Simulador Tesouro Prefixado: Preço, Taxas, Lucros e Ganhos

Utilize o nosso novo simulador de preços para o título público Tesouro Prefixado. É online e gratuito. Ele permite fazer estudos visualizando o impacto da variação da taxa no preço do título. Você poderá estudar ganhos antecipados ou perdas provocadas pelas variações dos juros.

Leia as instruções logo abaixo do simulador para aprender como ele funciona.

Antes, preciso destacar que este simulador e todos os outros que existem aqui no Clube dos Poupadores, possui finalidade educativa. Seus resultados não devem ser utilizados como recomendações para investimentos.

O objetivo é sempre permitir que você aumente o seu nível de conhecimento sobre os investimentos para que possa tomar as suas próprias decisões de forma consciente, sem depender de mais ninguém.

Quando você compra um título Tesouro Prefixado, que antigamente se chamava LTN, você recebe uma remuneração calculada pela aplicação de uma taxa de juros fixa, ao ano, que será garantida se você esperar até a data de vencimento do título. Na prática a sua rentabilidade reflete o desconto que o Tesouro dará para você comprar o título, pois na data de vencimento todo Tesouro Prefixado valerá os mesmos R$ 1.000,00.

Se você resolver vender o título antecipadamente, ou seja, antes da data de vencimento, você poderá receber juros maiores ou menores do que foi acordado no momento da compra do título.

Tudo dependerá das mudanças (para mais ou para menos) que essa taxa sofrerá no decorrer do tempo. Essa taxa é calculada e divulgada todos os dias pelo Tesouro neste endereço aqui. Existe um histórico aqui, e no Clube dos Poupadores você pode acessar o histórico consolidado que preparei para você aqui.

O objetivo desse simulador é permitir que você visualize qual seria o preço do título se a taxa fosse maior ou menor do que a taxa atual.

Isso permite que você tenha uma ideia de quanto seria sua perda ou ganhos se você vendesse o título antes do vencimento após a ocorrência de variações (para cima ou para baixo) da taxa que o Tesouro oferece no caso de uma venda antecipada.

Todo título vale R$ 1.000,00

Todo título público do tipo Tesouro Prefixado (antiga LTN) vale R$ 1.000,00 na data de vencimento. Se você comprar um Tesouro Prefixado 2025 hoje, você já terá a certeza de que receberá no dia 01 de janeiro de 2025 o valor de R$ 1.000,00 por cada título adquirido. Não importa o que aconteça com os juros da economia no decorrer do tempo, o pagamento desse valor é fixo quando a data de vencimento chegar.

O imposto cobrado sobre esse rendimento será de 15%, se você ficar com o título por mais de 2 anos. O seu rendimento será o seu ganho, ou seja, a diferença entre o que você pagou pelo título e os R$ 1.000,00. Ainda existirá a cobrança de 0,3% ao ano da Bolsa de Valores (B3) pela custódia dos títulos que você comprou. Várias corretoras não cobram a taxa de agente de custódia. Recomendo que você invista em títulos públicos através de uma corretora que não cobre essa taxa. Veja a lista de corretoras com taxa zero visitando aqui.

Tudo isso significa que o investidor sempre tem a certeza de que, no vencimento, receberá R$ 1.000,00 menos 15% de imposto de renda sobre o rendimento. A taxa de 0,3% da B3 será cobrada semestralmente até o vencimento (sobre o saldo diário). O valor é descontado da sua conta na corretora ou banco, como uma tarifa semestral.

O motivo para queda e alta do preço do título

Agora vamos entender por qual motivo o Tesouro Prefixado pode resultar em rentabilidade negativa, caso você resolva vender o título antes do vencimento.

Você deve entender que, para a venda antecipada do título, quando a taxa desse título cai, o preço do título sobe; por outro lado, se a taxa subir, o preço do título irá cair. Compreender esse fenômeno é importante.

Todos os dias, o Tesouro calcula a taxa de juros que será oferecida para os investidores que quiserem comprar títulos públicos. Isso significa que quase todos os dias ocorre mudança na taxa. Quando eles mudam essa taxa de juros, o preço do título sofre uma mudança imediatamente. O preço pode subir ou cair.

Exemplo:

Vamos imaginar que o Tesouro está oferecendo o título Tesouro Prefixado que vence em 2025 com uma taxa de juros de 10% ao ano para quem adquirir esse título hoje. Quanto deve ser o preço do título hoje para que no dia 01/01/2025 o investidor possa receber R$ 1.000,00 e isso represente uma rentabilidade de 10% ao ano?

O Tesouro realiza um cálculo para descobrir quanto precisa cobrar pelo título para que o investidor receba essa taxa de 10% ao ano em 2025. É esse cálculo que o simulador faz.

A fórmula matemática para encontrar o preço do título para hoje, de forma que ele possa garantir 10% de rentabilidade ao ano até 2025, é essa aqui:

Pode parecer complicado, mas não é. Veja que VN é o valor nominal do título, ou seja, o valor de R$ 1.000,00 no vencimento. DU é a quantidade de dias úteis, descontando todos os feriados, entre a data de compra do título e a data de vencimento. Na verdade, devemos usar a data de compra do título + 1 dia útil, pois ao comprar o título hoje a compra só será realmente efetivada no primeiro dia útil após a compra. No nosso exemplo esse dia seria 17/05/2018. Isso representaria 1666 dias úteis entre 17/05/2018 e 01/01/2025. Já a Taxa, no nosso exemplo, seria 10%.

O resultado do cálculo do nosso simulador, que faz uso da fórmula acima, seria de R$ 532,54.

Mas o que aconteceria se o Tesouro resolvesse cortar os juros pela metade? Imagine que agora o Tesouro quer pagar 5% de juros e não mais 10% de juros ao ano até 2025, mas, no vencimento, ele vai continuar pagando R$ 1.000,00 pelo título Tesouro Prefixado.

Para pagar menos juros no mesmo período, mantendo o pagamento de R$ 1.000,00 pelo título em 2025, o Tesouro terá que aumentar o preço do título, ou seja, ele vai baixar a rentabilidade aumentando o preço cobrado pelo título.

Dessa forma, para que o investidor possa receber o equivalente a 5% de juros ao ano ao receber R$ 1.000,00 pelo título em 2025 ele precisa comprar esse título por R$ 739,31.

No simulador, você pode observar quanto seria o preço do título se a taxa oferecida pelo Tesouro fosse de 10% e depois, quanto seria se a taxa fosse 0,01% maior e 0,01% menor.

No nosso exemplo, essa variação de 0,01% na taxa para mais ou para menos faria o preço do título ficar +/- R$ 0,31 mais caro ou mais barato.

Nos casos mais extremos do nosso exemplo, se a taxa do título fosse 5% menor do que a atual o preço do título ficaria R$ 184,99 maior. Se a taxa fosse 5% maior o preço do título ficaria R$ 133,35 maior.

Isso nos permite observar que a alta do preço do título, quando a taxa cai cada 1%, tende a ser maior que a queda do preço do título quando a taxa sobe cada 1%. No nosso exemplo uma queda de 1% da taxa faria o preço do título ficar R$ 32,24 maior. Uma alta de 1% na taxa faria o preço cair R$ 30,20.

Entender esse mecanismo é fundamental para o pequeno investidor. Esse movimento pode criar oportunidades para aqueles que compram esse tipo de título com o objetivo de vender antecipadamente.

Para as pessoas que não entendem esse mecanismo, a queda do preço do título quando a taxa sobe pode ser assustador. O não entendimento do mecanismo pode fazer o investidor iniciante vender os títulos antecipadamente quando o preço está em queda, sem compreender que se aguardar até o vencimento o valor de R$ 1.000,00 pelo título será garantido.

O mesmo fenômeno acontece com os títulos públicos chamados Tesouro IPCA, pois o Tesouro IPCA nada mais é do que um Tesouro Prefixado que além de receber uma taxa fixa de juros no futuro terá o valor principal que foi investido, corrigido pela inflação acumulada entre a compra e o vencimento do título. Só que neste caso, o cálculo é um pouco mais complexo que o cálculo utilizado no Tesouro Prefixado.

Para entender com profundidade o funcionamento de todos os títulos públicos, de tal forma que você tenha plena consciência sobre o que está fazendo durante os seus investimentos eu recomendo a leitura do meu novo livro Como Investir em Títulos Públicos.

Esse livro possui conhecimentos que vão do básico até questões mais avançadas como a que foi abordada nesse artigo. O livro acompanha mais de 20 planilhas que fazem simulações, cálculos e estudos. São as mesmas que eu utilizo no meu dia a dia.

Investir em Títulos Públicos

Conheça os títulos públicos que pagam juros fixos, títulos que fazem você lucrar quando os juros estão subindo, títulos que rendem mais quando a inflação dispara, títulos que depositam dinheiro na sua conta semestralmente e até títulos que valorizam enquanto os juros estão em queda livre. Aprenda a lucrar emprestando o seu dinheiro para o Governo Federal, assim como bancos, instituições financeiras e investidores fazem todos os dias gerando bilhões em lucros.

Saber mais
Comprar

Compartilhe com um amigo