.

eaí? vale a pena? é uma boa corretora essa do BB? ou a Rico ou a XP seriam melhores? taxas melhores?

paulo
Visitante
paulo

Leandro, quero saber quanto é o rendimento mensal da Ntn-b principal ao mês. Como ela paga inflação mais a taxa de juros por exemplo, inflação 6,1 taxa na compra 6,2, minha dúvida é a seguinte, esses 6,2 da taxa de compra é rendimento anual? Ou mensal? Por favor me explique. Esse investimento garante pelo menos 1% ao mês?

Paulo
Visitante
Paulo

Leandro, bom dia, comprei o NTN-B Principal de 2035, sempre sobra no meu salário 150 reais, a média deste título está em 70 reais, o que o senhor me aconselha, comprar 10% todo mês e a sobra colocar na poupança pra formar um fundo de reserva pra emergências ou comprar dois títulos por mês?

OBS: Com uma meta de 4,5% de inflação no ano que vem, o governo vai baixar a Selic pra controlar a inflação, então teoricamente sairia ganhando, pois quando abaixa a Selic abaixa a inflação, é assim mesmo, me corrija se estiver errado.

Paulo
Visitante
Paulo

Bom dia Leandro, pretendo comprar frações das NTNBs Principal 2035 todos os meses, minhas perguntas são:

1 quando for vender os títulos, terei que vender cada um (frações) separado ou essas frações vão fazer parte de um só título?
2 o senhor acha melhor comprar frações de títulos ou ajuntar dinheiro e comprá-lo integral? ou dá no mesmo?
obrigado,

Paulo
Visitante
Paulo

Leandro, quanto a inflação, a meta para os próximos anos é de 4,5~4,8% hoje está em 6,5%, para alcançar a meta o governo vai aumentar a taxa SELIC? Os títulos NTNB-Principal, estão perdendo com isso, em 02/07 uma NTNB-P 35 estava 702 reais a 6,19 hoje 19/07 a mesma está em 733 reais a 5,99, minha intenção é ficar até o vencimento. é um bom negócio ou o senhor acha que devo aplicar numa LCI que acompanha a % do CDI que é perto da SELIC? para LFT era o ideal mas não tenho recursos para tal título.

paulo
Visitante
paulo

Leandro você pode me ajudar, todo mês sobra 180 reais, invisto nas NTNB P 2035, e o restante do valor (100 reais) onde eu invisto, poupança ou LCI?

Vivian
Visitante
Vivian

Leandro, muito obrigada pelas excelentes informações. Por favor, gostaria de saber qual melhor tipo de investimento no tesouro vc considera para uma pessoa que quer manter o dinheiro investido em torno de um ano. É viável ou neste período não vale o investimento?
Grata!

Magno
Visitante
Magno

Boa noite, Leandro.
Assim como muitos tb estou tentando entrar agora no mundo do Tesouro e da diversificação de investimentos.
De fato, seu texto e suas respostas foram importantíssimas e muito esclarecedoras.
Obrigado.
Minha dúvida, que deve ser boba já que comecei a investigar rentabilidade nesses últimos dias, é se a poupança antiga (antes das alterações sofridas na poupança há algum tempo) é um investimento vantajoso. Rende mais ou menos que a nova poupança? Vale a pena pegar este capital investido na poupança antiga e aplicar no NTNB-Principal para 2019, por exemplo? Já tenho um capital reserva para emergência em outra aplicação (CDB DI).
Muito obrigado desde já pelos esclarecimentos.

Caio
Visitante
Caio

Leandro,
Antes de mais nada gostaria de parabeniza-lo pelo excelente conteúdo do artigo.
Gostaria de informa-lo que a planilha de calculo de rendimento da NTNB-Pincipal, que você disponibilizou, esta calculando o IR de forma incorreta. No valor da base de cálculo do IR não esta descontando os valores da CBLC e o valor da Tx de Administração da Corretora.

Abs!
Caio

Rafael Santos
Visitante
Rafael Santos

Ótimo artigo… Parabéns pelo seu trabalho. Venho acompanhnadno seu site a alguns dias, e quero me tornar um poupador, só não sei como começar…
Tenho cerca de 600,00 livre todos os meses e queria saber como posso começar a investir com esse valor, tenho 21 anos e preciso começar a me educar economicamente…
Desde já agradeço muito!!

Rafael Santos
Visitante
Rafael Santos

Obrigado Leandro, vou pesquisar e estudar mais sobre o assunto..

Alexandre
Visitante
Alexandre

Oi Leandro, mais uma vez parabéns pelo artigo, excelente. Gostaria de saber sua opinião se estamos num bom momento para comprar NTN-B, pensando em ter uma rentabilidade semestral. Obrigado, Alexandre.

Ricardo
Visitante
Ricardo

Boa noite Leandro, parabéns por este excelente post, muito explicativo e rico em detalhes. Já favoritei o blog. Grande abraço.

sidnei
Visitante
sidnei

Leandro esta lançando debentures tendo a base NTN-B 2018 ,naõ encontro na tabela do tesouro

STEFANIO
Visitante
STEFANIO

Ótimo artigo, tenho 38 anos, tenho uma renda de R$ 15 mil reais mensais, já conheço o tesouro direto e invisto mensalmente com disciplina há uns 3 anos, mas sempre aprendo mais. apesar de já ter lido bastante sobre o assunto não tinha noção da técnica da venda antecipada quando os juros tendem a cair e assim otimizar os ganhos. Então Leandro, confiando no governo (apesar de estar na torcida para a saída do PT do poder) deposito R$3500,00 a.m. na NTN-B Principal 2024 para fazer um montante e no vencimento reaplicar no NTN-B Principal e quando este vencer aplicar então em alguma NTN-B com juros semestrais e viver de juros somados ao meu mísero INSS que contribuo pelo teto. Alguma dica adicional ao meu plano, estou no caminho? OBS: Já investi em fundos de ações em momentos ganhei dinheiro em outros perdi, tenho certa resistência às ações por ter visto que mesmo no longo prazo tem perdido para a renda fixa. Então, podes fazer algumas considerações sobre meu ´plano, muito obrigado!

michel ribeiro bonatto
Visitante
michel ribeiro bonatto

não entendo postei minha pergunta aqui e ela não esta mais nos comentários.
bom, vou perguntar novamente.
eu gostaria de saber se existe algum risco de perda no tesouro direto, e se existe quais são estes riscos?

Bruno Maffeo
Visitante
Bruno Maffeo

Caro Leandro,
Cadastrei meu e-mail no início deste mês e, desde então, venho recebendo seus informes, utilíssimos!, pelos quais agradeço muito.
Também tenho estudado o material disponível neste blog sobre as NTN-B: SENSACIONAL!!!
Em particular, esquadrinhei a Planilha Simulador de Rentabilidade NTN-B pois pretendo usá-la para monitorar meus investimentos nesses títulos.
Aqui, fiquei com uma DÚVIDA relativa à incidência do Imposto de Renda na data de vencimento do título.
O valor dessa incidência é calculado na célula AT43, pelo produto dos valores das células AT36 (valor bruto do Cupom) e AT42 (alíquota do IR = 15%).
Ou seja, o valor da correção monetária do Principal (taxa de variação do IPCA aplicada ao valor inicial da aplicação) NÃO sofre incidência de imposto de renda.
Alguns amigos, que possuem esses títulos, me informaram o contrário. A documentação a respeito oferecida no site do Tesouro Direto me pareceu ambígua.
Tentei dirimir a dúvida consultando diretamente o Tesouro Direto (via e-mail do Fale Conosco) mas não tive sucesso.
Você poderia esclarecer essa dúvida?
Agradeço antecipadamente.
PARABÉNS pelo seu trabalho de esclarecimento!!!!

Nelson de S. Pereira
Visitante
Nelson de S. Pereira

Olá Leandro!
Inicialmente gostaria de parabenizá-lo pelo excelente trabalho que vem realizando, no que tange a esclarecer as pessoas sobre aspectos relevantes da nossa economia, em especial do setor de finanças.
Com relação aos títulos públicos, muito embora ainda não tenha lido todos os seus artigos, mas já li tudo no site do Tesouro Direto e fiquei com uma dúvida. Caso decida pela venda antecipada de um título e pretenda aplicar os recursos recebidos na aquisição de um outro título, tenho que esperar uma semana para poder concretizar tal operação? O site do TD fala que no caso de compra o débito é feito em D+1 às 13:00 hs e na venda o recurso é creditado em D+1 às 12:30 hs, mas não explica o motivo dessa diferença de trinta minutos. Será que é para possibilitar a venda e a compra sem a necessidade do investidor ter que colocar recursos na corretora?
Desde já grato pela atenção….
Nelson

Marcelo
Visitante
Marcelo

Leandro, existem graficos com o historico dos preços dos titulos para consulta na internet ?

Leandro
Visitante
Leandro

Excelente Artigo Xará!! Está mudando minha visão sobre os investimentos! Show de bola. Poderia nos ajudar ainda mais fazendo uma comparação entre LCI/LCA e tesouro direto em termos de rendimento e risco? Outra, como fico sabendo se uma banco quebrou e que o Fundo Garantidor de Crédito vai cobrir? Alguém nos avisa? A corretora avisa, comunica?
Parabéns pelo Blog!!!!!

Compartilhe com um amigo