Investimento Rentável, Líquido e Seguro

Um bom investimento precisa ser rentável, líquido e seguro. O problema é que ainda não inventaram um investimento que atenda estas três características plenamente e ao mesmo tempo. Destas três características você só pode escolher duas. Significa que para escolher duas, você terá que deixar uma de fora.

Podemos dizer que os investimentos se dividem em três tipos:

  1. Investimentos que são Rentáveis, Líquidos e com baixa segurança (maior risco);
  2. Investimentos que são Rentáveis, Seguros e com baixa liquidez;
  3. Investimentos que são Seguros, Líquidos e com baixa rentabilidade.

1. Rentáveis, líquidos e com baixa segurança (maior risco):

As ações de empresas que você pode comprar na Bolsa de Valores são um bom exemplo de investimento que pode oferecer rentabilidade elevada se você souber comprar e vender no momento certo. A liquidez das ações de grandes empresas é muito alta, ou seja, você pode vender suas ações imediatamente sempre que desejar. O problema é a segurança. Nada garante que você terá ganhos investindo em ações. O risco de perdas é elevado já que os preços das ações mudam a cada segundo, dependendo da oferta e da procura. Veja o artigo que escrevi sobre Renda Fixa x Renda Variável.

2. Rentáveis, seguros e com baixa liquidez:

Os produtos de renda fixa, principalmente os pré-fixados, são rentáveis, seguros, mas com baixa liquidez. Quando você compra um título público pré-fixado como LTN ou NTN-B, fica sabendo antecipadamente qual será a sua rentabilidade. Ao investir, você tem a segurança de que, no vencimento dos títulos, terá aquela taxa de juros que foi acordada previamente. Não existem surpresas. O problema é que você será obrigado a esperar o vencimento do título e isto pode demorar 3 anos ou mais no caso da LTN. Para investimento em NTN-B o vencimento pode ser de 5 até 35 anos. O mesmo acontece com o CDB prefixado. Você tem uma boa rentabilidade, com segurança de retorno garantido desde que esteja disposto a perder a liquidez que é a capacidade de transformar seu investimento em dinheiro no momento que desejar. Já escrevi sobre LTN e sobre NTN-B, veja qui.

3. Seguros, líquidos e com baixa rentabilidade:

Aqui temos a Poupança, títulos como o LFT, CDB pós-fixado e LCI e LCA. Não é possível ter rentabilidade negativa nestes investimentos pós-fixados que seguem a taxa básica de juros (Taxa Selic). Isto atrai muitos brasileiros conservadores para estes investimentos. A rentabilidade não é das maiores. No caso da LCI e LCA, quanto maior a liquidez, menor tende a ser a remuneração. Já o Título LFT pode ser vendido para o governo toda quarta-feira. Por ter maior liquidez e segurança é o título vendido pelo Tesouro Direto que rende menos. A poupança e os CDBs mais líquidos costumam ser pós-fixados e também oferecem baixa rentabilidade. Já escrevi sobre LCI. Também mostrei como comparar Poupança x LCI e outros investimentos e como avaliar outros riscos dos investimentos, como o caso da falência dos bancos..

Relações entre risco, retorno e liquidez

Infelizmente não existe retorno sem riscos já que o retorno é a remuneração pelo risco que corremos. Quando você compra um imóvel na planta, os riscos são muito maiores e por isto o retorno do investimento é maior se comparado a quem compra o imóvel pronto. Quem prefere comprar o imóvel pronto para morar sabe que está pagando mais caro por estar correndo nenhum risco com relação ao atraso na entrega e outros problemas.

O mesmo acontece com quem deseja comprar um imóvel para alugar. A melhor forma de fazer isto é comprando um bom terreno e encarando os riscos de construir o imóvel que será locado. O retorno do aluguel será muito maior já que os custos da construção são menores do que o preço do imóvel pronto.

A mesma coisa acontece com todos os investimentos. É importante que você perceba que nem sempre o risco é bem remunerado. Nem sempre o investimento em ações será bem remunerado em relação ao risco. Nem sempre abrir um negócio garantirá boa remuneração em relação aos riscos. Nem sempre um imóvel alugado garantirá boa remuneração se comparado ao risco de ter um estranho dentro do seu imóvel.

Você precisa aprender mais sobre alocação de ativos.

Você precisa aprender que existem três tipos de dinheiro na sua vida: dinheiro de curto prazo, dinheiro de médio prazo e dinheiro de longo prazo. Também existe aquela parcela do seu dinheiro que não pode ficar exposta a nenhum risco e outra parcela menor que você pode arriscar mais para obter uma maior rentabilidade.

Estudar alocação de ativos permite criar um Fundo de Investimento Pessoal. Você vai dividir o seu dinheiro em diversas opções de investimento, com diversos prazos, taxas de juros diferentes e liquidez diferente. Durante sua vida você precisará realocar seus investimentos algumas vezes dependendo da fase da vida em que se encontra e seus objetivos. Dependendo do cenário econômico (juros em alta, juros em queda, inflação, câmbio, crescimento ou recessão) você também deve realocar seus ativos buscando maior segurança e rentabilidade.

Você precisa aprender a administrar seu dinheiro da mesma forma que os grandes fundos e gestores de riqueza fazem com o dinheiro dos outros. Não é difícil. Quem entende do assunto faz questão de complicar para afastar as pessoas.

Primeiro passo…

O primeiro passo é aprender o que tentei demonstrar neste artigo. O melhor investimento ou o investimento perfeito, sem riscos, com alta rentabilidade e baixo risco, simplesmente, não existe. Sempre que alguém te oferecer estas três características em qualquer negócio envolvendo dinheiro, ligue o seu desconfiômetro.

 

O segundo passo é conhecer cada opção de investimento oferecida no mercado. Você será livre quando conhecer as características de cada investimento com seus pontos fortes e fracos. Também é importante conhecer o comportamento do investimento diante das variáveis econômicas (juros, inflação, PIB, etc). Quando este dia chegar, não precisará mais perguntar para ninguém: onde é melhor investir. Isto fará uma enorme diferença na sua vida financeira.

Quase todos os dias recebo mensagens e comentários, aqui no Clube dos Poupadores, de pessoas que fizeram maus negócios depois que seguiram recomendações de gerentes de bancos, corretores de seguros, vendedores de consórcios, planos de previdência, corretoras de imóveis, etc.

A recomendação que dou é esta:

Não pergunte para o açougueiro se você deveria comer mais carne. Não pergunte para o dono da vinícola se vinho faz bem para sua saúde. Não pergunte para o gerente do banco qual banco oferece os melhores investimentos. Você já sabe a resposta. Você fez a pergunta certa para a pessoa errada.

Aqui mesmo no Clube dos Poupadores você pode aprender mais sobre diversas modalidades de investimento gratuitamente em uma centena de artigos que já publiquei. Também existem livros que recomendo e que podem tornar a aprendizagem mais rápida e organizada. É o caso do Alocação de Ativos do Henrique Carvalho para quem já está acostumado a investir. Para iniciantes existe o livro Como Investir Dinheiro do Rafael Seabra. Para quem deseja aprender a investir em títulos públicos existe o curso para iniciantes chamado Tesouro Express do Leonardo Rocha. Para quem já investe em títulos públicos existe um curso mais avançado chamado Tesouro Direto Carteira Rica do Prof. Eduardinho.

No Clube dos Poupadores você encontra uma série de artigos onde falo sobre os principais títulos públicos veja aqui. Também temos muitos artigos publicados sobre investimentos. O importante é não ter pressa para aprender. O processo de aprendizagem precisa ser lento e constante para que possa ser sólido.

Em qual degrau você se encontra quando o assunto é Educação Financeira e Investimentos?

By |02/09/2014|Categories: Investimentos|38 Comments

About the Author:

Leandro Ávila é administrador de empresas, educador independente especializado em Educação Financeira. Além de editor do Clube dos Poupadores é autor dos livros: Reeducação Financeira, Investidor Consciente, Investimentos que rendem mais, e livros sobre Como comprar e investir em imóveis.

38 Comments

  1. Saulo Campos 2 de setembro de 2014 at 6:40 - Reply

    Leandro seus artigos são muito bons!
    Realmente a relação Risco x Retorno é um dos itens mais importantes na hora de investir.
    Aliás acredito que tudo na vida é assim…um equilíbrio entre o risco e o retorno que será obtido.
    Devido a não entender essa regra (e aqui temos uma dose de ganância e ignorância) muitas pessoas caem em falcatruas pensando em ganhar muito $$ sem nenhum risco.
    Abraços e continue o ótimo trabalho!

    • Leandro Ávila 2 de setembro de 2014 at 9:50 - Reply

      É verdade Saulo. Os riscos sempre existem. O pior é que existem dezenas de tipos de risco diferentes e que a maioria desconhece. Depois vou escrever sobre isso.

  2. Ricardo 2 de setembro de 2014 at 8:46 - Reply

    Muito bom o artigo Leandro, meus parabéns!
    Sou um iniciante e pretendo fazer meu primeiro investimento em breve. Tenho dúvidas em relação de como a taxa juros pode afetar o preço dos ativos de renda fixa, você poderia montar algum artigo sobre este assunto?
    Até

    • Leandro Ávila 2 de setembro de 2014 at 9:47 - Reply

      Oi Ricardo. Isto depende de onde pretende investir. A taxa básica de juros (Selic) afeta todos os investimentos de maneiras diferentes.

  3. Guilherme 2 de setembro de 2014 at 8:54 - Reply

    Artigo simples e direto ao ponto para quem está começando a investir e tem mais risco de acreditar em fábulas de ganho fácil. Sensacional, já estou assinando suas postagens semanais. Parabéns pelo site, sucesso!

  4. Roberto Carlos 2 de setembro de 2014 at 9:11 - Reply

    Sua inteligência organizada e compartilhada vira um privilégio a nós leitores. Parabéns e obrigado! Certamente, faz jus aos eventuais rendimentos dos hotlinks blue.

  5. Roque Souza 2 de setembro de 2014 at 11:12 - Reply

    Nas minhas andanças na internet,em busca de conhecimento sobre investimento, já visitei vários site e blogs e li muitos artigos, mas confesso que em termos de qualidade, clareza e profundidade de conteúdo, nada se iguala aos seus artigos. Agora que descobri o Clube dos Poupadores, tenho uma fonte preciosa onde estou aprofundando os meus conhecimentos. Parabéns Leandro Ávila, você está prestando um ótimo serviço a pessoas neófitas como eu na difícil tarefa de bem investir.Muito sucesso e bola prá frente!

  6. Daniela 2 de setembro de 2014 at 12:13 - Reply

    Olá Leandro,mais uma vez parabéns pelo artigo. Já me cadastrei no IBMBobespa, em breve iniciarei meus investimentos, pretendo fazer um pequeno aporte inicialmente pra ir treinando. Mas tenho uma dúvida, na prática, como funciona o planejamento da independência financeira (aposentadoria) qdo eu investir nos títulos públicos. Como faço para aplicar 500,00 todo mês e daqui há 15 anos poder sacar o valor dos rendimentos mensalmente? Eu teria que aplicar a cada mês num título mais rentável e com um prazo próximo do período em que pretendo me “aposentar”? Grata!!!!

    • Leandro Ávila 4 de setembro de 2014 at 10:30 - Reply

      Olá Daniela, você precisa criar gerenciar seus investimentos. Não deve investir e esquecer, como muitos fazem, e como uma mágica tudo dará certo depois de 15 anos. O cenário econômico muda constantemente, a cada 4 anos temos uma eleição para presidente que gera impactos nos investimentos, sem falar de crises nacionais, mundiais, guerras, catástrofes naturais, tudo interfere na economia e nos investimentos. O mundo não é estável e tende a se tornar cada dia mais instável. O correto seria começar a aprender agora, como cuidar do seu dinheiro, quais são as opções de investimento que existe, quando uma é melhor que a outra, como diversificar com base nos riscos e na liquidez de cada opção de investimento. Tudo isso faz parte da sua educação financeira, que não será algo que vocÊ conquistará rapidamente. É importante iniciar um processo de educação agora e com o aprendizado você vai organizando seus investimentos. O básico e fundamental é que reserve uma parte dos seus ganhos para o seu futuro.

  7. Alexandre 2 de setembro de 2014 at 13:03 - Reply

    Olá, Leandro!
    Sempre recebo seus posts com entusiasmo e agradeço as ideias e informações compartilhadas.
    Abraços!

  8. AGUINALDO 2 de setembro de 2014 at 13:10 - Reply

    Boa tarde, Leandro
    Obrigado por compartilhar seu conhecimento conosco, desde que comecei a acompanhar os seus artigos percebi as mudanças nos rendimentos aplicados, por conta das escolhas dos títulos públicos e pelos apontamentos realizados no momento de comprar e vendê-los.
    Parabéns por mais este artigo.

  9. Brandão 2 de setembro de 2014 at 17:03 - Reply

    Leandro como faço pra fugir das taxas de bancos tradicionais, investir no tesouro só via bancos?

  10. Rogério 2 de setembro de 2014 at 22:41 - Reply

    Leandro Ávila estou gostando muito de fazer parte do clube dos poupadores, sou um iniciante apesar da idade avançada quero aprender e assim ajudar meus filhos na difícil missão de fazer o pé de meia, gostaria de saber quais bancos pequeno/médio porte que paga uma % melhor nas LCIs. Obrigado.

    • Leandro Ávila 4 de setembro de 2014 at 10:25 - Reply

      Oi Rogério, não existe um ranking dos bancos que pagam melhores taxas de LCI. Através de corretoras é possível verificar quais bancos estão oferecendo LCI neste exato momento e quais taxas cobram, isto em relação a bancos que trabalham com as corretoras. E a LCI que está sendo oferecida agora pode não ser oferecida amanhã. A taxa disponível hoje, pode não estar amanhã.

  11. Rita Matos 2 de setembro de 2014 at 23:52 - Reply

    Leandro, obrigada! Muito esclarecedor, trabalho com imóveis e tenho aprendido bastante desde que comecei a acompanhar as suas dicas.

  12. Jefferson 3 de setembro de 2014 at 13:20 - Reply

    Bom dia, Leandro!

    Mais uma vez lhe agradeço pela oportunidade de acesso a educação financeira, de forma simples e eficaz. Após ler seus artigos sobre tesouro direto, decidi investir a longo prazo com o intuito de buscar minha “liberdade financeira”. Minha escola foi o NTN-B Principal (vencimento em 10 anos). Gostaria de tirar uma dúvida, quando confiro meu extrato aparece saldo bruto, este saldo seria o valor atual sem descontos de taxas e impostos? Tenho em mente que para este investimento deve-se aguardar seu vencimento, mas existe alguma exceção, onde seria mais vantajoso retirar antes do vencimento? Como verifico esta hipótese, através deste saldo bruto? Obrigado, abraço.

    • Leandro Ávila 10 de setembro de 2014 at 0:24 - Reply

      Olá Jefferson, o saldo bruno não tem taxas e nem impostos. Quando você investe em NTN-B pode ter perdas se os juros subirem e você resolver antecipar a venda do título e pode ter ganhos acima da média se você resolver vender os títulos antecipadamente quando os juros estão em queda. Existem planilhas e métodos de avaliação que indicam o melhor momento de comprar e vender antecipadamente. Existe um curso que recomendo que ensina este método, veja aqui.

  13. Tadeusan 3 de setembro de 2014 at 18:07 - Reply

    Olá Leandro!

    Parabéns! por mais um excelente artigo, abordado de forma ampla e objetiva e fácil de entender.

    Me tornei admirador do seu precioso trabalho.

    Existem diversos artigos e propagandas maliciosamente tendenciosas no mercado, que buscam colocar os investidores mais desavisados em diversas opções de rentabilidade, liquidez e riscos duvidosos.

    Aprendi com o tempo que somente com o grande esforço nosso (estudo & experiencias), que podemos direcionar os nossos investimentos de forma eficiente, perante a realidade e condições de cada um.
    Os seus artigos servem para engrandecer mais ainda tudo isso.

    Somente tenho a desejá-lo mais sucesso ainda.

    Abs!

    • Leandro Ávila 3 de setembro de 2014 at 18:39 - Reply

      Oi Tadeusan, muito obrigado, parabéns pelo aprendizado, este é o caminho.

  14. JUAN MORETTI 3 de setembro de 2014 at 23:00 - Reply

    Leandro, mais uma vez obrigado pelo artigo! Gostaria de fazer uma pergunta: a partir de quanto é possível fazer investimentos? Tem um valor mínimo para investir? Esse valor varia de acordo com o tipo de investimento? A rentabilidade é sempre em percentual, por isso quanto mais você investe mais você ganha? Essas respostas vão ajudar muito, de antemão Obrigado!

    • Leandro Ávila 4 de setembro de 2014 at 10:34 - Reply

      Olá Juan, não existe um valor mínimo. Você deve começar imediatamente. Quando se tem muito pouco dinheiro é possível investir na poupança e em títulos públicos (comprando frações de títulos). Os bancos costumam exigir um investimento mínimo para LCI, LCA e CDB. Oferecem rentabilidade menor para quem tem pouco dinheiro para investir e rentabilidade maior para quem tem mais. Para que um dia você tenha mais dinheiro investido é necessário começar do zero. Quanto mais você investe menos taxas os bancos cobram, maior é a rentabilidade, mais produtos ficam a sua disposição. O importante é perceber que um dia você terá que começar, e vai começar com pouco, vai começar pequeno.

  15. Jorge Delnero 4 de setembro de 2014 at 1:46 - Reply

    Olá Leandro, tudo bem?
    Seguramente você consegue passar seus conhecimentos e experiencias de uma forma muito simples, direta e clara…Parabéns e obrigado!
    Contudo te pergunto: e o dólar como ficará para os próximos meses e para 2015?
    Comprar dólar nesse momento pode ser um bom investimento?
    Obrigado e um forte abraço

    • Leandro Ávila 4 de setembro de 2014 at 2:26 - Reply

      Oi Jorge. Não é possível prever o futuro. O que podemos observar é muita gente fazendo apostas para o aumento do dólar em 2015. Não deixam de ser apostas. Pode dar certo e também pode dar errado. O dólar só está nos patamares atuais porque o Banco Central está vendendo grande quantidade de dólares todos os meses para interferir na cotação. Como não sabemos quem ganhará as eleições, não podemos saber que medidas poderão ser tomadas com relação a isso. A recuperação dos EUA e o aumento dos juros nos EUA pode elevar o dólar no mundo inteiro em 2015 ou 2016. O problema é saber quanto isso vai acontecer e qual será o impacto real disso no câmbio.

  16. Sérgio 14 de setembro de 2014 at 17:34 - Reply

    Boa tarde leandro, tenho cerca de 60.000,00 para investir no tesouro direto, Qual orientação para quem está começando. devo diversificar? e em quais títulos devo aplicar?

    • Leandro Ávila 14 de setembro de 2014 at 21:07 - Reply

      Olá Sérgio. A primeira coisa que você tem que fazer antes de investir em títulos públicos é entender cada título. É fundamental dedicar um tempo para entender a relação que existe entre o cenário econômico atual com a rentabilidade dos títulos. O pior caminho seria investir sem saber o que está fazendo e para isto depender da opinião de outras pessoas. Como educador eu te recomendo e te estimulo a aprender para que se torne livre e assim possa investir sem precisar perguntar. É isso que eu gostaria de erradicar com o meu trabalho de educador. Um bom começo seria ler os artigos que já escrevi sobre o investimento em títulos públicos. Visite: http://www.clubedospoupadores.com/tesouro-direto Se possível invista em livros e cursos para agilizar o processo de aprendizagem.

  17. GRAZIELA ANDREONE DA COSTA OLIVEIRA 22 de setembro de 2014 at 17:22 - Reply

    Só consegui entender a LTN até agora… é muito difícil tudo isso, tem que ler muito para não fazer besteira, para quem está começado, qual investimento você indica Leandro? LTN? E para pouco dinheiro, tipo no máximo R$ 5.000,00?

    • Leandro Ávila 22 de setembro de 2014 at 20:16 - Reply

      Olá Graziela, para quem está começando o melhor investimento é o que você poderá fazer na sua educação, de tal forma que você não precise perguntar para mim, para o gerente do banco, para os amigos, onde investir. O título mais fácil de entender é o LFT. É um título pós-fixado, rende mais que a poupança, principalmente agora que os juros estão elevados, não possui risco de perdas como ocorre no LTN. Para saber como funciona a LFT visite aqui.

  18. Rogerio 13 de outubro de 2014 at 17:54 - Reply

    Olá Leandro, tenho uma duvida? não sei se este posto é o correto para a pergunta, mas de qualquer formas, lá vamos nós:
    A duvida que tenho é seguinte: Comprei o Titulo publico, visando aposentadoria, esperei até a data de vencimento do titulo, receberei tudo de uma vez correto? É que eu penso em fazer algo que me dê uma rentabilidade mensal para que eu possa usufruir a os poucos do dinheiro guardado, (como uma previdência privada) mas estou tendo uma dificuldade enorme em planejar algo com os títulos do Tesouro Direto para que isso aconteça com os mesmo. qual dica ou artigo que você recomenda para uma esclarecida melhor com os rendimentos dos títulos públicos. Um abraço!

  19. Renato Araujo 26 de dezembro de 2014 at 10:18 - Reply

    Leandro primeiramente gostaria de agradecê-lo por dividir conosco o seu conhecimento, parte do me tornei e adquiri devo a você! Então obrigado por me tornar um pessoa melhor e mais feliz. Tornei-me um leitor assíduo dos seus artigos e me atrevi a investir meu dinheiro, depois de “alguns erros” e muitos acertos consegui ampliar meu patrimônio e diminui significativamente meus gastos chegando a poupar mais de 70% do meu salario. Estou aprendendo cada vez mais a investir a poupa e tenho certeza de que breve terei minha independência financeira.

    • Leandro Ávila 27 de dezembro de 2014 at 21:57 - Reply

      Oi Renato. Parabéns e muito obrigado por deixar seu depoimento aqui. Certamente vai motivar outros leitores.

Leave A Comment

Share this

Compartilhe com um amigo